???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2268
Tipo do documento: Tese
Título: O SERVIÇO SOCIAL E AS TRAMAS DO FETICHE DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NA PARTICULARIDADE DO SETOR ELÉTRICO NA AMAZÔNIA LEGAL: “velhas” e “novas” demandas profissionais.
Título(s) alternativo(s): THE SOCIAL SERVICE AND THE THREATS OF THE SUSTAINABLE DEVELOPMENT FEVE IN THE PARTICULARITY OF THE ELECTRIC SECTOR IN THE LEGAL AMAZON: "old" and "new" professional demands.
Autor: BERGER, Mariana Cavalcanti Braz 
Primeiro orientador: LOPES, Josefa Batista
Primeiro membro da banca: LOPES, Josefa Batista
Segundo membro da banca: SANTANA, Joana Valente
Terceiro membro da banca: SANT’ANA JÚNIOR, Horácio Antunes de
Quarto membro da banca: SANTANA, Raimunda Nonata do Nascimento
Quinto membro da banca: ABREU, Marina Maciel
Resumo: Análise das tramas do desenvolvimento sustentável como fetiche na particularidade do setor elétrico na Amazônia Legal. Considera-se sua importância para o projeto de desenvolvimento vigente no processo de acumulação capitalista e analisa-se a incidência nas diferentes dimensões do Serviço Social: formação profissional, produção do conhecimento, organização política e intervenção profissional, mediante a expressão de “velhas” e “novas” demandas colocadas para a profissão e seus profissionais ao se defrontarem com a questão ambiental, fundamental no acirramento da questão social na atualidade. Para o estudo e a análise, sob a orientação do método e da teoria crítica de Marx e do marxismo, realizou-se pesquisa bibliográfica; pesquisa documental, sobretudo na particularidade das usinas hidrelétricas; entrevistas com os atingidos por essas barragens e com assistentes sociais que intervêm no setor elétrico; aplicação de questionários com os coordenadores dos cursos de graduação de Serviço Social na Amazônia Legal e com representantes das entidades de luta da categoria profissional. Esse processo permite o desvelamento do fetiche do desenvolvimento sustentável através da indústria de geração de energia elétrica no Brasil, em um movimento em que os empreendimentos se apresentam como defensores do meio ambiente; uma farsa, na medida em que esses empreendimentos na Amazônia Legal com seus grandes projetos, como as usinas hidrelétricas, destroem a natureza, inundam vidas, produzindo transformações profundas no modo de ser e viver da população brasileira, sobretudo, dos afetados no entorno das barragens. Decorrem, portanto, da dinâmica do capitalismo que se apropria das riquezas convertendo-as em mercadorias. Essa realidade desafia o Serviço Social por meio de “novas” e “velhas” demandas profissionais em suas quatro dimensões. Constata-se que, na vinculação do Serviço Social à luta fundante do movimento concreto contra a destruição do meio ambiente natural, emergem “novas” demandas em cada dimensão profissional. Verifica-se que, no tocante à temática a questão ambiental e o desenvolvimento sustentável, a formação profissional, a produção do conhecimento e a organização política das entidades de luta da categoria profissional têm sido, em geral, expressão de resistência no campo teórico-político ideológico ao conservadorismo. No processo contraditório da realidade concreta, no entanto, há dilemas que ocorrem, fundamentalmente, na intervenção profissional entre as “velhas” demandas institucionais e o projeto ético-político profissional, vinculado aos interesses da classe trabalhadora. Considera-se que o desvelamento do fetiche do desenvolvimento sustentável contribui para ruptura com a lógica produtivista; com os imperativos do mercado em proporção mundial e com a possibilidade de conciliação da preservação do meio ambiente em um sistema dominado pela ganância e lucro. Desafia a cultura crítica marxista bastante desenvolvida no Serviço Social, no contexto atual de avanço do conservadorismo, de profundos retrocessos na totalidade das relações sociais. Esses retrocessos incidem no Serviço Social, favorecendo velhas práticas profissionais a serem confrontadas na resistência e sustentação do projeto ético-político profissional.
Abstract: This work analyses the texture of the sustainable development as a fetish considering the electrical sector in the Amazon. Address its importance for the capitalist development project and its relationship with different dimensions of the Social Work: professional education, knowledge production, political organization and professional intervention, through the old and new demands for the profession and the social workers that cope with the environmental issue. What is fundamental due to the current worsening of the social issues. This thesis employs the method and critical theory of Marx and marxism, it uses bibliographic research; documental research, specially to understand the particularity of the hydroelectric power units; interviews with people affected by the dams and with social workers that acts in the sector. Besides that, the research comprises also the application of questionnaires for the coordinators of social work undergraduate courses in the Amazon region and representatives of the professional bodies. In this way, it is possible to uncover the fetish of the environmental development in the power generation industry of Brazil, despite the fact its main actors claim to be engaged with the environmental preservation. That is an absurdity, as these large projects destroy the habitats, flood people life and causes unrecoverable changes for the native population. It is due to the mechanism of capitalist, which appropriates riches to deliver goods. This reality challenges the social worker through old and new demands. It is observed that as the social work confronts the environment destruction, new demands arise regarding all professional dimensions. The addressment of the sustainable development and of the environmental issues by the professional education, knowledge production and political organization dimensions encourages the ideological resistance to the conservatism in the political-theoretical field. However, the reality is contradictory, there are the dilemmas with respect to the professional intervention and the ethical-political project, fundamentally connected to the interest of the workers class. The unveiling of the fetish of the sustainable development contributes to disrupt the productivist logic, that argues is possible to conciliates the habitat preservation and the world market demand, through a system controlled by greed and profit. The Marxist critical view, so developed by the Social Work, is faced by the conservatism and deep drawbacks concerning social relations. Theses drawbacks must be confronted through the reinforcement of ethical-political project.
Palavras-chave: Serviço Social; Fetichismo; Desenvolvimento Sustentável; Questão Ambiental; Amazônia Legal
Social Work; Fetishism; Sustainable Development; Environmental Issue; Amazon
Área(s) do CNPq: Serviço Social.
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL/CCSO
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS/CCSO
Citação: Berger, Mariana Cavalcanti Braz. O serviço social e as tramas do fetiche do desenvolvimento sustentável na particularidade do setor elétrico na Amazônia Legal: “velhas” e “novas” demandas profissionais.. 2018. 270 folhas. Tese( PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS/CCSO) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2268
Data de defesa: 7-May-2018
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mariana Cavalcanti Braz Berger.pdfTese de Doutorado.4,35 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.