???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/4615
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeitos dos extratos de Euterpe oleracea e Geissospermum vellosii em linhagens celulares de câncer cervical
Título(s) alternativo(s): Effects of Euterpe oleracea and Geissospermum vellosii extracts on cervical cancer cell lines
Autor: PINTO, Vicktor Bruno Pereira 
Primeiro orientador: NASCIMENTO, Maria do Desterro Soares Brandão
Primeiro coorientador: LIMA, Josélia Alencar
Primeiro membro da banca: NASCIMENTO, Maria do Desterro Soares Brandão
Segundo membro da banca: SILVA, Marcos Antônio Custódio Neto da
Terceiro membro da banca: ANDRADE, Marcelo Souza de
Quarto membro da banca: OLIVEIRA, Rui Miguel Gil da Costa
Quinto membro da banca: CARTÁGENES, Maria do Socorro de Sousa
Resumo: O câncer cervical é um importante problema de saúde pública, sendo a quarta causa de óbito em mulheres no Brasil e terceiro tumor mais comum no estado do Maranhão, tendo opções terapêuticas de eficácia limitada e com efeitos colaterais significativos. Euterpe oleracea e Geissospermum vellosii são espécies vegetais encontradas na Amazônia maranhense, ricas, respectivamente, em polifenóis e alcaloides indólicos, classes de compostos com reconhecidas atividades antineoplásicas. A semente de açaí corresponde à maior parte do fruto e representa um produto de descarte, com impacto ambiental significativo. Além disso, estudos prévios evidenciam efeito antitumoral dos componentes da semente, superior às demais partes do fruto. Este trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos antitumorais dos extratos de semente de E. oleracea e casca de caule de G. vellosii em linhagens celulares de câncer cervical. O extrato hidroalcoólico da semente de E. oleracea foi preparado a partir dos frutos coletados nos municípios de Axixá, Morros, São Luís e Presidente Juscelino. Após remoção da polpa, trituração das sementes e percolação hidroalcóolica, foi realizada rotavaporação e liofilização. A caracterização química foi feita por cromatografia líquida de alta eficiência, seguida por espectrometria de massas. Testou-se também o extrato etanólico de casca de caule de G. vellosii previamente preparado e caracterizado quimicamente. Os extratos foram testados em linhagens celulares de câncer cervical (HeLa e SiHa) e de fibroblasto pulmonar humano normal (GM), a fim de observar as alterações na viabilidade e morfologia celulares e compará-las aos efeitos provocados pela gencitabina. Através da caracterização química, verificou-se que o extrato de semente de E. oleracea contém catequinas e procianidinas como seus componentes predominantes. Esse extrato mostrou redução na viabilidade celular de SiHa e HeLa na concentração 120μg/ml, além de induzir alterações morfológicas discretas. O extrato de G. vellosii mostrou grande potencial em reduzir a viabilidade celular de maneira tempo e concentração dependente em todas as linhagens celulares, com IC50 de 25.46 ± 2.18 e 53.08 ± 2.45 μg/mL para HeLa e SiHa, respectivamente. A morfologia de dessas células foi significativamente afetada pela presença do extrato, com redução da área celular. O extrato de casca do caule de G. vellosii evidenciou potencial antineoplásico mais promissor, com maior citotoxicidade e maior sensibilidade da linhagem tumoral relacionada ao HPV-18 (HeLa) a baixas concentrações, quando comparada a linhagem de células normais. Além disso, foi capaz de reduzir significativamente a formação de colônias de células tumorais após o tratamento. Verificou-se ainda efeito antitumoral favorável na associação dos extratos de E. oleracea e G. vellosii entre si e com a gencitabina, com aumento da citotoxicidade em células tumorais, sem reduzir significativamente a viabilidade das células normais testadas. Uma das principais inovações deste trabalho é o potencial dos extratos como adjuvantes no tratamento antineoplásico.
Abstract: Cervical cancer is an important public health problem, being the fourth cause of death in women in Brazil and the third most common tumor in the state of Maranhão, with therapeutic options of limited effectiveness and with significant side effects. Euterpe oleracea and Geissospermum vellosii are plant species found in the Maranhão Amazon, rich, respectively, in polyphenols and indole alkaloids, classes of compounds with recognized antineoplastic activities. The açaí seed corresponds to most of the fruit and represents a waste product, with a significant environmental impact. In addition, previous studies show an antitumor effect of the components of the seed, superior to the other parts of the fruit. This work aimed to evaluate the antitumor effects of E. oleracea seed and G. vellosii stem bark extracts on cervical cancer cell lines. The hydroalcoholic extract of the seed of E. oleracea was prepared from the fruits collected in the municipalities of Axixá, Morros, São Luís and Presidente Juscelino. After removing the pulp, crushing the seeds and hydroalcoholic percolation, rotavaporation and lyophilization were performed. Chemical characterization was performed by high performance liquid chromatography, followed by mass spectrometry. The ethanolic extract of the stem bark of G. vellosii previously prepared and chemically characterized was also tested. The extracts were tested on cervical cancer cell lines (HeLa and SiHa) and normal human lung fibroblast (GM) in order to observe changes in cell viability and morphology and compare them to the effects caused by gemcitabine. Through chemical characterization, it was found that E. oleracea seed extract contains catechins and procyanidins as its predominant components. This extract showed a reduction in cell viability of SiHa and HeLa at a concentration of 120μg/ml, in addition to inducing discrete morphological changes. The G. vellosii extract showed great potential to reduce cell viability in a time and concentration dependent manner in all cell lines, with IC50 of 25.46 ± 2.18 and 53.08 ± 2.45 μg/mL for HeLa and SiHa, respectively. The morphology of these cells was significantly affected by the presence of the extract, with a reduction in cell area. The stem bark extract of G. vellosii showed more promising antineoplastic potential, with greater cytotoxicity and greater sensitivity of the tumor lineage related to HPV-18 (HeLa) at low concentrations, when compared to the normal cell line. Furthermore, it was able to significantly reduce the formation of tumor cell colonies after treatment. There was also a favorable antitumor effect in the association of extracts of E. oleracea and G. vellosii among themselves and with gemcitabine, with increased cytotoxicity in tumor cells, without significantly reducing the viability of normal cells tested. One of the main innovations of this work is the potential of extracts as adjuvants in antineoplastic treatment.
Palavras-chave: câncer cervical;
Papilomavírus humano;
Polifenóis;
alcaloides;
agentes antineoplásicos.
cervical cancer;
human papillomavirus;
Polyphenols;
alkaloids;
antineoplastic agents.
Área(s) do CNPq: Ciências da Saúde
Cancerologia
Produtos Naturais
Medicamentos
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE MEDICINA II/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DO ADULTO
Citação: PINTO, Vicktor Bruno Pereira. Efeitos dos extratos de Euterpe oleracea e Geissospermum vellosii em linhagens celulares de câncer cervical. 2023. 81 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís. 2023.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/4615
Data de defesa: 27-Feb-2023
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DO ADULTO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VICKTORBRUNOPEREIRAPINTO.pdfDissertação de Mestrado3,6 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.