???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1401
Tipo do documento: Dissertação
Título: Corporalidades transgressoras: desafios das transformações corporais de pessoas transgênero no contexto da Política Social de Saúde na Colômbia
Título(s) alternativo(s): Transgressive Corporalities: challenges of the corporal transformations of transgender people in the context of the Social Policy of Health in Colombia
Autor: Espitia-Pachón, Natália 
Primeiro orientador: FERREIRA, Maria Mary
Resumo: As transformações corporais fazem parte da saúde e do livre desenvolvimento da personalidade da população transgênero, que vivenciam uma identidade que problematiza o gênero imposto a partir das características biológicas e constroem a sua identidade segundo seu desejo que pode ser homem, mulher ou os dois ao mesmo tempo. O objetivo desta pesquisa é analisar os desafios das transformações corporais de população trans da cidade de Bogotá a partir do contexto da Política Social de Saúde na Colômbia. A metodologia foi orientada por uma perspectiva genealógico-arqueológico. Como resultado se identificou que os principais desafios da população transgênero relacionados às suas transformações corporais no contexto da saúde correspondem à ausência de políticas públicas que garantam seus direitos e suas necessidades, a falta de estudos e de informações referentes a esta temática. O estudo aponta ainda que a estrutura do Sistema de Saúde esteja influenciada pela ideologia neoliberal desestabiliza direitos universais conquistados e transforma a vida humana em mercadoria, nesse sentido limita o atendimento da saúde a um pacote de serviços onde não estão inclusos os procedimentos de transformação corporal a exceção das pessoas que contam com o certificado de disforia de gênero, o que implica reconhecer que tem um transtorno da identidade. No entanto, nem todas as pessoas tem certificado de disforia pelas dificuldades para acessar ao Sistema de Saúde, e não todas aquelas que são avaliadas pela/o especialista em psiquiatria obtém o certificado. Por conseguinte, as diversas barreiras tanto econômicas, patologizadoras, burocráticas, restritivas, geram o isolamento da população transgênero com o Sistema de Saúde, fato que leva estes sujeitos sociais a buscarem procedimentos alternativos para suas transformações corporais colocando muitas vezes suas vidas em risco. Da mesma forma, as consequências de estes processos não são assumidas pelo Sistema de Saúde, decisão respaldada pelo poder judicial que afirma que é responsabilidade única da pessoa, negando assim a responsabilidade do Estado nesta situação.
Abstract: The body transformations are part of the health and the free development of the personality of the transgender population, who experience an identity that problematizes the gender imposed from the biological characteristics and constructs their identity according to their desire of being able to be man, woman or both at the same time. The objective of this research, is to analyze the challenges of the transgender population transformation of the city of Bogotá from the prospect of the Social Policy of Health in Colombia. The main paradigm that we used in this research is genealogical-archaeological. As a result, it was identified that the foremost challenges of the transgender population related to their corporal transformations in the context of health correspond to the absence of public policies that guarantee their rights and their needs, the lack of studies and information related to this theme. This paperwork also points out that the structure of the Health System is influenced by the neoliberal ideology dismantling accomplished universal rights and transforms human life into a merchandise, in this sense, health care is limited to a package of services where the body transformation procedures are not included, except for Of people who have the certificate of gender dysphoria, which implies recognizing that they have an identity disorder. However, not all people are certified dysphoria because of difficulties in accessing the Health System, and not all of those that have the chance to be evaluated by the psychiatrist obtain the certificate accordingly the various economic, pathological, bureaucratic, and restrictive barriers generate the isolation of the transgender population with the Health System, a fact that leads these social subjects to seek alternative procedures for their corporal transformations, often putting their lives at risk. Likewise, the consequences of these processes are not assumed by the Health System, a decision backed by the judiciary that states that it is the sole responsibility of the person thereby denying the responsibility of the State in this situation.
Palavras-chave: Política Social de Saúde
Sistema de Saúde
Colômbia
Identidade Transgênero
Transformações Corporais
Social policy
Health System
Colombia
Transgender identity
Corporal transformations
Área(s) do CNPq: Serviço Social da Saúde
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL/CCSO
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS/CCSO
Citação: ESPITIA-PACHÓN, Natália. Corporalidades transgressoras: desafios das transformações corporais de pessoas transgênero no contexto da Política Social de Saúde na Colômbia. 2017. 155 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1401
Data de defesa: 17-Feb-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NataliaPachon.pdfDissertação1,08 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.