???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2302
Tipo do documento: Dissertação
Título: A leitura e a escrita como atos interdiscursivos: implicações para a prática alfabetizadora
Título(s) alternativo(s): READING AND WRITING AS ACTS INTERDISCURSIVE: implications for literacy practice
Autor: FONSECA, Noyra Melônio da 
Primeiro orientador: CORREIA, Joelma Reis
Primeiro membro da banca: FERNANDES, Vanja Maria Dominices Coutinho
Segundo membro da banca: BRITO, Antonia Edna
Resumo: A pesquisa, intitulada A LEITURA E A ESCRITA COMO ATOS INTERDISCURSIVOS: implicações para a prática alfabetizadora, teve por objetivo geral desenvolver uma intervenção pedagógica no 2º ano do Ciclo de Alfabetização em uma escola da Rede Pública Municipal de Raposa, tendo em vista o ensino da linguagem escrita como um processo interdiscursivo. Os objetivos específicos pretendidos foram: identificar as concepções que têm fundamentado o ensino inicial da linguagem escrita ao longo da história; compreender o ensino da leitura e da escrita no início da escolarização como um processo de interlocução; verificar a natureza das atividades desenvolvidas em uma escola pública municipal de Raposa, bem como as estratégias utilizadas pela professora do 2º ano do Ciclo de Alfabetização nas situações de leitura e escrita, visando um processo de intervenção; e, por fim, produzir um livro, adotando o gênero discursivo carta, com a experiência de intervenção desenvolvida no 2º ano do Ciclo de Alfabetização em uma escola da Rede Municipal de Raposa. O estudo foi realizado mediante pesquisa-ação, tendo em vista a natureza do Mestrado Profissional, cujos instrumentos de geração de dados utilizados foram a observação participante e a entrevista semiestruturada. Os sujeitos da pesquisa foram a professora e as crianças do 2º ano do Ciclo de Alfabetização e, também, a própria pesquisadora. Para elaboração do texto dialogou-se com os seguintes interlocutores: Vygotski (1995); Leontiev (1978); Bakhtin (2011); Bakhtin/Volochínov (2014), Mortatti (2014; 2012; 2006); Frade (2005; 2012), Smolka (2003), Thiollent (1988), Gontijo (2002), entre outros. A escola, locus da pesquisa, fica em Raposa, município maranhense localizado na microrregião da Aglomeração Urbana de São Luís. No presente texto, descrevem-se os caminhos metodológicos que foram traçados, destacando-se as mudanças de percurso durante a investigação; faz-se uma análise da trajetória dos métodos e das práticas de alfabetização. Seguidamente, aprofunda-se o debate acerca da apropriação da linguagem escrita pela criança baseado nas concepções histórico-cultural (Vygotsky) e dialógica (Bakhtin), apresentando-se os dados gerados nos momentos de observação participante. Após, apresenta-se a Proposta de Intervenção idealizada para a turma com a qual se realizou a pesquisa. Propõese o trabalho com os gêneros textuais, visando a um ensino que dialoga com a língua viva. Conclui-se por meio das cenas geradas, que o ensino pautado nos microaspectos da língua não tem dado conta de alfabetizar as nossas crianças, tampouco tem favorecido o contato com a linguagem escrita. Durante a intervenção, buscou-se proporcionar momentos de interação e diálogo entre elas, propondo atividades em que a língua não fosse trabalhada de forma fragmentada ou descontextualizada. Ao final da intervenção, percebeu-se que as crianças se apropriaram de alguns gêneros textuais trabalhados, pois já compreendiam o seu uso, bem como os reconheciam em diferentes situações.
Abstract: The survey, titled READING AND WRITING AS ACTS INTERDISCURSIVE: implications for literacy practice, we had the general objective to develop an educational intervention in the 2nd year of Literacy Cycle in a school Municipal Public Network Fox, in view of the teaching of written language as an interdiscursive process. The specific objectives sought were: to identify the conceptions that have founded the initial teaching of written language throughout history; understand the teaching of reading and writing at the beginning of schooling as a process of interlocution; to verify the nature of the activities developed in a municipal public school in Raposa, as well as the strategies used by the teacher of the 2nd year of the Literacy Cycle in reading and writing situations, aiming at an intervention process; and, finally, to produce a book, adopting the letter discursive genre, with the experience of intervention developed in the 2nd year of the Literacy Cycle in a school of the Raposa Municipal Network. The study was carried out through action research, considering the nature of the Professional Master's Degree, whose instruments of data generation were participant observation and the semi-structured interview. The subjects of the research were the teacher and the children of the 2nd year of the Literacy Cycle and also the researcher herself. For the elaboration of the text, the following interlocutors were interviewed: Vygotski (1995); Leontiev (1978); Bakhtin (2011); Bakhtin / Volochinov (2014), Mortatti (2014, 2012, 2006); Frade (2005, 2012), Smolka (2003), Thiollent (1988), Gontijo (2002), among others. The school, research locus, is in Fox, Maranhão municipality located in the micro region of Agglomeration St. Louis Urban In this paper, the methodological approaches are described which have been set, especially route changes during the investigation; an analysis is made of the trajectory of literacy methods and practices. Next, the debate about the appropriation of the written language of the child based on the historical-cultural (Vygotsky) and dialogical (Bakhtin) conceptions is presented, presenting the data generated in the moments of participant observation. Afterwards, the proposed Intervention Proposal is presented for the class with which the research was carried out. It is proposed the work with the textual genres, aiming at a teaching that dialogues with the living language. It is concluded from the generated scenes that the teaching based on the microaspects of the language has not given account of the literacy of our children, nor has it favored the contact with the written language. During the intervention, we sought to provide moments of interaction and dialogue between them, proposing activities in which the language was not worked in a fragmented or decontextualized way. At the end of the intervention, it was noticed that the children appropriated some worked textual genres, since they already understood their use, as well as recognized them in different situations.
Palavras-chave: Leitura
Escrita
Alfabetização
Ato interdiscursivo
Reading
Writing
Literacy
Interdiscursive act
Área(s) do CNPq: Educação
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO I/CCSO
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ENSINO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
Citação: FONSECA, Noyra Melônio da. A leitura e a escrita como atos interdiscursivos: implicações para a prática alfabetizadora. 2018. 219 f. Dissertação (Mestrado em Gestão de Ensino da Educação Básica) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2302
Data de defesa: 10-May-2018
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE ENSINO DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NoyraFonseca.pdfDissertação3,79 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.