???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1443
Tipo do documento: Dissertação
Título: Acessibilidade para Usuários com Deficiência nas Unidades Básicas de Saúde de Imperatriz
Título(s) alternativo(s): Accessibility for Users with Disabilities in Basic Health Units of Imperatriz
Autor: Sousa, Iomar Mendes de 
Primeiro orientador: QUEIROZ, Rejane Christine de Sousa
Resumo: Introdução. A Unidade Básica de Saúde (UBS) é o local por excelência do atendimento do usuário com deficiência, porém temos encontrado nas UBS e no seu entorno a presença de barreiras arquitetônica, que impedem a acessibilidade aos serviços de saúde. Objetivos. Analisar as características das UBS referentes a acessibilidade aos usuário com deficiência no município de Imperatriz- MA. Método. Estudo transversal descritivo, de abordagem quantitativa de avaliação das UBS obtidas em dois momentos: na primeira avaliação do PMAQ-AB (2012) e na avaliação in loco pelo pesquisador (2016). Foram analisadas variáveis referentes às seguintes dimensões: acessibilidade externa; interna; para pacientes com deficiência auditiva, para pacientes com deficiência visual e do entorno da UBS. Visando avaliar as mudanças ocorridas após a adesão do PMAQ-AB, foram construídas três categorias de UBS.Foram calculadas freqüências absolutas e relativas para as variáveis. As análises estatísticas foram realizadas por meio dos softwares Stata, versão 11.0 e Microsoft Excel (2010). Resultados. Das 36 UBS, constatou-se que 16 (44,45%) funcionavam em prédios alugados. Acessibilidade Externa:dos 8 itens avaliados, houve mudanças ao longo dos anos entre as UBS que aderiram ao PMAQ-AB. Destaca-se que todas as 36 UBS, independente da adesão ao PMAQAB sofreram modificações (adequação ou inadequação) em relação às seguintes variáveis: calçadas, tapete; piso antiderrapante; piso regular; piso liso; rampa e corrimão. Destaca-se a ausência do corrimão em rampa de acesso em todas as UBS avaliadas em 2012, e a presença em apenas 3 em 2016. Acessibilidade Interna:presença de banheiros adaptados em 4 (5,6%) em 2012 e 6 (16,7%) em 2016. Em 20 UBS que participaram do 1º e/ou 2º ciclo do PMAQ-AB sofreram modificações, cujo espaço para cadeira de rodas estava inadequado em 5 (25%) UBS e 9 (45%) UBS tiveram adequações para bebedouro adaptado,em 2016.Do total de UBS avaliadas tanto em 2012 quanto em 2016, apenas 7 (19,4%) apresentavam cadeiras de rodas disponíveis. Acessibilidade para portadores de deficiência auditiva e visual: apenas profissionais para acolhimento houve melhorias na adequação, 8 UBS ficaram inadequadas para sinalização visual.Acessibilidade do entorno da UBS: ausência de semáforos com sinal sonoro 36 (100,00%); de faixas de pedestre e guias rebaixadas 34(94,4%); de plataformas ou abrigos de ônibus 30 (83,3%); de espaço para cadeira de rodas 3 (9,1%). Conclusão:Há inadequações para acessibilidade aos usuários com deficiência nas UBS do município de Imperatriz. O PMAQ-AB foi capaz de potencializar e induzir melhorias na estrutura das UBS, ainda que de forma incipiente, havendo necessidade de melhorias na infraestrutura tanto das UBS quanto do seu entorno.
Abstract: Introduction. The Basic Health Unit (UBS) is the place of excellence for the care of the disabled user, but we have found in the Basic Health Units (UBS) and in their surroundings the presence of architectural barriers, which prevent accessibility to health services. Goals. To analyze the characteristics of UBS regarding accessibility to disabled users in the municipality of Imperatriz-MA. Method. The present study deals with a descriptive, quantitative approach to assess the architectural conditions of accessibility in the Basic Health Units of the municipality of Imperatriz obtained in two moments: in the first evaluation of the PMAQ-AB (2012) and in the second moment through the evaluation In loco by the researcher in (2016). Variables related to the following dimensions were analyzed: external accessibility; Internal accessibility; Accessibility for hearing impaired patients, accessibility for patients with visual impairment and accessibility of the UBS environment. Aiming to evaluate the changes that occurred after the adhesion of the PMAQ-AB, three categories of Basic Health Units were constructed according to their participation in the PMAQ-AB. Absolute and relative frequencies were also calculated for the variables. Statistical analyzes were performed using Stata software, version 11.0 and Microsoft Excel (2010). Results: Of the 36 UBS, it was found that 16 (44,45%) operated in rented buildings. External Accessibility: of the 8 evaluated items, there were changes over the years between the UBS that adhered to the PMAQ-AB. It is noteworthy that all 36 UBS, regardless of the adherence to the PMAQ-AB, were modified (adequacy or inadequacy) in relation to the following variables: sidewalks, carpet; Non-slip floor; Regular floor; Flat floor; Ramp and handrail. It is worth mentioning the absence of the ramp access ramp in all the UBS evaluated in 2012, and the presence in only 3 in 2016. Internal Accessibility: presence of adapted bathrooms in 4 (5,6%) in 2012 and 6 (16,7%) in 2016. In 20 UBSs that participated in the 1st and / or 2nd cycles of PMAQ-AB, modifications were made, with wheelchair space inadequate in 5 (25%) UBS and 9 (45%) UBS had adequate Adapted drinking water in 2016. Of the total UBS assessed in both 2012 and 2016, only 7 (19,4%) had wheelchairs available. Accessibility for the hearing and visual impaired: only professionals for the host had improvements in the adequacy, 8 UBS were inadequate for visual signaling. Accessibility of the surroundings of the UBS: absence of semaphores with sound signal 36 (100%); Of pedestrian lanes and lowered guides 34 (94,4%); Of platforms or bus shelters 30 (83,3%); Of space for wheelchairs 3 (9,1%).Conclusion: There are inadequacies for accessibility to users with disabilities in the UBS of the municipality of Imperatriz. The PMAQ-AB was able to potentiate and induce improvements in the structure of the UBS, although in an incipient way, necessitating improvements in the infrastructure of both UBS and its surroundings.
Palavras-chave: Acessibilidade
Pacientes com deficiência
Atenção Primária à Saúde
PMAQ
Acessibility
Patients with Disabilities
Primary Health Care
Área(s) do CNPq: Saúde Pública
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDE - REDE NORDESTE DE FORMAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA/CCBS
Citação: SOUSA, Iomar Mendes de. Acessibilidade para usuários com deficiência nas Unidades Básicas de Saúde de Imperatriz. 2016. 78 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde da Família) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1443
Data de defesa: 21-Oct-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - REDE NORDESTE DE FORMAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IomarMendesSousa.pdfDissertação3,24 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.