Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/580
Tipo do documento: Dissertação
Título: Associação entre aterosclerose e marcadores de lesão renal em afrodescendentes hipertensos de comunidades remanescentes de quilombo no norte do Maranhão
Título(s) alternativo(s): Association between atherosclerosis and kidney injury markers in hypertensive afrodescendants from quilombo remnants communities in northern of Maranhão
Autor: Brito, Dyego José de Araújo 
Primeiro orientador: Salgado Filho, Natalino
Resumo: INTRODUÇÃO: As lesões ateroscleróticas são altamente prevalentes entre afrodescendentes, determinado o aumento da morbi-mortalidade por eventos cardiovasculares. Desta forma, o objetivo principal deste estudo foi investigar a associação entre doença aterosclerótica e marcadores de lesão renal em afrodescendentes hipertensos residentes em comunidades remanescentes de quilombo no Norte do Maranhão. MÉTODOS: Estudo transversal que avaliou afrodescendentes hipertensos da coorte PREVRENAL, submetidos a dois diferentes métodos de imagem para diagnóstico de doença aterosclerótica: 1- US Doppler de carótidas para avaliação da espessura médio-intimal (EMIC) e 2- Tomografia computadorizada coronariana para determinação do escore de cálcio (ECC). Os marcadores de lesão renal avaliados foram: 1- Taxa de filtração glomerular estimada (TFGe) e 2- Albuminúria. Os dados clínicos, laboratoriais e de imagem foram coletadas no banco de dados do PREVRENAL. Para avaliar os fatores associados à ocorrência de aterosclerose coronariana e carotídea foi ajustado o modelo de Poisson com variância robusta. O nível de significância adotado foi de 5%. A análise estatística foi realizada através do software Stata 12.0. RESULTADOS: Duzentos e seis pacientes (média de idade de 61,32±12,44 anos e 61,65% de mulheres) que realizaram US Doppler de carótidas e 155 pacientes (média de idade de 61,42±12,42anos e 62,58% de mulheres) submetidos à tomografia coronariana foram incluídos no estudo. Apresentaram EMIC elevada 59,22% dos indivíduos avaliados e 41,94% tinham ECC>0. No modelo de regressão ajustada, idade >60 anos (RP 1,23, p-valor=0,001), RAC >30mg/g (RP 1,18, pvalor= 0,040) e TFGe/CKD-EPI <60mL/min utilizando a cistatina C (RP 1,25, pvalor= 0,045) estiveram independentemente associados com aterosclerose carotídea. No modelo para calcificação coronariana, apresentaram associação com ECC: sexo masculino (RP 1,53, p-valor=0,010), idade >60 anos (RP 1,78, p-valor=0,001), uso de AAS (RP 1,67, p-valor=0,018) e tabagismo (RP 1,51, p-valor=0,011). CONCLUSÃO: A ocorrência de lesões ateroscleróticas foi expressiva no grupo estudado. Marcadores de lesão renal foram associados apenas com lesões carotídeas, enquanto que fatores tradicionais para doença aterosclerótica foram associados com as lesões coronarianas. Desta forma, indivíduos afrodescendentes com características clínico-epidemiológicas semelhantes devem ser estritamente monitorizados e tratados para reduzir o risco de ocorrência de eventos cardiovasculares.
Abstract: BACKGROUND: Atherosclerotic lesions are highly prevalent among afrodescendants leading to increased morbidity and mortality from cardiovascular events. Thus, the aim of this study was to investigate the association between atherosclerosis and kidney injury markers in hypertensive afrodescendants from quilombo remnants communities in northern of Maranhão. METHODS: Cross-sectional study that assessed hypertensive afrodescendants from PREVRENAL cohort underwent two different imaging methods for diagnosis of atherosclerosis disease: 1- Carotid doppler ultrasonography (doppler US) to assess the intima-media thickness (cIMT) and/or 2- Coronary computed tomography for determination calcium score (CCS). The kidney damage markers evaluated were 1- estimated glomerular filtration rate (eGFR) and; 2- albuminuria. Information about clinical, laboratory and imaging data were collected in PREVRENAL study database. To evaluate factors associated with the occurrence of coronary and carotid atherosclerosis was adjusted Poisson model with robust variance. The significance level was 5%. Statistical analysis was performed using Stata 12.0 software. RESULTS: Two hundred-six patients (mean age 61.32±12.44 years and 61.65% women) underwent carotid doppler US and 155 patients (mean age 61.42±12.42 years and 62.58% women) underwent coronary CT were included in the study. cIMT presented high in 59.22% individuals evaluated and 41.94% of patients had CCS> 0. In the multivariate regression model, age ≥60 years (PR 1.23, p-value = 0.001), ACR> 30mg/g (PR 1.18, p-value = 0.040) and eGFR/CKD-EPI <60mL/min using cystatin C (PR 1.25, p-value = 0.045) were independently associated with carotid atherosclerosis. The model for coronary calcification were associated with CCS: male gender (PR 1.53, p-value = 0.010), age ≥ 60 years (PR 1.78, p-value = 0.001), use of ASA (PR 1.67, p-value = 0.018) and smoking (PR 1.51, p-value = 0.011). CONCLUSION: The occurrence of atherosclerotic lesions was high in this group. Kidney injury markers were associated only with carotid lesions, whereas traditional factors for atherosclerotic disease were associated with coronary lesions. Thus, afrodescendants with similar clinical and epidemiological characteristics should be strictly monitored and treated to reduce the risk of cardiovascular events.
Palavras-chave: Aterosclerose
Taxa de Filtração Glomerular
Albuminúria
Hipertensão Arterial Sistêmica
Afrodescendentes
Atherosclerosis
Glomerular filtration rate
Albuminuria
Hypertension
Afrodescendants
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: CIÊNCIAS DA SAÚDE
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE/CCBS
Citação: BRITO, Dyego José de Araújo. Association between atherosclerosis and kidney injury markers in hypertensive afrodescendants from quilombo remnants communities in northern of Maranhão. 2016. 117 f. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIAS DA SAÚDE) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2:8080/tede/handle/tede/580
Data de defesa: 21-Mar-2016
Aparece nas coleções:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao-DyegoJoseAraujoBrito.pdf1,48 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.