???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1724
Tipo do documento: Tese
Título: A reinvenção dos dias: ética e resistência emancipatória no Serviço Social contemporâneo
Título(s) alternativo(s): THE REINVENTION OF THE DAYS: Ethics and Emancipatory Resistance in Contemporary Social Service
Autor: Miranda, Maria Leidinalva Batista 
Primeiro orientador: ROCHA, Lourdes de Maria Leitão Nunes
Resumo: Partindo da crise que atravessa na contemporaneidade o pilar da emancipação e buscando alternativas que pressupõem sua autocrítica, o estudo defende a reinvenção da ética, para reinventar a resistência emancipatória. A base é a dinâmica dos afetos que movem os homens e o que efetivamente são, pela mediação da razão como afeto mais forte e contrário ao medo e à esperança, combinação de que se nutre por excelência, uma reatualizada servidão “voluntária”. Para tanto, um duplo deslocamento é explorado. De um lado, da lógica do desejo como falta à do desejo como produção, para fazer frente à moral transcendente, à lógica da ação por dever e à separação corpo e mente. De outro, da lógica do poder e pelo poder, para a lógica da potência que lhe é anterior e condição para ir além da mera oposição e da negação, afirmando no cotidiano, a resistência. A partir disso, a reinvenção do pensamento crítico é posta como a tarefa primeira que só pode vir a cabo com um outro modo de produzi-lo, validando saberes invisíveis de uma ótica colonialista, advindos de experiências diversas e plurais, nas quais os sujeitos, onde e como vivem, possam, sem hierarquias, mas resguardada sua diferença, se expressar, expandindo no mesmo ato, sua potência de agir em comum, no tempo presente. A reflexão fundamenta-se no pensamento espinozano e interpretações com ele afinadas, para afirmar essa ética prática e imanente da potência, condição mesma de reinvenção, a cada dia, da vida coletiva, criando outros modos de pensar, trabalhar e conviver em comunidades-mundo, que só podem se constituir emancipatórias, nutridas de força própria em contínua composição e expressão de potências singulares, nos encontros de alegria e tristeza que constituem a vida, por livre necessidade. O resgate de elementos empíricos que consubstanciem a análise das incidências desses processos em uma profissão, é feito no âmbito do Serviço Social em sua particular inscrição nesse cenário, dado o problema de sua deliberação pela emancipação humana como direção e horizonte político. Nesse lugar específico, o estudo apoia-se em revisão de literatura e narrativas de profissionais e usuários, pela mediação central da Assistência Social, a partir do que, a profissão é analisada em seus fundamentos teórico-metodológicos e ético-políticos atuais, destacando desequilíbrios, distorções, reducionismos e incompletudes. Resulta na constatação de que as experiências de trabalho, assimilando a cultura contemporânea privatista e fundamentalista neoconservadora externa, e ainda, elementos dispersos da cultura profissional interna, reproduzem uma lógica funcional ao capital, seja na clássica alienação, que repõe a moralização de suas origens, seja na crença em emancipação política através do Estado, de onde sua ênfase no valor da técnica e seu excesso de determinação, ou ainda, como terceira via, na retórica da emancipação humana, sem conexão com a vida cotidiana, o que advém de um pensamento dual, centrado na carência, em detrimento da potência dos usuários, cujas experiências próprias e leituras do mundo, sinalizam outros caminhos, donde a chave por dentro para afirmar a profissão como um dos lugares de contribuição para reinventar a resistência emancipatória, se gestado um outro Serviço Social, sintonizado e capaz de acolher a realidade em que adquire sentido de existir e da qual é parte constitutiva.
Abstract: Starting from the crisis that crosses the contemporary or the pillar of emancipation and seeking alternatives that presuppose its self-criticism, the study defends a reinvention of ethics, to reinvent emancipatory resistance. The base is a dynamic of the affections that move men and what they are effectively, by the mediation of reason as the strongest and the opposite to fear and hope, combination that is nurtured by excellence, a re-actualized "voluntary" servitude. Therefore, a double offset is explored as necessary. On the one hand, from the logic of desire as a lack for desire as production, to face the transcendent moral, the logic of action for duty and separation of body and mind. From another, from the logic of power by power, to a logic of potency that is previous and condition to go beyond mere opposition and denial, affirming in the everyday, the resistance. From this, the reinvention of critical thinking is posed as the first task that only can accrue as another mode to produce it, validating invisible knowledge from a colonial perspective, arising from diverse and plural experiences, in which subjects, where and how they live, without hierarchies and sheltered their difference, can express themselves, expanding in the same act, their potency to act in common, in the present time. The reflection is based on spinozian thought and interpretations with which it has been refined, to affirm this ethic of potency, same condition of reinvention, each day, of collective life, creating other ways of think, work and live in world-communities, that only can built themselves emancipatory, nourished by their own strength, in continuous and expression of singular powers, in meetings of joy and sadness that constitute life, for free necessity. The rescue of empirical elements that constitute an analysis of the incidence of these processes in a profession, is done within the scope of Social Service in its particular inscription in this scenery, given the problem of its deliberation by the human emancipation as direction and political horizon. In this specific place, the study is based on a review of the literature and narratives of professionals and users, through the central mediation of Social Assistance, from which, a profession is analyzed in its theoreticalmethodological and ethical-political current foundations, highlighting imbalances, distortions, reductions and incompleteness. Results in the realization that work experiences, assimilating to contemporary privative and fundamentalist neoconservative culture, and even, the dispersed elements of the internal professional culture, reproduce a functional logic for capital, whether in the classic alienation, which restores the moralization of its origins, in the belief in political emancipation through the State, from where his emphasis on the value of technique and his excess of determination, or, as a third way, in the rhetoric of human emancipation, without connection with a daily life, which comes from a dual thought, centered on the lack, to the detriment of the power of the users, whose own experiences and world readings, sign other ways, where the key inside to affirm the profession as one of the places of contribution to reinvent an emancipatory resistance, if another Social Service has been created, tuned and capable of accepting a reality in which it acquires meaning of existence and constitutive part.
Palavras-chave: Ética
Emancipação
Serviço Social
Resistencia
Potência
Poder
Comunidade
Singularidade
Política
Emancipation
Ethic
Policy
Social Service
Resistance
Potency
Power
Community
Singularity
Área(s) do CNPq: Serviço Social
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL/CCSO
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS/CCSO
Citação: MIRANDA, Maria Leidinalva Batista. A reinvenção dos dias: ética e resistência emancipatória no Serviço Social contemporâneo. 2016. 295 f. Tese (Doutorado em Políticas Públicas) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1724
Data de defesa: 12-Dec-2016
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LeidinalvaMiranda.pdfTese1,7 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.