???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2830
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeito do treinamento físico sobre a modulação autonômica e tolerância ao exercício de pacientes submetidos à terapia de substituição renal: um estudo caso-controle
Título(s) alternativo(s): Effect of physical training on autonomic modulation and exercise tolerance in patients undergoing renal replacement therapy: a case-control study.
Autor: SILVA FILHO, Antonio Carlos Pereira 
Primeiro orientador: MOSTARDA, Cristiano Teixeira
Primeiro coorientador: NASCIMENTO, Maria do Desterro Soares Brandão
Primeiro membro da banca: MOSTARDA, Cristiano Teixeira
Segundo membro da banca: VENEROSO, Christiano Eduardo
Terceiro membro da banca: DIBAI, Daniela Bassi
Quarto membro da banca: RIBEIRO, Rachel Melo
Resumo: Objetivo: Analisar o efeito de um programa de treinamento físico na modulação autonômica, tolerância ao exercício, ansiedade, depressão e qualidade do sono de pacientes em hemodiálise e transplantados renais. Desenho: Estudo caso-controle Local: Centro de Prevenção de Doenças Renais, São Luís, Brasil Participantes: Quatro grupos de pacientes submetidos a hemodiálise e transplantados renais tiveram seus testes bioquímicos e as avaliações da variabilidade da frequência cardíaca analisadas. Também foram avaliados os questionários de qualidade do sono, ansiedade e depressão. Intervenções: Treinamento físico combinado Principais medidas de desfecho: Variabilidade da frequência cardíaca e distância do teste de caminhada de seis minutos Resultados: Ambos os grupos treinados apresentaram maiores valores na modulação autonômica cardiovascular, marcadores bioquímicos e tolerância ao exercício após o programa de treinamento físico. O grupo de pacientes transplantados renais mostrou maiores valores na modulação autonômica cardiovascular, marcadores bioquímicos e tolerância ao exercício quando comparado ao grupo de pacientes em hemodiálise treinados. Ambos os grupos mostraram maiores valores na qualidade do sono, ansiedade e depressão. Os pacientes em hemodiálise apresentaram menores valores de pressão arterial, enquanto o HDL, hemoglobina e fósforo demonstraram menores valores, alterações que não foram observadas no grupo de transplantados renais. Conclusões: O exercício foi associado com alterações em ambos os grupos de pacientes em hemodiálise e transplantados renais. No entanto, programas de exercícios devem ser focados principalmente na melhora dos fatores de risco cardiovascular em pacientes em hemodiálise.
Abstract: Aim: We aimed to analyze the effect of an exercise training program in autonomic modulation, exercise tolerance, anxiety, depression and sleep quality of hemodialysis and kidneytransplanted patients. Design: Case-control study Setting: In-hospital Center for Kidney Disease Prevention, São Luís, Brazil Participants: Four groups of patients undergoing hemodialysis and kidney-transplanted subjects had their biochemical tests, and heart rate variability evaluations analyzed. Also, sleep quality, anxiety and depression questionnaires were evaluated. Interventions: Combined exercise training Main outcome measures: Heart rate variability, and six-minute walking test distance Results: Both exercised groups showed higher values in cardiovascular autonomic modulation, biochemical markers, and exercise tolerance after the exercise training program. The exercised kidney-transplanted patients group showed higher values in cardiovascular autonomic modulation, biochemical markers, and exercise tolerance when compared to the exercised hemodialysis patients group. Both groups showed improvements in sleep quality, anxiety, and depression. The group of kidney-transplanted patients show higher values in the cardiovascular autonomic modulation than subjects undergoing hemodialysis. However, the patients undergoing hemodialysis showed improvements in blood pressure, HDL, hemoglobin and phosphorus, changes not observed in the kidney-transplanted group. Conclusions: Exercise is beneficial for both hemodialysis and kidney-transplanted patients groups. However, exercise programs should be focused mainly in improving cardiovascular risk factors in the hemodialysis patients.
Palavras-chave: Exercício
Doença renal crônica
Transplante
Doença cardiovascular
Hemodiálise
Exercise
Chronic kidney disease
Transplantation
Heart rate variability
Hemodialysis
Área(s) do CNPq: Ciências da Saúde
Nefrologia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DO ADULTO E DA CRIANÇA/CCBS
Citação: SILVA FILHO, Antonio Carlos Pereira. Efeito do treinamento físico sobre a modulação autonômica de pacientes com doença renal crônica submetidos à terapia de substituição renal: um estudo caso-controle. 2019. 79 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2830
Data de defesa: 12-Jul-2019
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DO ADULTO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANTONIO-SILVAFILHO.pdfDissertação de Mestrado1,97 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.