???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1662
Tipo do documento: Tese
Título: Estudo de óleos nativos da Amazônia (Babaçu e Andiroba): modificação química, caracterização e avaliação como biolubrificante
Título(s) alternativo(s): Study of native oils from the Amazon (Babaçu and Andiroba): chemical modification, characterization and evaluation as biolubrificant
Autor: Cavalcante, Glene Henrique Rodrigues 
Primeiro orientador: MARQUES, Edmar Pereira
Primeiro coorientador: Marques, Aldaléa Lopes Brandes
Resumo: Bases naturais, alternativas e de fácil degradabilidade, vêm sendo empregadas em indústrias petroquímicas para formulação de polímeros, tintas, espumas, detergentes e principalmente óleos lubrificantes, devido as suas características viscosas. O grande proveito de matérias-primas renováveis na substituição de produtos fósseis instigou o estudo da viscosidade dos óleos de babaçu (Orbignya phalerata) e andiroba (Carapa guianensis Aubl.) após modificações químicas. Para caracterização dos óleos, foi realizado um programa interlaboratórial em óleos vegetais. Neste programa, participaram 12 laboratórios de universidades e centros de pesquisa de vários estados do Brasil. Os valores de consenso após tratamento estatístico foram considerados como sendo as características físico-químicas dos óleos de babaçu e andiroba. Os ensaios envolvidos no programa foram: índice de acidez, viscosidade cinemática, índice de saponificação, teor de umidade, índice de iodo, índice de peróxido, estabilidade oxidativa, índice de hidroxila, massa específica e teor de ácidos graxos por cromatografia a gás. Após caracterização, os óleos foram submetidos às modificações químicas (transesterificação etílica alcalina, epoxidação e hidroxilação in situ). O óleo de babaçu não apresentou características favoráveis ao uso como biolubrificantes, e mesmo, após as modificações químicas propostas, não se observou mudanças consideráveis em suas propriedades de fluidez. A produção dos polióis de andiroba foi otimizada usando o planejamento fatorial completo do tipo estrela com 18 experimentos, incluindo 2 pontos axiais e 4 replicatas no ponto central. A avaliação foi baseada na redução do grau de insaturação monitorada principalmente pelo aumento da viscosidade cinemática. O estudo do processo de conversão mostrou-se eficaz para síntese de polióis em diferentes faixas de viscosidade, indicando as melhores condições para a obtenção de polióis com características de fluidez compatíveis com os lubrificantes comerciais. Os polióis de andiroba foram comparados a lubrificantes comerciais e óleo base, apresentando resultados compatíveis.
Abstract: Natural bases and alternative easy degradability have been employed in the petrochemical industry for polymer formulation, paints, foams, particularly lubricating oils and detergents, due to its viscous characteristics. The great advantage of renewable raw materials to replace fossil products prompted the study of viscosity of babassu oils (Orbignya phalerata) and andiroba (Carapa guianensis Aubl.) After chemical modifications. For characterization of the oils was conducted an interlaboratory program in vegetable oils. In this program, attended by 12 university laboratories and research centers in several states of Brazil. The consensus values after statistical treatment were considered to be the physical and chemical characteristics of the oils babassu oil and andiroba. The tests involved in the program were: acid number, kinematic viscosity, saponification value, moisture content, iodine index, peroxide index, oxidative stability, hydroxyl number, density and fatty acid content by gas chromatography. After characterization, the oils were subjected to chemical modifications (alkaline ethyl transesterification, epoxidation and hydroxylation in situ). The babassu oil did not show favorable characteristics for use as bio-lubricants, and even after the chemical changes proposed, there was no significant changes in their flow properties. The production of andiroba polyols has been optimized using the full factorial design star with 18 experiments, including two axial points and 4 replicates at the center point. The evaluation was based on the reduction of the degree of unsaturation monitored mainly by the increase in kinematic viscosity. The study of the conversion process was effective for the synthesis of polyols in different viscosity ranges, indicating the best conditions for obtaining polyols having flow characteristics compatible with commercial lubricants. The andiroba polyols were compared to commercial lubricants and base oil, with consistent results.
Palavras-chave: Andiroba
Babaçu
Epoxidação
Área(s) do CNPq: Óleos
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDE - REDE DE BIODIVERSIDADE E BIOTECNOLOGIA DA AMAZÔNIA LEGAL/CCBS
Citação: CAVALCANTE, Glene Henrique Rodrigues. Estudo de óleos nativos da Amazônia (Babaçu e Andiroba): modificação química, caracterização e avaliação como biolubrificante. 2016. 82 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1662
Data de defesa: 16-Jun-2016
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDE - REDE DE BIODIVERSIDADE E BIOTECNOLOGIA DA AMAZÔNIA LEGAL/CCBS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GleneCavalcante.pdfTese2,14 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.