???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/3048
Tipo do documento: Dissertação
Título: Farmacovigilância em fitoterapia: qualidade de drogas vegetais e fitoterápicos empregados para perda de peso em São Luís, Maranhão, Brasil
Título(s) alternativo(s): Pharmacovigilance in phytotherapy: quality of plant and herbal drugs used for weight loss in São Luís, Maranhão, Brazil
Autor: BATALHA JÚNIOR , Nilson De Jesus Pereira 
Primeiro orientador: AMARAL, Flavia Maria Mendonça do
Primeiro coorientador: BRITTO, Maria Helena Seabra Soares de
Primeiro membro da banca: AMARAL, Flavia Maria Mendonça do
Segundo membro da banca: COUTINHO, Denise Fernandes
Terceiro membro da banca: FRANÇA, Lucas Martins
Quarto membro da banca: FREITAS JUNIOR, Luciano Mamede de
Quinto membro da banca: CARTÁGENES, Maria do Socorro de Sousa
Resumo: Plantas são utilizadas para diversas afecções, merecendo destaque o crescente uso popular para perda de peso; fato que reflete, em parte, a restrição aos produtos sintéticos. Situação preocupante, considerando os possíveis riscos e efeitos adversos ao uso de espécies vegetais sem estudo de validação; associado, também, a crença na naturalidade inócua desses produtos. Assumindo que várias plantas e suas preparações derivadas têm sido amplamente empregadas popularmente sem validação, este trabalho tem como objetivo avaliar a qualidade e condições de comercialização de drogas vegetais e preparações fitoterápicas para perda de peso no município de São Luís, Maranhão, Brasil; visando contribuir com ações de Farmacovigilância em Fitoterapia. Com base nos dados do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão foram selecionadas 16 farmácias (F1-F16) para investigar as condições de comercialização, com emprego de entrevistas semiestruturadas aos farmacêuticos, proprietários ou auxiliares de farmácias. Citrus aurantium dulcis L. (laranja vermelha), Camellia sinensis L. (chá verde), Opuntia fícus-indica L. (figo da Índia), Hibiscus sabdariffa L. (hibisco) e Morus alba L. (amora) foram identificadas como as espécies vegetais mais comercializadas. Em etapa seguinte, foram adquiridas 06 (seis) amostras de 03 (três) espécies frequentemente comercializadas nesses estabelecimentos para perda de peso, sendo estas: Citrus aurantium, Hibiscus sabdariffa e Morus alba na forma de cápsulas, totalizando 18 (dezoito) amostras; seguida da avaliação da qualidade, fundamentado nos parâmetros de integridade (avaliação qualitativa e doseamento de constituintes químicos) e pureza (identificação macroscópica, teor de cinzas, umidade, contaminação microbiológica e material estranho). Os resultados permitiram evidenciar condições inadequadas de comercialização nos estabelecimentos farmacêuticos selecionados, com destaque a graves infrações sanitárias, como: ausência do farmacêutico em 02 (dois) estabelecimentos, correspondendo a 12,5%. Todas as amostras de cápsulas de extrato seco e droga vegetal das espécies adquiridas comprovaram má qualidade quanto aos parâmetros de pureza e integridade, com screening fitoquímico e doseamento de constituintes químicos divergentes entre si, em desacordo com determinações da literatura especializada, e perfis cromatográficos sem presença de marcador analítico em 61,11% das amostras; constatando, também, não conformidade para análise de umidade e cinzas, 12 (doze) (75,00%) e 09 (nove) (56,25%) das amostras, respectivamente. Assim, os resultados deste estudo evidenciam a necessidade de Farmacovigilância em Fitoterapia, com melhorias na fiscalização, vigilância e controle de qualidade do material vegetal disponibilizado para fins medicinais na capital maranhense.
Abstract: Plants are used for various diseases, notably the growing popular use for weight loss; this partly reflects the restriction on synthetic products. Situation that brings concern, considering the possible risks and adverse effects to the use of plant species without validation study; also associated with the belief in the innocuous naturalness of these products. Assuming that several plants and their derivative preparations have been widely popularly used without validation, the aim of this paper was to evaluate the quality and the conditions of commercialization of plant drugs and phytotherapeutic preparations for weight loss in São Luís, Maranhão, Brazil; to contribute with Pharmacovigilance actions in Phytotherapy. Based on data from the Regional Council of Pharmacy of the State of Maranhão, 16 pharmacies (F1-F16) were selected to investigate commercialization conditions, using semi-structured interviews with pharmacists, pharmacy owners or assistants pharmacies. Citrus aurantium dulcis L. (red orange), Camellia sinensis L. (green tea), Opuntia ficus-indica L. (Indian fig), Hibiscus sabdariffa L. (hibiscus) and Morus alba L. (blackberry) were identified as the most commercialized plant species. In the next, 06 (six) samples of 03 (three) species frequently marketed in these weight loss establishments were acquired, as follows: Citrus aurantium, Hibiscus sabdariffa and Morus alba , all in capsule form, totaling 18 (eighteen) samples; followed by the quality assessment, based on the integrity (qualitative assessment and determination of chemical constituents) and purity (macroscopic identification, ash content, humidity, microbiological contamination and strange material) parameters. The results showed inadequate marketing conditions in selected pharmaceutical establishments, highlighting serious sanitary infractions, such as: absence of the pharmacist in 02 (two) establishments, corresponding to 12.5%. All samples of dry extract and plant drug capsules of the acquired species proved to be of poor quality regarding purity and integrity parameters, with phytochemical screening and assay of divergent chemical constituents, in disagreement with determinations in the specialized literature, and chromatographic profiles without presence of analytical marker in 61.11% of the samples. All samples of dry extract and plant drug capsules of the acquired species proved to be of poor quality regarding purity and integrity parameters, with phytochemical screening and assay of divergent chemical constituents, in disagreement with determinations in the specialized literature, and chromatographic profiles without presence of analytical marker in 61.11% of the samples. In addition, non-compliance was found for moisture and ash analysis in 12 (twelve) (75.00%) and 09 (nine) (56.25%) of the samples, respectively. Thus, the results of this study show the need for Pharmacovigilance in Phytotherapy, with improvements in the supervision, surveillance and quality control of plant material available for medicinal purposes in the capital of Maranhão.
Palavras-chave: Integridade
Pureza
Emagrecimento
Citrus aurantium
Hibiscus sabdariffa
Morus alba
Integrity
Purity
Weight loss
Citrus aurantium
Hibiscus sabdariffa
Morus alba
Área(s) do CNPq: Farmacologia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE FARMÁCIA/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE/CCBS
Citação: BATALHA JÚNIOR, Nilson De Jesus Pereira. Farmacovigilância em fitoterapia: qualidade de drogas vegetais e fitoterápicos empregados para perda de peso em São Luís, Maranhão, Brasil. 2020. 100 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/3048
Data de defesa: 7-Jan-2020
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NILSON-BATALHA.pdfDissertação de Mestrado1,64 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.