???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2593
Tipo do documento: Dissertação
Título: A ressignificação do mito no pensamento do filósofo brasileiro Vicente Ferreira da Silva
Título(s) alternativo(s): The resignification of the myth in the thought of the Brazilian philosopher Vicente Ferreira da Silva
Autor: SANTOS, Thiago Diniz 
Primeiro orientador: CARVALHO, Zilmara de Jesus Viana de
Primeiro membro da banca: CARVALHO, Zilmara de Jesus Viana de
Segundo membro da banca: FEITOSA, Márcia Manir Miguel
Terceiro membro da banca: RIBEIRO, Rodrigo Petronio
Resumo: Ressignificar o mito nada mais é do que se voltar para seu sentido religioso originário. Vicente Ferreira da Silva é um filósofo brasileiro em plena descoberta que oferece uma plataforma sólida para adentrar neste assunto. Nos termos de uma ressignificação, fica pressuposto que o sentido religioso do mito de alguma forma perdeu sua atualidade e que o objetivo deste trabalho é soerguer esse significado. A perda desta identidade aparece sob forma de fábulas, projeções do inconsciente, literatura etc., sendo todas elas fundadas no elemento comum do antropomorfismo. Perguntar pelo que levou à perda do significado primevo dos mitos demandará toda uma contextualização histórica que perpassará pelas generalidades introdutórias dos mitos, por suas recusas, abordagens metodológicas e elucidações conceituais. Importa ainda perspectivar esta contextualização com pontos do pensamento de Vicente Ferreira, mantendo, assim, uma coesão entre capítulos. O próximo passo é lançar as bases do pensamento filosófico de Vicente que se assentará principalmente sobre as influências de Martin Heidegger e Friedrich Schelling. Heidegger, a partir da virada de seu pensamento tardio, oferecerá dentre suas contribuições sua concepção da Poesia como pôr-se em obra da verdade do Ser, suscitada de duas bibliografias, em especial, a Carta sobre o Humanismo (1949) e a Origem da Obra de Arte (1950). Schelling, por sua vez, ofertará a concepção dos mitos como Processo Teogônico da história, irradiado a partir de duas obras referentes à última e mais desconhecida fase de seu pensamento, a saber, Filosofia da Revelação (1841-1842) e Introdução Histórico-Crítica sobre a Filosofia da Mitologia (1842) Por fim, o destino final deste trabalho repousa sobre a Filosofia da Religião, de Vicente Ferreira da Silva, a parte mais original de sua trajetória filosófica. O núcleo de sua tese consiste na aproximação entre o último Heidegger e a filosofia da mitologia de Schelling, reconduzindo a desocultação heideggeriana do ente, não como poesia simplesmente, mas como Proto-Poesia, isto é, Mitologia (Religião).
Abstract: Resignify the myth is nothing more than to return to its original religious meaning. Vicente Ferreira da Silva is a Brazilian philosopher in full discovery who offers a solid platform to enter into this subject. In terms of a resignification, it is assumed that the religious meaning of the myth has somehow lost its relevance and that the purpose of this work is to uphold that meaning. The loss of this identity appears in the form of fables, projections of the unconscious, literature, etc., all of which are based on the common element of anthropomorphism. The question for what led to the loss of the primeval meaning of myths will require a whole historical contextualization that will permeate the introductory generalities of myths, their refusals, methodological approaches and conceptual elucidations. Importing also turn on the contextualization with points of Vicente Ferreira's, thought, thus maintaining a cohesion between chapters. The next step is to lay the foundations of Vicente philosophical thinking which will be based primarily on the influences of Martin Heidegger and Friedrich Schelling. Heidegger, from the turn of his late thought, will offer among his contributions his conception of Poetry as settingitself-to-work of truth of the Being, raised from two bibliographies, especially, the Letter on Humanism (1949) and the Origin of the Work of Art (1950). Schelling, on the other hand, will offer the conception of myths as the Theogonic Process of history radiated from two works referring to the last and most unknown phase of his thought, namely Philosophy of Revelation (1841/1842) and Historical-Critical Introduction to the Philosophy of Mythology (1842). Finally, the final destination of this work rests on the Philosophy of Religion, of Vicente Ferreira da Silva, the most original part of his philosophical trajectory. The nucleus of his thesis consists in the approximation between the last Heidegger and the philosophy of Schelling's mythology, bringing the Heideggerian unveiling of the being, not as poetry simply, but as Proto-Poetry, that is to say, Mythology (Religion).
Palavras-chave: Vicente Ferreira da Silva
Mitologia
Ressignificação
Religião
Vicente Ferreira da Silva
Mythology
Resignification
Religion
Área(s) do CNPq: Filosofia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA/CCH
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURA E SOCIEDADE/CCH
Citação: SANTOS, Thiago Diniz. A ressignificação do mito no pensamento do filósofo brasileiro Vicente Ferreira da Silva. 2019. 161 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade/CCH) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2593
Data de defesa: 18-Jan-2019
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURA E SOCIEDADE (PGCULT) MESTRADO INTERDISCIPLINAR

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ThiagoDiniz.pdfDissertação de Mestardo1,45 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.