???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2644
Tipo do documento: Dissertação
Título: Quem vigia o casarão?: uma análise sobre a convivência entre vigilantes e seres intangíveis no Centro Histórico de São Luís
Título(s) alternativo(s): Who watches the house?: an analysis of the coexistence between vigilantes and intangible beings in the Historic Center of São Luís
Autor: GONÇALVES, Gabriela Lages 
Primeiro orientador: AHLERT, Martina
Primeiro membro da banca: AHLERT, Martina
Segundo membro da banca: FERREIRA, Márcia Milena Galdez
Terceiro membro da banca: NORONHA, Raquel Gomes
Resumo: Esta dissertação trata da convivência entre vigilantes e seres intangíveis nos casarões do Centro Histórico de São Luís, Maranhão. Os edifícios possuem marcos do processo de colonização portuguesa, o que concedeu à cidade o título de Patrimônio Mundial da Humanidade em 1997. Com casarões ocupados de diversas maneiras, o trabalho se concentra em vigilantes de três prédios públicos – enfatizando narrativas e experiências com seres intangíveis que habitam as casas – visagens, assombrações, espíritos, entidades. Analisa as diferentes formas de manifestação (visual/sonora/olfativa/sensorial) e impacto sentidos pelas pessoas. A partir disso, vigilantes, casarões e seres intangíveis constroem relações de estranhamento e familiaridade. Com orientação etnográfica, o trabalho está dividido em três momentos – i. a circulação de narrativas sobre seres intangíveis; ii. experiências e estratégias de vigilantes; iii. situações que remetem à vulnerabilidade de pessoas e casas. Nesse sentido, considera diferentes engajamentos entre humanos e a imaterialidade, evidenciando seus efeitos na vida social.
Abstract: This dissertation is about coexistence between security guards and intangible beings in manors from Centro Histórico in São Luís, Maranhão. The buildings have marks from the Portuguese colonization, which inscribed the city the title of World Heritage of Humanity in 1997. Considering that manors have many uses and forms of occupations this analysis concerns in watchmen from three public buildings – emphasizing experiences and narratives with intangible beings that reside in the houses – visions, haunts, spirits, entities. The research analyzes the different forms of manifestations (visual / sonor / olfactory / sensory) and their impacts on people. Therefore, security guard’s houses and intangible beings gets involved in a relationship that demonstrate estrangement and familiarity. From ethnographic methods, this research has three parts – i. circulation of narratives about intangible beings in Centro Histórico; ii. watchmen’s experiences and strategies; iii. situations that refers to vulnerability conditions from people and historic buildings. Finally, it considers different interactions between humans and immateriality, by showing their effects on social life.
Palavras-chave: Casas
Pessoas
Espíritos
Houses
People
Spirits
Área(s) do CNPq: Antropologia Urbana
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA/CCH
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS/CCH
Citação: GONÇALVES, Gabriela Lages. Quem vigia o casarão?: uma análise sobre a convivência entre vigilantes e seres intangíveis no Centro Histórico de São Luís. 2019. 104 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/CCH) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2644
Data de defesa: 28-Mar-2019
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS-PPGCSoc

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GabrielaLagesGonçalves.pdfDissertação de Mestrado6,63 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.