???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2322
Tipo do documento: Tese
Título: CONSUMO DE BEBIDA ALCOÓLICA NA GRAVIDEZ: fatores associados e prejuízos na relação mãe-filho.
Título(s) alternativo(s): CONSUMPTION OF ALCOHOLIC BEVERAGES IN PREGNANCY: associated factors and losses in the mother-child relationship.
Autor: ARAÚJO, Adely Fátima Dutra Vieira 
Primeiro orientador: COIMBRA, Liberata Campos
Primeiro membro da banca: COIMBRA, Liberata Campos
Segundo membro da banca: CARDOSO, Viviane Cunha
Terceiro membro da banca: RIOS, Cláudia Teresa Frias
Quarto membro da banca: ALMEIDA, Cecília Claudia Costa Ribeiro de
Quinto membro da banca: BATISTA, Rosângela Fernandes Lucena
Resumo: As pesquisas relacionadas ao consumo de bebida alcoólica na gravidez (CBAG) apresentam controvérsias com relação aos fatores associados ao mesmo. Referente ao efeito deste consumo sobre a relação mãe-filho, não existem estudos que abordem tal causalidade. Este trabalho teve como objetivos: investigar prevalência e fatores associados ao CBAG em 5212 mulheres entrevistadas imediatamente após o parto, e ainda, investigar o efeito causal deste consumo a prejuízos na relação mãe-filho (PRMF) em 3210 mães que responderam questionário sobre sua saúde mental entre 13-35 meses de vida dos filhos, ambas as amostras são de São Luís, Maranhão, pertencentes à coorte de nascimento BRISA. No primeiro artigo, para avaliar associações utilizou-se análise hierarquizada, com Regressão de Poisson com ajuste robusto da variância. O CBAG prevaleceu em 14,5% das mulheres entrevistadas. Maiores proporções deste consumo ocorreram em mulheres com baixa escolaridade (0-4 anos de estudo RP 1,59, 5-8 anos de estudo RP 2,28 e de 9-11 anos de estudo RP 1,48), que não se declararam brancas (RP 1,31), sem companheiro (RP 1,49), não planejaram a gravidez (RP 1,27), fumaram durante a gravidez atual (RP 3,38) e apresentaram história de aborto (RP 1,44). No segundo artigo utilizou-se o Postpartum Bonding Questionnaire para avaliar PRMF. O modelo teórico dessa relação causal foi desenhado em Gráfico Acíclico Direcionado (DAG), que propôs para ajuste mínimo: idade materna, escolaridade, renda familiar, ocupação, situação conjugal, gravidez planejada e assistência de pré-natal. Para estimar o efeito causal entre CBAG e PRMF, considerando as variáveis preditoras do conjunto de ajuste mínimo que compuseram o modelo, utilizou-se inferência causal, por meio da técnica ponderação pelo inverso da probabilidade de seleção. CBAG apresentou efeito causal sobre PRMF, sendo que o consumo não abusivo apresentou coef. 0,049; IC95% 0,001-0,098; p=0,04 e o consumo abusivo teve coef. 0,061; IC95% 0,006; 0,130 e p=0,07. O equilíbrio entre os grupos de expostas e não expostas ao CBAG foi atingido, pois o balanço foi efetivo. Conclui-se que é necessária maior atenção dos profissionais de saúde à questão do uso do álcool durante a assistência pré-natal, com vistas à prevenção de possíveis danos à relação entre mães e seus filhos.
Abstract: The research related to the alcoholic consumption in pregnancy (ACP) presents controversies regarding the factors associated with it. Regarding the effect of this consumption on the mother-child relationship, there are no studies that address such causality. The objective of this study was to investigate the prevalence and factors associated with ACP in 5212 women interviewed immediately after childbirth, and to investigate the causal effect of this consumption on losses in the mother-child relationship (LMCR) in 3210 mothers who answered a questionnaire about their mental health between the 13-35 months of their children's lives, both samples are from São Luís, Maranhão, belonging to the BRISA birth cohort. In the first article, to evaluate associations, we used hierarchical analysis, with Poisson regression with robust variance adjustment. The ACP prevailed in 14.5% of the women interviewed. Higher proportions of this consumption occurred in women with low schooling (0-4 years of study PR 1.59, 5-8 years of study PR 2.28 and of 9-11 years of study PR 1.48), who did not declare themselves white (PR 1.31), without partner (PR 1.49), did not plan for pregnancy (PR 1.27), smoked during the current pregnancy (PR 3.38) and had a history of abortion (PR 1.44). In the second article the Postpartum Bonding Questionnaire was used to evaluate LMCR. The theoretical model of this causal relationship was drawn in the Directed Acyclic Graph (DAG), which proposed for minimum adjustment: maternal age, schooling, family income, occupation, marital status, pregnancy planning and prenatal care. To estimate the causal effect between ACP and LMCR, considering the predictor variables of the minimum adjustment set, that made up the model, we used causal inference, by means of the technique of weighting by the inverse of probability selection. ACP presented a causal effect on LMCR, non-abusive consumption showed coef. 0.049; 95% CI 0.001-0.098; p = 0.04 and abusive consumption had coef. 0.061; CI 95% 0.006; 0.130 and p = 0.07. The equilibrium between the groups exposed and not exposed to ACP was reached, because the balance was effective. It is concluded that more attention is needed from health professionals on the issue of alcohol use during prenatal care, with a view to preventing possible damages in the relationship between mothers and their children.
Palavras-chave: Consumo de Bebidas Alcoólicas; Relações mãe-filho; Gravidez; Causalidade; Modelos Estatísticos
Alcohol Drinking; Mother-child relations; Pregnancy; Causality; Statistical models
Área(s) do CNPq: Saúde Publica.
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/CCBS
Citação: ARAÚJO, Adely Fátima Dutra Vieira. Consumo de bebida alcoólica na gravidez: fatores associados e prejuízos na relação mãe-filho.. 2017. 159 folhas. Tese( Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2322
Data de defesa: 24-Feb-2017
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Adely Fátima Dutra.pdfTese de Doutorado.5,22 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.