Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/750
Tipo do documento: Tese
Título: FORMAÇÃO PARA A DIVERSIDADE? DESAFIOS DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM GRAJAÚ-MA
Título(s) alternativo(s): TRAINING FOR DIVERSITY? CHALLENGES OF TEACHER EDUCATION IN Grajaú-MA
Autor: Alcântara, Ramon Luis de Santana 
Primeiro orientador: Coelho, Elizabeth Maria Beserra
Primeiro membro da banca: Silva, Carlos Benedito Rodrigues da
Segundo membro da banca: Araújo, Maria do Socorro Sousa de
Resumo: Esta tese problematiza os desafios para a formação de professores para a diversidade no contexto de Grajaú. Busca entender quais são os desafios para a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) na formação de professores, considerando o cenário local de Grajaú e os discursos acerca da educação para a diversidade produzidos pelo Estado. Analisa diversidade, em seu caráter multidimensional, como um processo de relações de diferenciações. Para entender o processo de inferiorização de determinados grupos sociais, aciona a noção de colonialidade, apontando que existe uma matriz colonial do preconceito. Os dados foram construídos com base em uma experiência de pesquisa-ação, como proposta por Boaventura Sousa Santos, através da observação etnográfica, de análise de documentos e de uma experiência de disciplina curricular com duas turmas de licenciaturas no campus da UFMA em Grajaú. Foram realizadas, também, entrevistas e conversas informais com alunos e professores do campus, bem como grajauenses em geral. Aponta que o Estado assume uma postura ambígua quando se trata de defender um projeto nacional e compreender a pluralidade cultural do país. As políticas educacionais são marcadas por uma ausência ou por um disciplinamento da diversidade. Essa postura se reflete nos projetos pedagógicos e nas matrizes curriculares dos cursos da UFMA em Grajaú, onde nada se refere à diversidade local. Concomitante a esse silenciamento, os sujeitos produzem discursos que apontam para um cenário escolar no munícipio caracterizado pelo racismo, pela invisibilidade indígena, pela homofobia, pelo machismo e pela inferiorização de outros grupos minoritários, como as pessoas com deficiência e oriundos da zona rural. Conclui que o contexto de Grajaú, marcado pela matriz colonial do preconceito, apresenta inúmeros desafios no que tange a formação de professores para a diversidade.
Abstract: This thesis discusses the challenges for the training of teachers for diversity in the context of Grajaú. It aims to understand what are the challenges for the Federal University of Maranhão (UFMA) in teacher training, considering the local scene of Grajaú and speeches about "education for diversity" produced by the state. It examines diversity in its multidimensional character, as a process of differentiation in social relations. To understand the process of inferiority of certain social groups, this paper triggers the notion of coloniality, noting that there is a colonial die of prejudice. The data were based on an action research experience, as proposed by Boaventura Sousa Santos, through ethnographic observation, document analysis and a curriculum subject experience with two undergraduate classes on the campus of UFMA in Grajaú. Were carried out, also, interviews and informal conversations with students and campus teachers and grajauenses in general. As a result, this thesis points out that the state takes an ambiguous stance when it comes to defending a national project and understand the cultural plurality of the country. Educational policies are marked by an absence or a discipline of diversity. This attitude is reflected in the pedagogical projects and on curricular outlines of UFMA courses in Grajaú where nothing refers to the local diversity. Concomitant to this silencing, subjects produce speeches pointing to a school setting in municipality characterized by racism, by the indigenous invisibility, homophobia, sexism and by the inferiority of other minority groups such as the disabled and from the rural area. As a conclusion, the context Grajaú, marked by the colonial die of prejudice, presents numerous challenges regarding the training of teachers for diversity.
Palavras-chave: diversidade
formação de professores
colonialidade
diversity
training of teachers
coloniality
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: Políticas Públicas
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS
Citação: ALCÂNTARA, Ramon Luis de Santana. TRAINING FOR DIVERSITY? CHALLENGES OF TEACHER EDUCATION IN Grajaú-MA. 2015. 202 f. Tese (Doutorado em Políticas Públicas) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2:8080/tede/handle/tede/750
Data de defesa: 23-Mar-2015
Aparece nas coleções:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Tese_RAMON LUIS DE SANTANA ALCANTARA.pdf1,79 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.