???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/5023
Tipo do documento: Dissertação
Título: Direito à saúde para a população trans: uma análise sobre a universalização do acesso para pessoas trans ao ambulatório de sexualidade do Hospital Universitário da UFMA, entre 2016 e 2020
Título(s) alternativo(s): Right to health for the trans population: an analysis of the universal access for trans people to the sexuality outpatient clinic at the UFMA University Hospital, between 2016 and 2020
Autor: ARAUJO, Bruna Barbosa 
Primeiro orientador: DIAS, Marly de Jesus Sá
Primeiro membro da banca: DIAS, Marly de Jesus Sá
Segundo membro da banca: LIMA, Cristiana Costa
Terceiro membro da banca: MARTINS, Carlos Wellington Soares
Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo analisar como a população LGBTI+, mais especificamente as pessoas Trans, tem acessado o direito à saúde nesta conjuntura de avanço do conservadorismo e dos desmontes de garantias legais, a partir da realidade concreta experiencia da pelo ambulatório de sexualidade do Hospital Universitário da UFMA, no período de 2016 a 2020, tendo como norte os princípios fundamentais de Universalidade e Integralidade do Sistema Único de Saúde. Trata-se de uma pesquisa exploratória de base qualitativa, que utilizou com o método de análise do objeto o Materialismo Histórico Dialético, no esforço de apreender o movimento do objeto da pesquisa em suas múltiplas determinações, captar o processo de desmonte das políticas públicas como fenômeno inserido na totalidade complexa e contraditória e, no contexto de avanço do conservadorismo no Brasil. Como procedimentos metodológicos, houve levantamento bibliográfico, documental e empírico; ocasião em que foram realizadas 14 entrevistas semiestruturadasjuntoa4profissionais que compõem a equipe multiprofissional e 10 pessoas Trans acompanhadas no Ambulatório de Sexualidade do HUUFMA, no período de dezembro de 2022 – junho de 2023. As informações coletadas foram analisadas e interpretadas a partir da tessitura e sistematização das narrativas. Seus resultados apontam para os impactos gerados pelo avanço do conservadorismo no Brasil, sobretudo a partir de 2016, comprometendo a implementação do Ambulatório de Sexualidade do HUUFMA e efetivação da garantia das cirurgias de modificações corporais e hormonioterapia que fazem parte do “Processo Transexualizador” na política pública de saúde. Situação que revelam debilidades na estruturado SUS, agravados com desfinanciamentos sucessivos, sucateamento e privatização ocasionada pelo sistema de recessão neoliberal.
Abstract: This research aimed to analyze how the LGBTI+ population has accessed their right to health in the context of advancing conservatism and with drawal of legal rights,based on the experience of the sexuality outpatient clinic of the Hospital Universitarioda UFMA (HUUFMA) from 2016 to 2020, standing on the principles of Universalityand Integrality of the Sistema Unico de Saude (SUS). This is an exploratory study with a qualitative basis, which used Dialectical and Historical Materialismas its methodo fanalysis, seeking to describe the research object in its multiple determinationsandconsidering the process of overthrowing public policies as a phenomenoninsertedinthe complex and contradictory advance of the conservatism in Brazil. Asemi-structured interview was applied with four professionals from the multidisciplinary team and ten transgender people attended by thesexualit youtpatient clinic of the hospital from December 2022 to June 2023. Thequestionsofthe interview included their dynamics of life, socioeconomic profile andthemainbarriers and challenges to access healthcare in the public systemas atransgenderperson. The collected data was analyzed and interpreted by detailingandsystematizing the narratives. The results point to the impacts generatedbytheadvance of conservatism in Brazil, especially from 2016 onwards, whichdirectlyimpacted the implementation of the Sexuality Outpatient Clinic of the HUUFMAandthe access to body-changing surgeries and hormone therapy. Weaknesseswerefound in the structure of the Sistema Unico de Saude, such as the lack of fundingandthe privatization caused by the neoliberal recession system. This scenariomakesitdifficult for transgender people to find in the public health systemthe support neededfor a safe gender transition, contradicting the principles of Universality andIntegralityof the SUS.
Palavras-chave: universalidade no SUS;
transexualidade;
processo transexualizador;
health policy;
health unic system;
public policy;
transgeneridade.
Área(s) do CNPq: Políticas Públicas
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL/CCSO
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS/CCSO
Citação: ARAUJO, Bruna Barbosa. Direito à saúde para a população trans: uma análise sobre a universalização do acesso para pessoas trans ao ambulatório de sexualidade do Hospital Universitário da UFMA, entre 2016 e 2020. 2023. 196 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas/CCSO) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2023.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/5023
Data de defesa: 12-Sep-2023
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BRUNA___Araújo.pdfDissertação de Mestrado4,47 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.