???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1330
Tipo do documento: Tese
Título: AS COTAS RACIAIS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO: a trajetória do estranho
Título(s) alternativo(s): RACIAL QUOTAS IN THE FEDERAL UNIVERSITY OF MARANHÃO: the trajectory of the strange
Autor: CAMARGO, Amilton Carlos
Primeiro orientador: COELHO, Elizabeth Maria Beserra
Resumo: A ação afirmativa, via reserva de cotas, tem possibilitado o ingresso de alunos negros cotistas na Universidade Federal do Maranhão desde 2007. Assim, tem havido transformações no campus Bacanga a partir do ingresso destes alunos negros, porém pouco se tem pesquisado a este respeito e nas pesquisas produzidas destacam-se comumente as percepções de professores, lideranças e dirigentes institucionais. Pretendi, originalmente, dar voz a estes negros cotistas, focalizando sua atividade no Campus. A pesquisa partiu da experiência empírica do autor como docente institucional. Utilizou-se de informações espontâneos de alunos de graduação, pós-graduação, professores, coordenadores e outros funcionários da UFMA. O foco está na trajetória de nove alunos negros cotistas que foram entrevistados, sete deles organizados em um grupo autodenominado, G7. A partir da noção de estranho, busquei compreender as representações destes informantes, partindo do pressuposto de que os alunos cotistas experienciam dificuldades de aceitação e aproveitamento educacional neste espaço e buscam, por conta própria e através de assimilação, reproduzir o princípio da meritocracia pessoal. Eles percebem que o rótulo de cotista os inferioriza perante a comunidade acadêmica.
Abstract: Affirmative action, via reservation quotas, has allowed the entry of blacks quota students in Universidade Federal do Maranhão since 2007. So there have been changes in the campus Bacanga from the entry of these black students, but little has been researched in this regard, and the produced research highlights are commonly perceptions of teachers, leaders and institutional leaders. Intended, originally, to give voice to these shareholders black, showing your activity on campus. This survey of the empirical experience of the author as an institutional teaching, makes use of spontaneous comments of undergraduates, graduate, teachers, coordenators and other employees of UFMA. The focus is on the trajectory of 9 shareholders black students who were interviewed, 7 of them organized in a group calling itself, G7. From the strange notion, we seek to understand the representations of these witnesses, anchored in Bourdieu. It is understood that the quota students experience difficulties of acceptance and educational attainment in this space, and seek, on their own and through assimilation, play the principle of personal merit. They realize that the bondholder label them inferior before the academic community.
Palavras-chave: Negros; UFMA; Ação afirmativa; Cotas;Discriminação racial
Black People; UFMA;Affirmative action;Quotas;Racial discrimination
Área(s) do CNPq: Antropologia das Populações Afro-Brasileiras
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA/CCH
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS/CCSO
Citação: CAMARGO, Amilton Carlos. AS COTAS RACIAIS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO: a trajetória do estranho. 2016. [199 folhas]. Tese( PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS/CCSO) - Universidade Federal do Maranhão, [São Luis] .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1330
Data de defesa: 19-Dec-2016
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Antonio Carlos.pdfTese de Doutorado1,53 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.