???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1655
Tipo do documento: Tese
Título: Ecologia da polinização e análise da composição química do óleo floral de duas espécies de Mouriri (Melastomataceae) e sua importância na atração dos visitantes florais
Título(s) alternativo(s): Ecology of pollination and analysis of the chemical composition of the floral oil of two species of Mouriri (Melastomataceae) and their importance in attracting floral visitors
Autor: OLIVEIRA, Fabiana dos Santos 
Primeiro orientador: ALBUQUERQUE, Patrícia Maia Correia de
Primeiro coorientador: Nunez, Cecilia Veronica
Resumo: Mouriri (Melastomataceae, Memecyloideae) é um gênero Neotropical com 85 espécies com síndrome de “Buzz pollination”. Embora, seja o pólen o seu principal atrativo floral, glândulas côncavas e elípticas localizadas no dorso das anteras e denominadas elaióforo são responsáveis pela produção de óleo. O presente estudo teve como objetivo estudar duas espécies de Mouriri quanto a fenologia, biologia floral, visitantes, sistemas de reprodução e identificação química dos óleos florais. Quinzenalmente (n = 10 indivíduos) foram observados de junho/2013 a junho/2014 (M. acutiflora) e dezembro/2013 a março/2015 (M. guianensis). As abelhas foram coletadas em janeiro e fevereiro/2015 (M. guianensis) e em agosto/2015 (M. acutiflora). Polinização aberta, autopolinização manual, autopolinização espontânea, polinização cruzada e apomixia foram aplicadas para os sistemas reprodutivos. Glândulas florais (n = 1800) e pernas das abelhas [(Centris (Centris) caxiensis Ducke (n = 6), Melipona (Melikerria) fasciculata Smith (n = 10) e M. (Melipona) subnitida Ducke (n = 10)] foram submetidas a extração com hexano, metiladas e analisadas por CG/EM. Mouriri acutiflora floresce de abril a setembro e frutifica de junho a novembro e M. guianensis floresce de setembro a março e frutifica de novembro a março. As espécies são autocompatíveis, não apomíticas, embora ainda apresentem dependência de polinizadores. Um total de 141 visitantes foram observados em M. acutiflora, sendo que M. fasciculata (59,79%), C. caxiensis (12,31%) e Eulaema (Apeulaema) nigrita Lepeletier (9,4%) tiveram as maiores porcentagens, representando 81,5% do total de visitas. Em M. guianensis 86 indivíduos foram registrados, principalmente Xylocopa (Neoxylocopa) cearensis Ducke (60%), M. subnitida (21,17%) e Megalopta (Amoena) amoena Spinola (9,41%) representando 98,58% de todas as visitas. O pólen foi o recurso predominantemente coletado através do mecanismo de vibração (Buzz pollination), embora o óleo floral também tenha sido disponibilizado em ambas as espécies. Melipona subnitida utilizou apenas as regiões das glândulas de M. guianensis para a vedação/proteção da entrada da colônia, indicando um possível uso das glândulas/óleo. Os visitantes, a exceção de Augochlopsis sp., Trigona sp. e vespas (Chalcidoideae) são polinizadores de Mouriri. As substâncias identificadas por CG/EM nos óleos florais foram principalmente os ácidos palmítico, esteárico, oleico, lignocérico e palmitoleico, na forma de seus ésteres metílicos. Os extratos das pernas das abelhas tiveram como principais substâncias o ácido linoleico, esteárico, oleico, palmítico e o álcool hexacosanol. Metil hexadecanoto e metil octadecanoato foram comuns aos óleos florais e pernas das abelhas, indicando possível coleta dos lipídeos. Assim, Mouriri confere uma oferta regular de recursos para os polinizadores, disponibilizando óleo floral e o pólen, sendo este o principal recurso coletado pelas abelhas.
Abstract: Mouriri (Melastomataceae, Memecyloideae) is a Neotropical genus with 85 species with "Buzz pollination". Although, to be its main attractive pollen floral, concave and elliptical glands located in the back of the anthers and called elaiophor are responsible for the production of oil. The present study aimed to study two species of Mouriri about phenology, floral biology, visitors, and chemical identification systems of floral oils. Fortnigtly (n = 10 individuals) were observed from June/2013 to June/2014 (M. acutiflora) and December/2013 to March/2015 (M. guianensis). The bees were collected in January/2015 and February/2015 (M. guianensis) and in August/2015 (M. acutiflora). Open pollination, self-pollination manual, spontaneous selfpollination cross-pollination and apomixis were applied to the reproductive systems. Floral glands (n = 1800) and legs of bees [(Centris (Centris) caxiensis Ducke (n = 6), Melipona (Melikerria) fasciculata Smith (n = 10) and M. (Melipona) subnitida Ducke (n = 10)] were subjected to extraction with hexane, methyl and analyzed by GC/MS. Mouriri acutiflora flowering from April to September and fruits from June to November and M. guianensis blooms from September to March and fructifies from November to March. The species are selfcompatible, not apomitcs, although still present reliance on pollinators. A total of 141 visitors were observed in M. acutiflora, and M. fasciculata (59.79%), C. caxiensis (12.31%) and Eulaema (Apeulaema) nigrita Lepeletier (9.4%) bees had the highest percentages, representing 81.5% of the total visits. In M. guianensis 86 individuals were recorded, mainly Xylocopa (Neoxylocopa) cearensis Ducke (60%), M. subnitida (21.17%) and Megalopta (Amoena) amoena Spinola (9.41%) representing 98.58% of all visits. The pollen was predominantly resource harvested through the mechanism of vibration (Buzz pollination), although the floral oil also has been available in both species. Melipona subnitida used only the regions of the glands of M. guianensis for seal/protect of the entrance of the colony, indicating a possible use of the glands/oil. Visitors, except Augochlopsis sp., Trigona sp. and wasps (Chalcidoideae) are pollinators of Mouriri. The substances identified by GC/MS in floral oils were mainly palmitic acids, stearic, oleic, lignoceric and palmitoleic, in the form of their methyl esters. The extracts of the legs of the bees had as main substances linoleic acid, stearic, oleic, palmitic acid and alcohol hexacosanol. Methyl hexadecanoate and methyl octadecanoate were common to the floral oils and extracts of the legs of the bees, indicating possible harvest of the lipids. Thus, Mouriri confers a regular supply of resources to the pollinators, floral oil and pollen, this being the primary resource harvested by bees.
Palavras-chave: Melastomataceae
Mouriri
Óleo floral
Polinizadores
Abelhas
Floral oil
Pollinators
Bees
Área(s) do CNPq: Botânica
Ecologia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDE - REDE DE BIODIVERSIDADE E BIOTECNOLOGIA DA AMAZÔNIA LEGAL/CCBS
Citação: OLIVEIRA, Fabiana dos Santos. Ecologia da polinização e análise da composição química do óleo floral de duas espécies de Mouriri (Melastomataceae) e sua importância na atração dos visitantes florais. 2016. 136 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1655
Data de defesa: 28-Jun-2016
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDE - REDE DE BIODIVERSIDADE E BIOTECNOLOGIA DA AMAZÔNIA LEGAL/CCBS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FabianaOliveira.pdfTese3,37 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.