???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1450
Tipo do documento: Dissertação
Título: Processo de trabalho das equipes de saúde bucal na atenção básica do Brasil
Título(s) alternativo(s): WORKING PROCEDURE OF THE ORAL HEALTH TEAMS IN ATTENTION BRAZIL'S BASIC
Autor: Fagundes, Daniela Malagoni 
Primeiro orientador: THOMAZ, Erika Bárbara Abreu Fonseca
Resumo: Introdução. O Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) foi implantado no Brasil, em 2011, para induzir melhorias na qualidade dos serviços e da gestão na Atenção Básica (AB) no Sistema Único de Saúde (SUS). No entanto, estudos de avaliação do processo de trabalho das Equipes de Saúde Bucal (ESB) na AB do SUS utilizando dados do PMAQ-AB são escassos. Sabendo-se ainda que o modelo assistencial vigente neste setor não é o ideal, justifica-se a realização deste estudo. Objetivo. Analisar o processo de trabalho desenvolvido pelas ESB da AB e verificar se o instrumento utilizado no Ciclo I do PMAQ-AB foi capaz de aferir os atributos essenciais da Atenção Primária à Saúde (APS). Método. Desenvolveu-se um estudo ecológico, de abrangência nacional, cujas unidades de análise foram agregadas para o nível do município, utilizando dados do PMAQ-AB referentes às entrevistas com os profissionais das ESB (módulo II). Realizou-se análise fatorial exploratória e confirmatória para testar se as variáveis do instrumento de Avaliação Externa do Ciclo I do PMAQ-AB, referentes ao processo de trabalho das ESB, poderiam ser reduzidas aos atributos essenciais da APS (primeiro contato, integralidade, longitudinalidade e coordenação do cuidado), adotando alpha de 5%. Também foi realizada análise descritiva para analisar o processo de trabalho destas equipes no Brasil. Todas as variáveis mantidas no modelo após a análise fatorial foram sumarizadas por meio de frequências absolutas e percentuais, e os testes Qui-Quadrado (X2) e Exato de Fisher foram utilizados para analisar diferenças nas suas distribuições segundo região geopolítica, tipo de equipe e estrato de certificação do PMAQ-AB (α=1%). Resultados. Formaram-se quatro construtos, que denominamos Fator 1 - primeiro contato, Fator 2 - integralidade, Fator 3 - ações em prótese dentária e Fator 4 - coordenação do cuidado. As medidas de ajuste do modelo foram satisfatórias. As cargas fatoriais (CF) de todos os construtos de primeira ordem foram maiores que 0,5, exceto para a “coordenação do cuidado”, que teve duas variáveis com CF<0,5, porém, significantes. Um construto de 2ª ordem (formado pelos quatro fatores, para definir o “processo de trabalho”) teve todas as CF>0,7, porém, com índices de ajuste não tão robustos (Comparative Fit Index e Tucker Lewis Index menores que 0,9). As ações e serviços de saúde bucal relacionados aos atributos essenciais da APS foram realizados por menos da metade das ESB brasileiras, exceto “acolhimento à demanda espontânea” (61,8%), “avaliação de risco” (66,1%), “oferta de tratamento segundo o risco identificado” (60,2%) e a “garantia da continuidade do tratamento” (62,3%). Os piores resultados foram para as ações relacionadas aos fatores 2 e 3. Houve diferenças na realização das ações entre regiões, tipo de equipe e estrato socioeconômico dos municípios (P<0,01). Conclusões. O instrumento do Ciclo I do PMAQ-AB não foi capaz de discriminar todos os atributos essenciais da APS na rotina dos serviços. As ESB da AB, no Brasil, ainda não estão trabalhando de acordo com os atributos essenciais da APS; e há ainda muitas discrepâncias no processo de trabalho.
Abstract: Introduction: The Program for Improving Access and Quality of Primary Care (PIAQ-PC) was implemented in Brazil in 2011 to induce improvements in the quality of services and management in Primary Care (PC) in Health System (HS). However, there are only scarce studies evaluating the work process of the Oral Health Teams (OHT) in PC of HS using PIAQ-PC data. Besides, bearing in mind that the current health care model in this area is not ideal, it is appropriate to conduct this study. Objective: To analyze the work process developed by OHT of PC and to verify if the instrument used in Cycle I of the PIAQ-PC was able to measure the essential attributes of Primary Health Care (PHC). Method: A nationwide ecological study was developed where the analytical units were aggregated to the level of the municipality, using PIAQ-PC data regarding the interviews with professionals from OHT (module II). It has been conducted exploratory and confirmatory factor analysis to test whether the variables of PIAQ-PC’ s Cycle I external evaluation instrument, which refers to the work process of the OHT, could be reduced to the essential attributes of the PHC (first contact, completeness, longitudinality and coordination of care), adopting alpha of 5%. We also carried out a descriptive analysis to analyze the work process of these teams in Brazil. All variables included in the model after the factor analysis were summarized by absolute and percentage frequencies, and the Chi-Square (X2) and Fisher Exact tests were used to analyze the differences in their distribution according to the political region, type of staff and PIAQ-AC certification stratum (α=1%). Results: It was formed four constructs, which we call first contact (factor 1), completeness (factor 2), actions in dental prosthesis (factor 3) and coordination of care (factor 4). The model adjustment measures were satisfactory. The factorial loadings (FL) of all first-order constructs were greater than 0.5, except for the “coordination of care”, which had two variables with FL < 0.5, however, significant. A second-order construct (formed by the four factors to define the work process) had all FL > 0.7, but with adjustment rate not so robust (Comparative Fit Index and Tucker Lewis Index less than 0.9). Actions and oral health services related to the essential attributes of PHC were performed for less than half of Brazilian OHT, except “home to spontaneous demand” (61.8%), “risk assessment” (66.1%), “treatment provision according to identified risk” (60.2%) and “ensuring continuity of care” (62.3%). The worst results were for actions related to factors 2 and 3. There were differences in the performance of actions between regions, type of staff and socioeconomic level of the municipalities (P < 0.01). Conclusions: The instrument of PIAQ-PC first cycle was not able to determine all the essential attributes of PHC in the service routine. The OHC of PC in Brazil are not working according to the essential attributes of PHC, and there are still many discrepancies in the work process.
Palavras-chave: Saúde Bucal
Atenção Primária à Saúde
Serviços de Saúde
Avaliação em saúde
Health Evaluation
Health Services
Primary Health Care
Oral Health
Área(s) do CNPq: Odontologia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDE - REDE NORDESTE DE FORMAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA/CCBS
Citação: FAGUNDES, Daniela Malagoni. Processo de trabalho das equipes de saúde bucal na atenção básica do Brasil. 2016. 92 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde da Família) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1450
Data de defesa: 22-Jul-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - REDE NORDESTE DE FORMAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DanielaMalagoniFagundes.pdfDissertação2,22 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.