???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/4805
Tipo do documento: Tese
Título: AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA E CICATRIZANTE DA LECTINA STELL ISOLADA DA FOLHA DE Schinus terebinthifolius RADDI
Título(s) alternativo(s): EVALUATION OF ANTIBACTERIAL AND HEALING ACTIVITY FROM LECTIN STELL ISOLATED FROM LEAF OF Schinus terebinthifolius RADDI
Autor: NUNES, Marcio Anderson Sousa
Primeiro orientador: MONTEIRO NETO, Valério
Primeiro coorientador: SILVA, Luís Cláudio Nascimento da
Primeiro membro da banca: MONTEIRO NETO, Valério
Segundo membro da banca: ALIANÇA, Amanda Silva dos Santos
Terceiro membro da banca: MIRANDA, Rita de Cássia Mendonça de
Quarto membro da banca: CORREIA, Maria Tereza dos Santos
Quinto membro da banca: TEIXEIRA, Claudener Souza
Resumo: Staphylococcus aureus é comumente encontrado em infecções de feridas onde este patógeno compromete o reparo da pele. A lectina isolada das folhas de Schinus terebinthifolius (denominada SteLL) possui ação antimicrobiana e antivirulência contra S. aureus. O estudo avaliou os efeitos da administração tópica de SteLL em feridas de camundongos infectados por S. aureus. No total de 72 camundongos C57/BL6 (6-8 semanas de idade) foram alocados em quatro grupos: (i) feridas não infectadas;(ii) feridas infectadas em não tratadas; (iii) feridas infectadas e tratadas com 32 µg/mL de solução de SteLL; (iv) feridas infectadas tratadas com solução SteLL 64 µg/mL. Uma lesão de aproximadamente 8 mm de diâmetro foi induzida na região dorsal de cada animal e infectadas por S. aureus 432170 (4,0 x 106 UFC/ferida). O tratamento diário começou 1 dia pós-infecção (dpi). A aplicação tópica de ambas as concentrações de SteLL observou-se uma diminuição da severidade da infecção por S. aureus, resultados estes que se correlacionam com a diminuição da carga bacteriana no leito da ferida, reduzindo significativamente a cicatrização de feridas infectadas até o 7º dpi, quando comparada a lesões infectadas não tratadas (reduções de 1,95-4,55 vezes e 1,79-2,90 vezes para SteLL a 32 µg/mL e 64 µg/mL, respectivamente). O tratamento baseado em SteLL também alterou a gravidade da infecção da ferida e reduziu a carga bacteriana (12 vezes para 72 vezes para 32 µg/mL; e 14 vezes para 282 vezes para 64 µg/mL). As feridas tratadas com SteLL mostraram maior deposição de colágeno e restauração da estrutura da pele se comparada aos demais grupos. A carga bacteriana e os níveis de marcadores inflamatórios (IL-6, MCP-1, TNF- α e VEGF) também foram reduzidos por ambas as concentrações de SteLL. Esses resultados corroboram com as propriedades anti-infecciosas relatadas de SteLL, tornando esta lectina uma candidata líder para o desenvolvimento de agentes alternativos para o tratamento de lesões cutâneas infectadas por S. aureus.
Abstract: Staphylococcus aureus is commonly found in wound infections where this pathogen compromises skin repair. The lectin isolated from Schinus terebinthifolius leaves (called SteLL) has antimicrobial and antivirulence action against S. aureus. The study evaluated the effects of topical administration of SteLL on wounds of mice infected with S. aureus. A total of 72 C57/BL6 mice (6-8 weeks old) were allocated into four groups: (i) uninfected wounds; (ii) infected wounds treated with 32 µg/ml SteLL solution; (iv) infected wounds treated with 64 µg/mL SteLL solution. A lesion of approximately 8 mm in diameter was induced in the dorsal region of each animal and infected by S. aureus 432170 (4.0 x 106 CFU/wound). Daily treatment started 1 day post-infection (dpi). Topical application of both SteLL concentrations showed a decrease in the severity of S. aureus infection, results that correlate with the decrease in bacterial load in the wound bed, significantly reducing the healing of infected wounds up to 7thdpi, when compared to untreated infected lesions (1.95-4.55-fold and 1.79-2.90-fold reductionsfor SteLL at 32 µg/mL and 64 µg/mL, respectively). SteLL-based treatment also altered the severity of wound infection and reduced bacterial load (12-fold to 72-fold for 32 µg/mL; and 14-fold to 282-fold for 64 µg/mL). Wounds treated with SteLL showed greater collagen deposition and restoration of skin structure compared to the other groups. Bacterial load and levels of inflammatory markers (IL-6, MCP-1, TNF-α and VEGF) were also reduced by both SteLL concentrations. These results corroborate the reported anti-infective properties of SteLL,making this lectin a leading candidate for the development of alternative agents for the treatment of S. aureus infected skin lesions.
Palavras-chave: SteLL;
Infecção;
Atividade antimicrobiana;
Cicatrização
SteLL;
Infection;
Antimicrobial activity;
Healing
Área(s) do CNPq: Análise e Controle e Medicamentos
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE PATOLOGIA/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - RENORBIO/CCBS
Citação: NUNES, Marcio Anderson Sousa.Avaliação da atividade antibacteriana e cicatrizante da Lectina Stell isolada da folha de Schinus terebinthifolius RADDI. 2022. 50 f. Tese(Programa de Pós-graduação em Biotecnologia - Renorbio/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2022.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/4805
Data de defesa: 16-Dec-2022
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA/RENORBIO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese___Defesa___Marcio_Nunes__.pdfTese de Doutorado1,72 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.