???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/3542
Tipo do documento: Dissertação
Título: Disfunção sexual e qualidade de vida em mulheres com fibromialgia
Título(s) alternativo(s): Sexual dysfunction and quality of life in women with fibromyalgia
Autor: FERRO, Letácio Santos Garcia 
Primeiro orientador: GARCIA, João Batista Santos
Primeiro coorientador: RODRIGUES, Thiago Alves
Primeiro membro da banca: GARCIA, João Batista Santos
Segundo membro da banca: RODRIGUES, Thiago Alves
Terceiro membro da banca: BARBOSA NETO, José Osvaldo
Quarto membro da banca: CARTÁGENES, Maria do Socorro de Sousa
Quinto membro da banca: BARBOSA, Maria do Carmo Lacerda
Resumo: Introdução: A Fibromialgia é uma doença de amplo espectro sintomático, com quadro de dor generalizada, fadiga, alteração cognitiva e do sono. Possui alta prevalência de disfunção sexual, com impacto negativo sobre a qualidade de vida e fatores neuroendócrinos associados, porém não esclarecidos. Esse estudo tem como objetivo avaliar a disfunção sexual, níveis de testosterona total e 25-hidroxivitamina D e sua relação com qualidade de vida. Métodos: Estudo transversal com mulheres portadoras de dor crônica atendidas ambulatoriamente. Foi realizada a confirmação diagnóstica da doença e fez-se avaliação da qualidade de vida por meio de aplicação do Questionário de Impacto na Fibromialgia e da disfunção sexual pelo índice de função sexual feminina. Foi ainda realizada a dosagem de níveis séricos de testosterona total e vitamina D. Resultados: Foram avaliadas 120 mulheres, com média de 45,55 ± 10,43 anos, 60% casadas ou em união estável e apenas 45% com ensino médio completo. A média da Escala de Sintomas da Fibromialgia foi de 24,25 ± 4,28. O Questionário de Impacto na Fibromialgia obteve média 74,19 ± 14,97. Em relação à função sexual, a média do Índice de função sexual feminina foi de 10,01 ± 8,6, com 95,9% das pacientes com resultado menor ou igual 26, sugestivo de disfunção sexual. Foi possível observar diferença significativa no escore de Questionário de Impacto na Fibromialgia entre os grupos com e sem disfunção sexual, com médias de 74,85 ± 14,32 e 58,93 ± 22,98, respectivamente. Nas pacientes avaliadas, 90,0% do total possuía baixos níveis de testosterona bem como em toda a faixa de idade estudada e 88% tinham níveis de vitamina D normais. O Questionário de Impacto na Fibromialgia apresentou correlação moderada com Escala de Sintomas da Fibromialgia e correlação elevada com seus domínios e o Índice de função sexual feminina correlação negativa com a idade. Não houve nenhuma associação entre testosterona e Índice de função sexual feminina ou vitamina D e Questionário de Impacto na Fibromialgia. Conclusão: Foi evidenciado alteração da função sexual e piora na qualidade de vida em mulheres com Fibromialgia, sem associação com dosagem dos níveis de testosterona e vitamina D. A doença mostrou-se de gravidade elevada e impactou mulheres jovens e ativas, com menos acesso a educação e informação. Por isso, as pacientes necessitam ainda de maior seguimento na evolução de todas essas disfunções e sintomas associados.
Abstract: Introduction: Fibromyalgia is a disease with a wide spectrum of symptoms associated with generalized pain, fatigue, cognitive and sleep disorders. It has a high prevalence of sexual dysfunction, which negatively affects quality of life and is associated with neuroendocrine factors, but these have not been elucidated. This study aims to investigate sexual dysfunction, total testosterone, 25-hydroxyvitamin D levels, and their relationship with quality of life. Methods: Cross-sectional study with women with chronic pain treated as outpatients. Diagnosis of the disease was confirmed, and quality of life was assessed by use of the Fibromyalgia Impact Questionnaire and sexual dysfunction by the Female Sexual Function Index. Serum levels of total testosterone and vitamin D were also measured. Results: There were 120 women studied with a mean age of 45.55 ± 10.43 years. 60% were married or living in a committed relationship and only 45% had completed high school. The mean fibromyalgia symptom scale score was 24.25 ± 4.28. The Fibromyalgia Impact Questionnaire had a mean score of 74.19 ± 14.97. Regarding sexual function, the mean index of sexual function in women was 10.01 ± 8.6, with 95.9% of patients having a score of 26 or less, suggestive of sexual dysfunction. A significant difference was found in the Fibromyalgia Impact Questionnaire between the groups with and without sexual dysfunction, with mean scores of 74.85 ± 14.32 and 58.93 ± 22.98, respectively. In the evaluated patients, 90.0% of the total had low levels of testosterone as well as in the entire age group studied and 88% had normal vitamin D levels. The Fibromyalgia Impact Questionnaire showed a moderate correlation with the Fibromyalgia Symptoms Scale and a high correlation with its domains, and the Female Sexual Function Index showed a negative correlation with age. There was no correlation between testosterone and the Female Sexual Function Index or vitamin D and the Fibromyalgia Impact Questionnaire. Conclusion: In women with fibromyalgia, changes in sexual function and deterioration in quality of life were observed, with no association with testosterone and vitamin D levels. The disease proved to be of high severity and affected young and active women who have less access to education and information. Therefore, patients need to be further monitored in the development of all these dysfunctions and associated symptoms.
Palavras-chave: fibromialgia;
qualidade de vida;
Disfunção Sexual.
fibromyalgia;
quality of life;
sexual dysfunction.
Área(s) do CNPq: Ciências da Saúde
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE MEDICINA II/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DO ADULTO E DA CRIANÇA/CCBS
Citação: FERRO, Letácio Santos Garcia. Disfunção sexual e qualidade de vida em mulheres com fibromialgia. 2022. 81 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto e da Criança/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2022.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/3542
Data de defesa: 18-Feb-2022
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DO ADULTO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LETÁCIOSANTOSGARCIAFERRO.pdfDissertação de Mestrado1,47 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.