Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/67
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorDutra, Richard Pereirapt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3540029577221469por
dc.contributor.advisor1GUERRA, Rosane Nassar Meirelespt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787771H0por
dc.date.accessioned2016-08-16T18:18:41Z-
dc.date.available2015-03-09pt_BR
dc.date.issued2012-09-19pt_BR
dc.identifier.citationDUTRA, Richard Pereira. BIOPROSPECTING OF GEOPROPOLIS OF MELIPONA FASCICULATA SMITH AS INPUT IN GENERATION OF LEISHMANICIDAL PRODUCTS. 2012. 141 f. Tese (Doutorado em Fertilização) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2012.por
dc.identifier.urihttp://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/67-
dc.description.resumoMelipona fasciculataSmith, ocorre no Brasil, especialmente no estado do Maranhão, onde é popularmente conhecida como tiúba. A tiúba produz mel, cera, geoprópolis e acumula pólen. O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade leishmanicida de diferentes amostras da geoprópolis de Melipona fasciculata, visando à obtenção de um produto com atividade leishmanicida. As amostras de geoprópolis foram coletadas em diferentes localidades do município de Fernando Falcão-MA e submetidas a processo extrativo com solução hidroalcoólica, obtendo-se os extratos hidroalcoólicos da geoprópolis (EHG1, EHG2 e EHG3). Os extratos foram utilizados para avaliação in vitro da ação leishmanicida, utilizando formas promastigotas de Leishmania amazonensis. O EHG1, que apresentou maior atividade leishmanicida, foi submetido à partição líquido-líquido, resultando nas frações hexânica (FH), fração clorofórmica (FC), fração acetato de etila (FA) e fração hidroalcoólica (FHA). As frações foram avaliadas quanto à atividade leishmanicida e antioxidante, e ainda analisadas quanto à concentração de polifenóis totais e composição química. Os extratos da geoprópolis apresentaram concentração inibitória (CI50) entre 47 a 229 μg/mL. O extrato mais ativo foi EHG1 e a sua fração mais ativa foi a FA com CI50 de 29,89 μg/mL, enquanto as frações FC e FHA apresentaram CI50 de 43,21 μg/mL e 49,48 μg/mL, respectivamente. OEHG1 e as frações leishmanicidas apresentaram atividade antioxidante frente ao radical DPPH e elevados teores de polifenóis totais. A fração hexânica não apresentou ação leishmanicida, antioxidante e apresentou as menores concentrações de polifenóis. Os extratos apresentaram ácidos fenólicos, ácidos orgânicos, ácidos graxos, antraquinonas, açúcares e álcoois, nas analises por cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas (CG-EM). A fração mais ativa (FA) apresentou principalmente o ácido gálico, enquanto nas demais frações foram identificados ácidos graxos, ácidos orgânicos, antraquinonas, diterpenos, triterpenos, esteróides, açúcares e álcoois. Nas análises por cromatografia líquida de alta eficiência acoplada a espectrometria de massas (CLAE-EM) do extrato fração mais ativos foram identificados ácidos fenólicos, galotaninos e elagitaninos, corroborando com os dados obtidos por CG-EM. Com base nos resultados foi obtido um bioproduto que quando testado nas mesmas condições também apresentou ação leishmanicida. Concluímos que a atividade leishmanicida e antioxidante da geoprópolis de Melipona fasciculataestãopossivelmente relacionadas à presença de derivados dos ácidos gálico e elágico.por
dc.description.abstractMelipona fasciculataSmith, occurs in Brazil, especially in the state of Maranhão, where it is popularly known as tiúba . The tiúba produces honey, wax, pollen and geopropolis. The aim of this study was to evaluate the leishmanicidal activity of different samples of geopropolis Melipona fasciculata, aiming to produce a product with leishmanicidal activity. Geopropolis samples were collected in different localities of the municipality of Fernando Falcão-MA and subjected to extractive process withhydroalcoholic solution, obtaining the hydroalcoholic extracts of geopropolis (HEG1, and HEG2 HEG3). The extracts were used for in vitro evaluation of leishmanicidal action, using promastigotes of Leishmania amazonensis. The HEG1, with the highest leishmanicidal activity, was subjected to liquid-liquid partition, resulting in hexanefraction (FH), chloroform fraction (CF), ethyl acetate fraction (AF) and hydroalcoholic fraction (FHA). The fractions were assessed for leishmanicidal activity and antioxidant, and also analyzed for total polyphenol concentration and chemical composition. Extracts of geopropolis showed inhibitory concentration (IC50) between 47-229 μg/mL. The most active extract was EHG1 and its most active fraction was the FA with IC50 of 29.89 μg/mL, while the IC50 FC fractions and FHA showed IC50of 43.21 μg/mL and 49.48 μg/mL, respectively. The HEG1 and fractions leishmanicidalshowed antioxidant activity towards DPPH and high levels of total polyphenols. The hexane fraction showed no leishmanicidal action, and had the lowest antioxidant concentrations of polyphenols. The extracts showed phenolic acids, organic acids, fatty acids, anthraquinones, sugars and alcohols, the analysis by gas chromatography-mass spectrometry (GC-MS). The most active fraction (AF) showed mainly gallic acid, while the other fractions were identified fatty acids, organic acids, anthraquinones, diterpenes, triterpenes, steroids, sugars and alcohols. In the analysis by High performance liquidchromatographycoupled tomass spectrometry (HPLC-MS) extract the most active fraction were identified phenolic acids, ellagitannins and gallotannins, confirming the data obtained by GC-MS. Based on the results obtained was a byproduct that when tested under the same conditions also showed leishmanicidal action. In conclusion, the leishmanicidal activity of geopropolis Melipona fasciculata is likely to be related to the presence of gallic acid derivaties and ellagic.eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2016-08-16T18:18:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese Richard Pereira Dutra.pdf: 10110933 bytes, checksum: 21ac06ca1d01c91986e9b53d029d42ea (MD5) Previous issue date: 2012-09-19eng
dc.description.sponsorshipFUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃOpt_BR
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Maranhãopor
dc.publisher.departmentFertilizaçãopor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFMApor
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - RENORBIO/CCBSpor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectGeoprópolispor
dc.subjectMelipona fasciculatapor
dc.subjectatividade leishmanicidapor
dc.subjectAtividade antioxidantepor
dc.subjectÁcido gálicopor
dc.subjectÁcido elágicopor
dc.subjectLeishmania amazonensispor
dc.subjectGeopropoliseng
dc.subjectMelipona fasciculataeng
dc.subjectLeishmanicidal activityeng
dc.subjectAntioxidant activityeng
dc.subjectGallic acideng
dc.subjectEllagic acideng
dc.subjectLeishmania amazonensiseng
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERALpor
dc.titleBIOPROSPECÇÃO DA GEOPRÓPOLIS DE MELIPONA FASCICULATA SMITH COMO INSUMO NA GERAÇÃO DE PRODUTOS LEISHMANICIDASpor
dc.title.alternativeBIOPROSPECTING OF GEOPROPOLIS OF MELIPONA FASCICULATA SMITH AS INPUT IN GENERATION OF LEISHMANICIDAL PRODUCTSeng
dc.typeTesepor
Aparece nas coleções:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA/RENORBIO

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Tese Richard Pereira Dutra.pdf9,87 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.