???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2692
Tipo do documento: Dissertação
Título: ABELHAS SOLITÁRIAS (HYMENOPTERA, APOIDEA) QUE NIDIFICAM EM CAVIDADES PRÉ-EXISTENTES EM ÁREA FRAGMENTADA, AMAZÔNIA ORIENTAL.
Título(s) alternativo(s): HONEY BEES (HYMENOPTERA, APOIDEA) THAT NIDIFIED IN PRE-EXISTING CAVITIES IN FRAGMENTED AREA, EASTERN AMAZON.
Autor: FERREIRA, Luciano André Chaves 
Primeiro orientador: ALBUQUERQUE, Patrícia Maia Correia de
Primeiro membro da banca: ALBUQUERQUE, Patrícia Maia Correia de
Segundo membro da banca: SANTOS, Isabel Alves dos
Resumo: As abelhas solitárias representam 85% das espécies dentre os Apoidea e constitui-se peças fundamentais para o equilíbrio ecossistêmico das Florestas Tropicais, através do processo de polinização. O constante deterioramento das áreas naturais acaba por esgotar os sítios de nidificação, fundamentais para a sobrevivência desses insetos. Com o objetivo de avaliar a comunidade de abelhas solitárias em um ambiente florestal isolado, o presente estudo foi conduzido em um fragmento de Floresta Amazônica contendo 15 ha de cobertura vegetal, localizado no município de Carutapera, MA, Brasil. A amostragem das abelhas foi feita durante 12 meses (janeiro/2017 a dezembro/2017) em um transecto de 100 m no interior do fragmento, com a utilização de 360 ninhos-armadilhas com diâmetros de abertura variáveis (06 mm a 16 mm) distribuídos em 10 pontos equidistantes. A diversidade de abelhas foi mensurada através do índice de Shannon-Wiener (H’) e uniformidade de Pielou (J’), além da classificação de cada espécie em função de sua Frequência de Ocorrência (FO) e Dominância (DM). Foram fundados 70 ninhos dos quais registrou-se 22 espécies de abelhas fundadoras e três parasitas. Apinae foi representada com 9 spp. e Megachilinae com 16 spp. Dentre os gêneros listados, destacaram-se Megachile e Centris, correspondendo respectivamente a 7 e 5 spp. da riqueza. As abelhas ocorreram durante todo o ano. Os meses com maior atividade de nidificação foram novembro, outubro e dezembro, em especial para Anthodioctes lunatus que nidificou exclusivamente neste período (seco), enquanto Euglossa hemichlora demonstrou maior atividade associada à estação oposta (chuvosa). Apesar de 4 espécies terem sido dominantes, a comunidade no geral se mostrou uniforme (J’ = 0,78) e diversa (H’ = 2,58). Nosso estudo demonstrou que mesmo uma área tão restrita, pode abrigar um alto número de espécies de abelhas solitárias.
Abstract: The solitary bees represent 85% of the species among the Apoidea and are fundamental for the balance of the Rainforests, as play a very valuable ecosystem service. However, the state of deterioration of the natural areas ends up interfering in the dynamism of the bee-plant interactions, in addition to depleting the nesting sites, fundamental for the survival of these insects. The present study was conducted in a fragment of the Amazon Forest with 15 hectares of vegetation cover located in Carutapera, MA, Brazil. The objective of this study was to evaluate the community of solitary bees in an isolated forest environment. The bees were sampled for 12 months (January / 2017 to December / 2017) in a 100 m transect inside the fragment of the area, using 360 nests-traps with variable opening diameters (06 mm to 16 mm) distributed in 10 equidistant points. A total of seventy nests of 22 bee species and three parasites were collected. Apinae represented with 9 spp. and Megachilinae with 16 spp. Among the listed genera, Megachile and Centris, corresponded respectively to 7 and 5 spp. of the wealth. The bees came all year round. The months with the highest nesting activity were November, October and December, especially for Anthodioctes lunatus that exclusively nest during this period (dry), while Euglossa hemichlora showed higher activity associated with the rainy season. Although 4 species were dominant, the community was generally uniform (J = 0.78) and diverse (H = 2.58). Our study has shown that even in such a restricted area, it can keep a high number of solitary bee species.
Palavras-chave: Diversidade; Ninho-armadilha; Amazônia Maranhense; Fragmentação
Diversity; Trap Nest; Eastern Amazon; Fragmentation
Área(s) do CNPq: Ecologia de Ecossistemas.
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIODIVERSIDADE CONSERVAÇÃO/CCBS
Citação: FERREIRA, Luciano André Chaves. Abelhas solitárias (hymenoptera, apoidea) que nidificam em cavidades pré-existentes em área fragmentada, Amazônia Oriental.. 2019. 66 folhas. Dissertação( Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade e Conservação/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2692
Data de defesa: 27-Feb-2019
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIODIVERSIDADE E CONSERVAÇÃO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luciano André Chaves F..pdfDissertação de Mestrado.771,45 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.