???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2695
Tipo do documento: Dissertação
Título: ORGANIZAÇÃO E LUTA SINDICAL FACE AO NEOLIBERALISMO NO BRASIL: do novo sindicalismo à construção de alternativas à esquerda.
Título(s) alternativo(s): ORGANIZATION AND UNION FIGHT AGAINST NEOLIBERALISM IN BRAZIL: From the new unionism to the construction of alternatives on the left.
Autor: ALBUQUERQUE, Denise de Jesus 
Primeiro orientador: LOPES, Josefa Batista
Primeiro membro da banca: LOPES, Josefa Batista
Segundo membro da banca: BARBOSA, Zulene Muniz
Terceiro membro da banca: CARDOSO, Franci Gomes
Resumo: Esta dissertação faz uma análise do movimento sindical brasileiro no bojo da implementação do projeto neoliberal, tendo como marco principal os governos de Fernando Henrique Cardoso (1994 – 1998; 1999-2002) e Luís Inácio Lula da Silva (2003-2006; 2007-2010). Para tanto, buscamos compreender as repercussões do processo de reestruturação capitalista – ancorado na reestruturação produtiva, na financeirização e na ideologia neoliberal –, evidenciada em fins dos anos 70, sob o mundo do trabalho e o movimento sindical. Na análise da particularidade do Brasil, trazemos um breve histórico do movimento sindical brasileiro com destaque para o novo sindicalismo que dá origem à Central Única dos Trabalhadores (CUT), na década de 1980. Verificamos que a vitória do projeto neoliberal no Brasil, com a eleição de Collor em 1989, juntamente com a derrocada da URSS e a crise do modelo de sindicato socialdemocrata, colocou na defensiva a principal referência do sindicalismo combativo brasileiro, a CUT, com a adesão desta ao sindicalismo propositivo. Como parte da estratégia neoliberal de disputar a direção do movimento sindical, tivemos também a criação da Força Sindical, em 1991, central que já nasce neoliberal, com seu sindicalismo negocial. Desse modo, analisamos a atuação das duas principais centrais sindicais atuantes na década de 1990, apontando suas divergências e aproximações na referida década, tendo em vista o transformismo cutista da época. Com a eleição de Lula em 2002, verifica-se uma completa adesão da CUT ao projeto de conciliação de classes implementado pelo Partido dos Trabalhadores. Sendo este um dos elementos responsáveis pelo processo de reorganização do movimento sindical brasileiro, iniciado na década de 2000 e ainda em curso, fazemos, ainda, algumas reflexões sobre a construção de alternativas à esquerda do sindicalismo cutista, com a criação da CSP-Conlutas. Esta central, com caráter sindical e popular, tem tentado preencher a lacuna deixada pela Central Única dos Trabalhadores no tocante à organização das lutas sindicais no Brasil, no confronto ao neoliberalismo do século XXI.
Abstract: This dissertation analyzes the Brazilian trade union movement in the context of the implementation of the neoliberal project, having as main frame the governments of. ). In order to do so, we seek to understand the repercussions of the process of capitalist restructuring - anchored in productive restructuring, financialization and neoliberal ideology - evidenced in the late 1970s under the world of labor and the trade union movement. In the analysis of the particularity of Brazil, we bring a brief history of the Brazilian trade union movement, highlighting the new unionism that gave rise to the Central Única dos Trabalhadores (CUT) in the 1980s. We have verified that the victory of the neoliberal project in Brazil, with Collor's election in 1989, together with the collapse of the USSR and the crisis of the social-democratic syndicate model, put the main reference of Brazilian combative unionism, CUT, on the defensive, with its adherence to pro-union syndicalism. As part of the neoliberal strategy of contesting the leadership of the trade union movement, we also had the creation of the Força Sindical, in 1991, a center that is already born neoliberal, with its trade unionism. In this way, we analyze the performance of the two main trade union centers operating in the 1990s, pointing out their divergences and approximations in that decade, in view of the seasonal change of the era. With the election of Lula in 2002, there is a complete adhesion of the CUT to the project of conciliation of classes implemented by the Workers' Party. This being one of the elements responsible for the reorganization process of the Brazilian trade union movement, which began in the 2000s and is still under way, we also make some reflections on the construction of alternatives to the left of cutista trade unionism, with the creation of CSP-Conlutas. This center, with a trade union and popular character, has tried to fill the gap left by the Central Única dos Trabalhadores with regard to the organization of trade union struggles in Brazil, in the confrontation with 21st century neoliberalism.
Palavras-chave: Neoliberalismo; Movimento sindical; CUT; CSP-Conlutas
Neoliberalism; Trade union movement; CUT; CSP-Conlutas
Área(s) do CNPq: Políticas Públicas.
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL/CCSO
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS/CCSO
Citação: ALBUQUERQUE, Denise de Jesus. Organização e luta sindical face ao neoliberalismo no Brasil: do novo sindicalismo à construção de alternativas à esquerda.. 2019. 142 folhas. Dissertação( Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas/CCSO) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2695
Data de defesa: 26-Apr-2019
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Denise de Jesus Albuquerque.pdfDissertação de Mestrado.908,82 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.