???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/3653
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCÂMARA, Thalita de Albuquerque Véras-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7125132972922015por
dc.contributor.advisor1ABREU JUNIOR, Afonso Gomes-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4394413983541820por
dc.contributor.referee1DALL'AGNOL, Hivana Patrícia Melo Barbosa-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5098909246333951por
dc.contributor.referee2CARVALHO, Rafael Cardoso-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/3863794712744490por
dc.contributor.referee3ZAGMIGNAN, Adrielle-
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/3843802198829306por
dc.contributor.referee4VIOLA, Poliana Cristina de Almeida Fonseca-
dc.contributor.referee4Latteshttp://lattes.cnpq.br/5614190872397840por
dc.date.accessioned2022-06-08T19:39:55Z-
dc.date.issued2022-03-29-
dc.identifier.citationCÂMARA, Thalita de Albuquerque Véras. Avaliação do óleo de peixe rico em omega-3 em infecções causadas por Escherichia coli Enteroagregativa 042.. 2022. 78 f. Tese( Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís,2022.por
dc.identifier.urihttps://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/3653-
dc.description.resumoA microbiota intestinal é definida como a população de microrganismos que habita o trato gastrointestinal. Essa população está envolvida em funções cruciais para a homeostasia do hospedeiro, como: digestão, síntese de nutrientes, desenvolvimento do sistema imunitário e barreira contra patógenos. E que o ácido graxo poli-insaturado n-3 possui a habilidade de favorecer a integridade celular do intestino e a manutenção da microbiota benéfica e consequente inibir o crescimento de espécies patogênicas. O objetivo deste estudo foi avaliar a atividade do óleo de peixe rico em ômega-3 sobre infecções causadas por E. coli enteroagregativa patogênica 042. Inicialmente foram realizados testes in vitro para determinação das concentrações inibitória mínima (CIM) e concentração bactericida mínima (CBM) utilizando a técnica de microdiluição em placa. O ensaio de citotoxicidade celular foi realizado para avaliar um possível efeito do óleo de peixe sobre células intestinais HT-29. Para os testes in vivo, foram utilizadas larvas Tenebrio molitor para avaliação da toxicidade e sobrevida, bem como camundongos da linhagem Swiss para avaliar o efeito do óleo na colonização intestinal por E. coli enteroagregativa 042. Assim os animais foram infectados com E. coli 042 e em seguida tratados com óleo de peixe durante todo o experimento. Foi realizada a contagem de unidades formadoras de colônia (UFC/g) nas fezes frescas durante 15 dias após infecção dos animais. Além disso, foi realizada a análise histológica do fígado, rim e intestino (cólon) para avaliar possíveis alterações, como: congestão, infiltrado inflamatório e necrose. Os resultados mostraram uma CIM de 25,0 mg/mL e CBM de 100 mg/mL. De acordo com o ensaio de citotoxicidade celular, o óleo de peixe foi tóxico apenas na concentração de 100 mg/mL. No teste in vivo, utilizando larvas de T. molitor, foi possível observar uma melhora na sobrevida das larvas tratadas com óleo de peixe. No ensaio de colonização foi observado valores menores de UFC/g por vários dias do experimento no grupo tratado com o óleo em relação ao grupo infectado e sem tratamento, com diferença significativa a partir do 7º dia. Com a análise histológica foi possível observar que nos animais infectados o grau do infiltrado inflamatório foi moderado no intestino e no fígado. Não houve progresso da degeneração hidrópica hepática nos animais do grupo tratados e o perfil do infiltrado inflamatório foi do tipo leve. Desta forma, foi possível mostrar que o óleo de peixe além de não ser tóxico para células HT-29, larvas e camundongos, foi efetivo tanto em manter a sobrevida de larvas infectadas, como em controlar a colonização intestinal por E. coli 042. Adicionalmente, de acordo com os resultados da histologia, favoreceu a integridade de células intestinais, destacando-se como um excelente candidato para controle das infecções intestinais causadas por E. coli patogênicas.por
dc.description.abstractThe intestinal microbiota is defined as a microorganism population that inhabit the gastrointestinal tract. This population is involved in essential functions for host homeostasis, such as digestion and nutrients synthesis, cell integrity, development of immune system, barrier against pathogens. Escherichia coli is a commensal microorganism present in the intestine, however, in the presence of a bacteria population imbalance it can be responsible for causing several pathologies and disorders. The aim of this study was to evaluate the activity of fish oil rich in omega-3 against Escherichia coli infections. Initially, in vitro tests were performed to determine the minimum inhibitory concentration (MIC) and minimum bactericidal concentration (MBC) using a microplate dilution technique. The cell cytotoxicity assay was performed to evaluate a possible effect of fish oil on HT-29 intestinal cells. For in vivo tests, Tenebrio molitor larvae were used to assess toxicity, as well as Swiss mice to evaluate the oil effect on pathogenic E. coli intestinal colonization. In order to evaluate the oil effect on colonization, animals were infected with E. coli and treated with fish oil throughout the experiment. Colony-forming units (CFU/g) obtained from fresh feces were counted for 15 days after animal infection. In addition, a histological analysis of the liver, kidney and gut (colon) was performed to assess possible morphological changes, such as: congestion, inflammatory infiltrate and necrosis. The results showed a MIC of 25.0 mg/mL and MBC of 100 mg/mL. In the cell cytotoxicity assay, fish oil was toxic only at a concentration of 100 mg/mL. In the in vivo test using T. molitor larvae, it was possible to observe an improvement in the survival of the group treated with fish oil. The colonization assay showed lower values of UFC / g for several days of the experiment in the group treated with the oil against the infected and untreated group, with a statistical difference starting on the 7th day. The histological analysis revealed that in the infected animals the predominant degree of the inflammatory infiltrate was moderate in the intestine and only in this group the same process was observed in the liver. There was no progress in hepatic hydropic degeneration in the animals of treatment group and the profile of the inflammatory infiltrate was mild. It was found that fish oil was effective in terms of its bacteriostatic effect, since it controlled E. coli colonization and additionally, according to the histology results, it improved the intestinal cells cellular integrity.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Maria Aparecida (cidazen@gmail.com) on 2022-06-08T19:39:55Z No. of bitstreams: 1 THALITA A.V. CÂMARA (1).pdf: 118559 bytes, checksum: cebabdbbf40dd413d42629d0a213ee65 (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2022-06-08T19:39:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 THALITA A.V. CÂMARA (1).pdf: 118559 bytes, checksum: cebabdbbf40dd413d42629d0a213ee65 (MD5) Previous issue date: 2022-03-29eng
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Maranhãopor
dc.publisher.departmentDEPARTAMENTO DE PATOLOGIA/CCBSpor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFMApor
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE/CCBSpor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectIntegridade Intestinal;por
dc.subjectEscherichia coli;por
dc.subjectenteroagregativa;por
dc.subjectÁcidos Graxos Poli-insaturados n-3por
dc.subjectIntestinal Integrity;eng
dc.subjectEscherichia coli;eng
dc.subjectenteroaggregative;eng
dc.subjectN-3 Polyunsaturated Fatty Acidseng
dc.subject.cnpqDoenças Infecciosas e Parasitáriaspor
dc.titleAVALIAÇÃO DO ÓLEO DE PEIXE RICO EM OMEGA-3 EM INFECÇÕES CAUSADAS POR Escherichia coli ENTEROAGREGATIVA 042.por
dc.title.alternativeEVALUATION OF OMEGA-3 RICH FISH OIL IN INFECTIONS CAUSED BY enteroaggregative Escherichia coli ENTEROAGGREGATIVE ESCHERICHIA COLI 042.eng
dc.typeTesepor
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
THALITA A.V. CÂMARA (1).pdfTese de Doutorado115,78 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.