???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1043
Tipo do documento: Dissertação
Título: Determinação da carga parasitária por PCR semiquantitativa em diferentes tecidos de cães naturalmente infectados por Leishmania(Leishmania) chagasi e sua associação com sinais clínicos da doença.
Título(s) alternativo(s): Determination of the parasite load by PCR in semiquantitative Different tissues of dogs naturally infected with Leishmania (Leishmania) chagasi and its association with clinical signs of disease.
Autor: Carvalho, Cristiane Costa de
Primeiro orientador: PEREIRA, Silma Regina Ferreira
Primeiro coorientador: Rebêlo, José Manuel Macário
Resumo: O município de Raposa (Maranhão, Brasil) é uma área endêmica de leishmaniose visceral humana e canina. Neste município, cães são considerados o principal reservatório de Leishmania chagasi. O objetivo deste estudo foi investigar a concentração do DNA parasitário em diferentes tecidos de cães infectados e sua associação com sinais clínicos de leishmaniose. Iniciamos este estudo com a coleta de sangue de 233 cães para diagnóstico sorológico da infecção. Dentre todos os cães examinados, 69 apresentaram anticorpos anti-Leishmania no teste ELISA. Destes, apenas 27 puderam ser recapturados e estudados. Os animais foram classificados de acordo com avaliação clínica em assintomáticos (n=10); oligossintomáticos (n=8) e polissintomáticos (n=9). A técnica de PCR quantitativa foi desenvolvida e padronizada para avaliar a concentração de DNA parasitário em sangue, medula, linfonodo, baço e pele. O parasito foi detectado em todas as amostras de linfonodo analisadas (100%). O tecido com os maiores níveis de DNA parasitário foi o linfonodo, seguido pelo baço, sangue, medula e pele. Comparando-se os tecidos analisados, o linfonodo foi o tecido com as maiores cargas parasitárias, sem exceção, entre animais assintomáticos, oligossintomáticos e polissintomáticos. Contrariamente a outros estudos, detectamos baixos níveis de DNA parasitário em amostras de pele. A PCR quantitativa padronizada neste estudo foi um método sensível, rápido e econômico para detectar e determinar os níveis de DNA parasitário de Leishmania chagasi. Em cães, o linfonodo é o tecido mais acometido pelo parasito e com maiores níveis de DNA, podendo ser considerado o sítio ideal para o monitoramento da leishmaniose canina.
Abstract: The municipal district of Raposa located in the State of Maranhão, Brazil, is an endemic area of human and canine visceral leishmaniasis. Dogs are considered to be the principal Leishmania chagasi reservoir in this location. The objective of this study was to examine the relative levels of parasitic DNA in different tissues of infected dogs and their association with clinical signs of Leishmaniasis. We initiated this study by collecting blood samples from 233 distinct dogs that were analyzed by means of serological diagnosis. Of all examined dogs, 69 were positive in the anti-Leishmania ELISA. According to technical reasons only 27 of the Leishmania infected dogs could be recaptured and studied. The animals were classified according to their clinical signs in asymptomatics (10 animals), oligosymptomatics (8 animals) and polysymptomatics (9 animals) groups. A quantitative PCR method was developed and established in order to examine the parasitic load in blood, bone marrow, lymph node, spleen and skin. The parasite could be detected in lymph nodes of all animals analyzed (100%). The tissue with the highest parasitic load was lymph nodes followed by spleen, blood, bone marrow and skin. Comparing all analyzed tissues, the lymph nodes presented the highest levels of parasitic DNA, without exception, regardless their symptoms classification. Contrary to various other studies, we have detected the lowest parasitic DNA concentration in skin tissues. The quantitative PCR assay established in this study was sensitive, fast and inexpensive for qualitative and quantitative analyses of the Leishmania chagasi DNA. The canine lymph node is the most frequently infected tissue, with greater levels of parasitic DNA, and may be considered a target tissue for leishmaniasis monitoring in dogs.
Palavras-chave: Leishmania chagasi
leishmaniose visceral canina
carga parasitária
Leishmania chagasi
canine visceral leishmaniasis
parasitic load
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: SAÚDE E MEIO AMBIENTE
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE E AMBIENTE/CCBS
Citação: CARVALHO, Cristiane Costa de. Determination of the parasite load by PCR in semiquantitative Different tissues of dogs naturally infected with Leishmania (Leishmania) chagasi and its association with clinical signs of disease.. 2007. 70 f. Dissertação (Mestrado em SAÚDE E MEIO AMBIENTE) - Universidade Federal do Maranhão, São Luis, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1043
Data de defesa: 25-Sep-2007
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE E AMBIENTE

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cristiane Costa de Carvalho.pdf1,42 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.