???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/3976
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCOSTA, Andréa Suzana Vieira-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1884142273487223por
dc.contributor.advisor1CARVALHO, Ruth Helena de Souza Britto Ferreira de-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6914279050780248por
dc.contributor.advisor-co1OLIVEIRA, Bruno Luciano Carneiro Alves de-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3811406231128336por
dc.contributor.referee1CARVALHO, Ruth Helena de Souza Britto Ferreira de-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6914279050780248por
dc.contributor.referee2OLIVEIRA, Bruno Luciano Carneiro Alves de-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/3811406231128336por
dc.contributor.referee3SILVA, Hilton Pereira da-
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/3917171307194821por
dc.contributor.referee4BATISTA, Luís Eduardo-
dc.contributor.referee4Latteshttp://lattes.cnpq.br/5499687259979018por
dc.contributor.referee5LAMY, Zeni Carvalho-
dc.contributor.referee5Latteshttp://lattes.cnpq.br/9896819318523369por
dc.date.accessioned2022-08-16T18:31:47Z-
dc.date.issued2021-07-18-
dc.identifier.citationCOSTA, Andréa Suzana Vieira. Idosos quilombolas: condições sociais e práticas de cuidados na atenção primária em município da baixada maranhense. 2021. 173 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2021.por
dc.identifier.urihttps://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/3976-
dc.description.resumoIntrodução: O Brasil apresenta rápido processo de envelhecimento da sua população. Porém, este ocorre em condições de desigualdades socioeconômicas, regionais e com elevadas necessidades de saúde. Um dos grandes desafios desse cenário é garantir a atenção à saúde aos idosos residentes de áreas remotas, como comunidades quilombolas. Essas comunidades estão em quase todos os estados do Brasil, sendo o Maranhão o segundo com o maior número delas. Objetivos: Analisar as condições sociais e as práticas de cuidados da Atenção Primária, voltadas para a saúde dos idosos. O foco do estudo foi as comunidades quilombolas de um município da Baixada Maranhense. Métodos: A pesquisa iniciou no final do primeiro semestre de 2018, com reuniões com os gestores do município, profissionais das equipes da Saúde da Família e lideranças das comunidades quilombolas. O nosso objetivo era apresentar o projeto e alinhar a dinâmica da pesquisa, cronograma da coleta e a devolutiva para os idosos e comunidades. O estudo foi desenvolvido em 11 comunidades remanescentes de quilombolas do município de Bequimão - MA. Essas comunidades são oficialmente reconhecidas pela Fundação Cultural Palmares e pelo Ministério da Cultura no § 4º do art. 3º do Decreto nº 4.887, de 20 de novembro de 2003. Assim, foram incluídas na pesquisa as comunidades de Ariquipá, Suassuí, Sibéria, Pericumã, Juraraitá, Mafra, Santa Rita, Conceição, Ramal do Quidiua, Rio Grande e Marajá. Foram contabilizados 212 idosos nesta pesquisa. As comunidades com maior número de idosos foram: Ariquipá (43), Ramal do Quindiua (34), Rio Grande (29), Pericumã (21), Santa Rita (21), Juraraitá (20) e Maraja (20). E as com menor quantidade de idosos são as comunidades quilombolas de Conceição (8), Mafra (8), Sibéria (4) e Sassuí (4). Neste estudo, realizou-se uma abordagem quantitativa e qualitativa em comunidades quilombolas, certificadas, do município de Bequimão, MA. Na abordagem quantitativa, o número de idosos na faixa etária de 60 anos ou mais, conforme a lista fornecida pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) de cada comunidade quilombola, totalizou 212 indivíduos. Este estudo avaliou somente 208 idosos, devido a recusas e dificuldades de encontrar tais sujeitos em duas tentativas realizadas em datas distintas. Para coleta dos dados utilizou-se o questionário geral do projeto, que foi baseado no questionário da Pesquisa Nacional de Saúde de 2013 (PNS). Após a coleta das informações, estas foram plotadas e seguiu-se a análise dos dados no programa Stata® versão 14 (StataCorp LP, College Station Texas, Estados Unidos). Foram estimadas as frequências absolutas e relativas das variáveis do estudo. Apresentaram-se as prevalências das morbidades referidas e de multimorbidades (≥ 2 e ≥ 3 doenças crônicas), controladas por sexo e idade. O Teste Exact de Fisher ou teste de Qui-quadrado, foi realizado, e as diferenças consideradas estatisticamente significantes quando p ≤ 0,05. O problema norteador da pesquisa qualitativa envolveu as seguintes questões: Como as práticas de cuidados na Atenção Básica têm atuado junto aos usuários, especificamente na saúde dos idosos? Que tipo de práticas tradicionais de saúde existem nas comunidades quilombolas? Profissionais da Estratégia de Saúde da Família estabelecem algum diálogo com as práticas de tradicionais de saúde? Portanto, para compreender essas questões utilizamos o método etnográfico. Para além do levantamento bibliográfico, o trabalho de campo foi realizado a partir da técnica de observação participante cujo registro foi realizado em diário de campo. Iniciamos mapeando as comunidades de abrangências de tais equipes e as UBS de referência para o atendimento da população em geral e dos idosos. Particularmente, cada comunidade estudada, assim como as demais práticas populares de saúde existentes presentes nas localidades, foram avaliadas. Logo em seguida, as visitas para acompanhar as equipes de Saúde da Família foram agendadas dentro do um cronograma mensal elaborado pela equipe. As visitas às UBS de Areal, Quindiua e Santana foram feitas no mês de julho de 2019. Na UBS de Conceição fomos no final do mês de agosto. O trabalho de campo compreendeu as idas às comunidades para acompanhamento das equipes da SF, visando vivenciar o dia a dia da comunidade. Isso nos proporcionou não apenas observar, como principalmente conviver, conversar e, sobretudo, ouvir profissionais de saúde e integrantes da comunidade acerca de suas lembranças, perspectivas e pontos de vistas. Resultados: No primeiro artigo os resultados demonstraram que a maioria dos idosos quilombolas vivem em precária situação socioeconômica, sanitária e de saúde, entre eles a prevalência de multimorbidades foi elevada. No segundo artigo observa-se que as condições e o processo de trabalho a que estão submetidos os trabalhadores das Estratégias de Saúde da Família (ESF), revelaram as dificuldades na produção e na continuidade da oferta do serviço de saúde. Percebemos que a assistência aos idosos estava centrada nas questões nosológicas. Eram quase inexistentes as ações no sentido de estabelecer o diálogo entre os profissionais de saúde e os idosos praticantes dos saberes populares. Conclusão: Os resultados indicaram a necessidade de ações efetivas que consigam diminuir essas desigualdades e fragilidades que comprometem o bem-estar e a qualidade de vida dos idosos. A falta de atenção à saúde dos idosos quilombolas, as condições e o processo de trabalho a que estão submetidos os trabalhadores da Estratégia Saúde da Família (ESF) têm dificultado a produção e continuidade da oferta do serviço de saúde. Além disso, há tímidas ações no sentido de estabelecer um diálogo entre as práticas e profissionais de saúde com os especialistas de cuidados fundados no saber popular.por
dc.description.abstractIntroduction: Brazil has a rapid aging process of its population. However, this occurs in conditions of socioeconomic and regional inequalities and with high health needs. One of the great challenges of this scenario is to ensure health care for elderly people living in remote areas, such as quilombola communities. These communities are in almost every state in Brazil, with Maranhão being the second with the largest number of them. Objectives: To analyze the social conditions and care practices of Primary Care, focused on the health of the elderly. The focus of the study was the quilombola communities of a municipality in Baixada Maranhense. Methods: The survey began at the end of the first half of 2018, with meetings with municipal managers, professionals from the Family Health teams and leaders of quilombola communities. Our objective is to present the project and align the research dynamics, collection schedule and feedback to the elderly and communities. The study was carried out in 11 remaining quilombola communities in the municipality of Bequimão - MA. These communities are officially recognized by the Palmares Cultural Foundation and by the Ministry of Culture in § 4 of art. 3 of Decree No. 4.887, of November 20, 2003. Thus, the communities of Ariquipá, Suassuí, Siberia, Pericumã, Juraraitá, Mafra, Santa Rita, Conceição, Ramal do Quidiua, Rio Grande and Marajá were included in the research. 212 elderly people were counted in this research. The communities with the highest number of elderly people were: Ariquipá (43), Ramal do Quindiua (34), Rio Grande (29), Pericumã (21), Santa Rita (21), Juraraitá (20) and Maraja (20). And those with the smallest number of elderly people are the quilombola communities of Conceição (8), Mafra (8), Siberia (4) and Sassui (4). In this study, a quantitative and qualitative approach was carried out in certified quilombola communities in the municipality of Bequimão, MA. In the quantitative approach, the number of elderly people aged 60 years or more, according to the list provided by the Community Health Agents (CHA) of each quilombola community, totaled 212 individuals. This study evaluated only 208 elderly people, due to refusals and difficulties in meeting such subjects in two attempts carried out on different dates. For data collection, the project's general questionnaire was used, which was based on the 2013 National Health Survey (PNS) questionnaire. After collecting the information, they were plotted and the data was analyzed using the Stata® version 14 program (StataCorp LP, College Station Texas, United States). The absolute and relative frequencies of the study variables were estimated. The prevalence of reported morbidities and multimorbidities (≥ 2 and ≥ 3 chronic diseases), controlled by sex and age, were presented. Fisher's Exact Test or Chi-square test was performed, and the differences considered statistically significant when p ≤ 0.05. The guiding problem of the qualitative research involved the following questions: How have care practices in Primary Care acted with users, specifically in the health of the elderly? What kind of traditional health practices exist in quilombola communities? Do Family Health Strategy professionals establish any dialogue with traditional health practices? Therefore, to understand these issues we use the ethnographic method. In addition to the bibliographic survey, the field work was carried out using the technique of participant observation, which was recorded in a field diary. We started by mapping the communities covered by these teams and the BHU of reference for serving the general population and the elderly. Each community studied, as well as other popular health practices existing in the localities, were evaluated. Soon after, visits to monitor the Family Health teams were scheduled within a monthly schedule prepared by the team. The visits to BHU in Areal, Quindiua and Santana were made in July 2019. We went to BHU de Conceição at the end of August. The field work included visits to the communities to monitor the SF teams, aiming to experience the daily life of the community. This allowed us not only to observe, but mainly to socialize, talk and, above all, listen to health professionals and community members about their memories, perspectives, and points of view. Results: In the first article, the results showed that most of the elderly quilombolas live in a precarious socioeconomic, sanitary and health situation, among them the prevalence of multimorbidities was high. In the second article, it is observed that the conditions and the work process to which the workers of the Family Health Strategies (FHS) are submitted revealed the difficulties in the production and continuity of the health service offer. We realized that care for the elderly was centered on nosological issues. Actions to establish dialogue between health professionals and elderly practitioners of popular knowledge were almost non-existent. Conclusion: The results indicate the need for effective actions that manage to reduce these inequalities and weaknesses that compromise the well-being and quality of life of the elderly. The lack of health care for the elderly quilombolas, the conditions and the work process to which the workers of the Family Health Strategy (FHE) are subjected have hindered the production and continuity of the health service offer. In addition, there are timid actions to establish a dialogue between practices and health professionals with care specialists based on popular knowledge.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Daniella Santos (daniella.santos@ufma.br) on 2022-08-16T18:31:47Z No. of bitstreams: 1 ANDREACOSTA.pdf: 4421743 bytes, checksum: 7d164958779318ba38eff40715fec290 (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2022-08-16T18:31:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 ANDREACOSTA.pdf: 4421743 bytes, checksum: 7d164958779318ba38eff40715fec290 (MD5) Previous issue date: 2021-07-18eng
dc.description.sponsorshipFAPEMApor
dc.description.sponsorshipCAPESpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Maranhãopor
dc.publisher.departmentDEPARTAMENTO DE SAÚDE PÚBLICA/CCBSpor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFMApor
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/CCBSpor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectatenção primária à saúde;por
dc.subjectidoso;por
dc.subjectsaúde da população negra;por
dc.subjectgrupo com ancestrais do continente africano;por
dc.subjectprocesso de trabalho;por
dc.subjectcondições sociais;por
dc.subjectprimary health care;eng
dc.subjectelderly;eng
dc.subjecthealth of the black population;eng
dc.subjectgroup with ancestors from the african continent;eng
dc.subjectwork process;eng
dc.subjectsocial conditionseng
dc.subject.cnpqSaúde Públicapor
dc.titleIdosos quilombolas: condições sociais e práticas de cuidados na atenção primária em município da baixada maranhensepor
dc.title.alternativeQuilombola elderly: social conditions and care practices in primary care in a municipality in Baixada Maranhãoeng
dc.typeTesepor
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANDREACOSTA.pdfTese de Doutorado4,32 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.