Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/50
Tipo do documento: Dissertação
Título: O TANATOPODER E AS EPIDEMIAS: discurso civilizador e saúde pública no centro urbano de São Luís no início do século XX
Título(s) alternativo(s): THE TANATOPODER AND THE EPIDEMICS: civilizing discourse and public health in the inner city of São Luís in the early twentieth century
Autor: Bezerra, Mariza Pinheiro 
Primeiro orientador: FEITOSA, Antonio Cordeiro
Primeiro membro da banca: Lima, Jarbas Couto e
Resumo: Análise do controle social exercido perante os corpos mortos no centro urbano de São Luís - MA, no início do século XX (1900-1905). Os anos iniciais do século XX para a sociedade ludovicense foram marcados pelos surtos de varíola e peste bubônica, além de vários problemas de saúde pública. A presença dessas doenças e as endemias também constantes entre a população incentivou a emergência do Tanatopoder na região, cujo objetivo era exercer controle social perante os corpos falecidos, considerados à época, vetores de epidemias. Trata-se de uma pesquisa histórica, de caráter genealógico que busca evidenciar a disputa entre algumas instâncias de poder (Administração pública de São Luís apoiada pelo cientificismo da época, o Discurso Eclesiástico e o Mercado) perante os corpos mortos. Com base em documentos da Inspetoria de Higiene do Estado do Maranhão (relatórios e ofícios), falas de autoridades políticas, discursos jornalísticos, literaturas e livros de médicos atuantes no período, apresenta-se, inicialmente, as características urbanas, sanitárias e econômicas de São Luís. Em seguida, caracteriza-se o discurso civilizador ludovicense que, alicerçado em princípios da biopolítica vigente, incentivou práticas de normalização social voltadas para os mortos, sob o pretexto da saúde dos vivos. Por fim, identifica-se a emergência de um discurso mercantil nessa área que, ligado a preceitos da assepsia dispensada aos mortos, a civilização dos costumes funerários e novos modelos de consumo, enfraqueceu a atuação do discurso religioso perante a finitude humana, propondo, assim, um novo modelo de morrer.
Abstract: Analysis of social control exercised before the dead bodies in the inner city of São Luís - MA, in the early twentieth century (1900-1905). The early years of the twentieth century to society ludovicense were marked by outbreaks of smallpox and bubonic plague, and various public health problems. The presence of these diseases and epidemics also listed among the population Tanatopoder encouraged the emergence of the region, whose aim was to exert social control before the dead bodies, considered at the time, vectors of disease. This is a historical, genealogical character who tries to reveal the dispute between some instances of power (São Luís Public Administration - supported by scientism of the time, the Ecclesiastical Discourse and Market) before the dead bodies. Based on documents from the Province of Hygiene of the State of Maranhão (letters and reports), speeches of the political, journalistic discourses, literature and books of doctors in the period, presents initially the urban characteristics, and economic health of São Luís then characterized the civilizing discourse ludovicense that, based on principles of biopolitics in effect, encouraged social practices aimed at standardizing the dead under the guise of health of the living. Finally, it identifies the emergence of a market in this area that speech on the principles of asepsis missed the dead and new consumption patterns, weakened the role of religious discourse in the face of human finitude and proposed a new model of dying.
Palavras-chave: Morte
Controle social
Discurso civilizador
Saúde pública
Mercado
Death
Social control
Civilizing discourse
Public health
Market
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: Cultura e Sociedade
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURA E SOCIEDADE/CCH
Citação: BEZERRA, Mariza Pinheiro. THE TANATOPODER AND THE EPIDEMICS: civilizing discourse and public health in the inner city of São Luís in the early twentieth century. 2012. 172 f. Dissertação (Mestrado em Cultura e Sociedade) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/50
Data de defesa: 21-Dez-2012
Aparece nas coleções:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURA E SOCIEDADE (PGCULT) MESTRADO INTERDISCIPLINAR

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao Mariza.pdf2,09 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.