???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/3996
Tipo do documento: Dissertação
Título: Ximenia americana L: Caracterização química e atividade anti-Candida in vitro e in vivo
Título(s) alternativo(s): Ximenia americana L: Chemical characterization and anti-Candida activity in vitro and in vivo
Autor: FARIAS, Josivan Regis 
Primeiro orientador: GUERRA, Rosane Nassar Meireles
Primeiro coorientador: MONTEIRO, Cristina de Andrade
Primeiro membro da banca: GUERRA, Rosane Nassar Meireles
Segundo membro da banca: MONTEIRO, Cristina de Andrade
Terceiro membro da banca: SILVA, Lucilene Amorim
Quarto membro da banca: SILVA, Luís Cláudio Nascimento da
Quinto membro da banca: MENDES, Iven Neylla Farias Vale
Resumo: As leveduras do gênero Candida estão entre as espécies fúngicas de maior interesse na saúde humana, pois além de serem microrganismos comensais são também os microrganismos mais frequentemente isolados em diferentes sítios de infecção por fungos, sendo classificados como oportunistas. Os diversos desafios na terapêutica motivam a busca de novas biomoléculas com atividade anti-Candida. Assim, diante das alternativas utilizadas pela população, os produtos naturais ganham destaque, principalmente os provenientes de plantas medicinais, tendo Ximenia americana como uma espécie de interesse no tratamento de diferentes enfermidades. O presente estudo investigou a presença de constituintes químicos e o efeito anti-C'andida albicans, C. krusei e C. parapsilosis do extrato das cascas do caule de X. americana (EEXA), com enfoque na ação sobre alguns fatores de virulência. Também foi objetivo do estudo avaliar a toxicidade aguda do extrato e sua ação na infecção letal por C. albicans em larvas de Tenebrio molitor. A análise química foi realizada por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE-DAD) e Cromatografia Líquida Acoplada à Espectrometria de Massas (LC-ESI-IT/MS). A atividade anti-Candida foi avaliada por difusão em ágar, determinação da concentração inibitória mínima (CIM), concentração fungicida mínima (CFM) e inibição dos fatores de virulência, tais como: adesão, biofilme e produção das exoenzimas fosfolipase e proteinase. A toxicidade do extrato foi avaliada in vivo em larvas de T. molitor. As larvas foram também utilizadas para avaliar os efeitos do EEXA na sobrevida após a infecção letal por C. albicans. No EEXA foram identificados flavonóides, compostos fenólicos, sendo que os derivados de catequina foram encontrados com maior frequência. Em relação à atividade anti-Candida o EEXA apresentou zonas de inibição variáveis de acordo com as linhagens padrão e clínicas de C. albicans (3,0+3,0 e 15,7+0,57 mm), C. krusei (5,0+1,7 e 11,3+0,6 mm) e C. parapsilosis (4,7+1,5 e 11,7+0,6 mm). O EEXA inibiu o crescimento de todas as espécies fúngicas testatados com valores CIM/CFM variáveis, indicando ação fungicida para o extrato. O tratamento com EEXA inibiu a adesão de C. albicans e C. parapsilosis e o biofilme de todas as espécies testadas. Entretanto, só foi efetivo em inibir a produção das exoenzimas fosfolipase e proteinase de algumas amostras quando utilizado nas maiores concentrações, na maioria das vezes. Nos ensaios in vivo, o EEXA apresentou baixa toxicidade para as larvas de T. molitor com DL50 de 50 mg/Kg. O tratamento com extrato aumentou a sobrevida dos animais infectados letalmente com C. albicans. Concluímos que o EEXA apresenta ação fungicida para C. albicans, C. krusei e C. parapsilosis, devido sua ação direta sobre os fungos e pela inibição de fatores de virulência, o que também pode explicar sua ação no aumento da sobrevida de larvas infectadas letalmente com C. albicans. Inferimos que a atividade anti-Candida spp. observada está relacionada à presença de catequinas e seus derivados, considerando as propriedades biológicas desses compostos.
Abstract: Yeasts of the genus Candida are among the fungal species of greatest interest in human health, because in addition to being commensal microorganisms, they are also the microorganisms most frequently isolated in different sites of fungal infection, being classified as opportunistic. The various challenges in therapy motivate the search for new biomolecules with anti-Candida activity. Thus, given the alternatives used by the population, natural products are highlighted, especially those from medicinal plants, with Ximenia americana as a species of interest in the treatment of different diseases. The present study investigated the presence of chemical constituents and the anti-C'andida albicans, C. krusei and C. parapsilosis effect of the stem bark extract of American X. (EEXA), focusing on the action on some virulence factors. The study also aimed to evaluate the acute toxicity of the extract and its action on lethal infection by C. albicans in Tenebrio molitor larvae. Chemical analysis was performed by High Performance Liquid Chromatography (HPLC-DAD) and Liquid Chromatography Coupled with Mass Spectrometry (LC-ESI-IT/MS). The anti-Candida activity was evaluated by agar diffusion, determination of minimum inhibitory concentration (MIC), minimum fungicidal concentration (CFM) and inhibition of virulence factors, such as adhesion, biofilm and production of phospholipase and proteinase exoenzymes. The toxicity of the extract was evaluated in vivo on T. molitor larvae. Larvae were also used to evaluate the effects of EEXA on survival after lethal C. albicans infection. In the EEXA, flavonoids, phenolic compounds, were identified, and catechin derivatives were found more frequently. Regarding the anti-Candida activity, EEXA showed variable inhibition zones according to the standard and clinical strains of C. albicans (3.0+3.0 and 15.7+0.57 mm), C. krusei (5 .0+1.7 and 11.3+0.6 mm) and C. parapsilosis (4.7+1.5 and 11.7+0.6 mm). EEXA inhibited the growth of all fungal species tested with variable MIC/CFM values, indicating fungicidal action for the extract. Treatment with EEXA inhibited the adhesion of C. albicans and C. parapsilosis and the biofilm of all tested species. However, it was only effective in inhibiting the production of phospholipase and proteinase exoenzymes in some samples when used in the highest concentrations, most of the time. In in vivo assays, EEXA showed low toxicity to T. molitor larvae with an LD50 of 50 mg/Kg. The extract treatment increased the survival of animals lethally infected with C. albicans. We conclude that EEXA has a fungicidal action against C. albicans, C. krusei and C. parapsilosis, due to its direct action on fungi and the inhibition of virulence factors, which may also explain its action in increasing the survival of lethally infected larvae. with C. albicans. We infer that the anti-Candida spp. observed is related to the presence of catechins and their derivatives, considering the biological properties of these compounds.
Palavras-chave: Ximenia americana;
Compostos fenólicos;
Antifúngico;
Candida;
Tenebrio molitor
Ximenia americana;
Phenolic compounds;
Antifungal;
Candida;
Tenebrio molitor
Área(s) do CNPq: Ciências Biológicas
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE/CCBS
Citação: FARIAS, Josivan Regis. Ximenia americana L: Caracterização química e atividade anti-Candida in vitro e in vivo. 2022. 5 f. Dissertação( Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2022.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/3996
Data de defesa: 3-Mar-2022
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Josivan Regisvec.pdfDissertação de Mestrado959,07 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.