???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1428
Tipo do documento: Dissertação
Título: Distúrbios osteomusculares nas quebradeiras de coco babaçu no Estado do Maranhão
Título(s) alternativo(s): Musculoskeletal disorders in babassu coconut breakers in the State of Maranhão
Autor: Paz, Adriana Maria de Araújo Lacerda 
Primeiro orientador: NASCIMENTO, Maria do Desterro Soares Brandão
Resumo: Introdução: A saúde dos trabalhadores rurais é condicionada por fatores sociais, econômicos, tecnológicos e organizacionais relacionados ao perfil de produção e consumo, além de fatores de risco de natureza física, química, biológica, mecânica e ergonômica. As quebradeiras de coco babaçu apresentam alterações posturais que acometem a coluna vertebral, podendo provocar algia a esse segmento corporal e comprometer todo o bem-estar dessas mulheres. Objetivo: Avaliar o trabalho rural em quebradeiras de coco babaçu através do efeito ergonômico da curvatura espinhal na comunidade do município de Lima Campos – Maranhão. Método: é um estudo quantitativo e transversal realizado com 30 mulheres quebradeiras de coco babaçu residentes na Comunidade de São José dos Mouras, na cidade de Lima Campos, estado do Maranhão. Foram utilizados na coleta de dados: formulário de identificação, biofotogrametria computadorizada e questionário nórdico de sintomas osteomusculares. Os dados foram analisados através do software SPSS. Resultados: As mulheres em estudo apresentaram 93,3% de dor na região da coluna e evidenciou-se que quanto maior a idade das participantes, menor o ângulo da linha espondiléia (p=0,015) e menor o ângulo de desnível dos ombros (p=0,026). Em relação à escolaridade houve significância, apresentando médias do Ângulo de Linha Espondiléia com p=0,025 e Ângulo de Desvio de Ombros com p=0,003. Quanto à dor, os valores significativos foram vistos no Ângulo de Desvio de Ombros, Ângulo de Cifose e Ângulo de Lordose (p< 0,05). Já em relação ao estado civil, as participantes casadas ou viúvas apresentaram um valor médio de Ângulo de Cifose menor que as solteiras (p=0,041), sabendo que quanto maior os valores de Índice de Massa Corporal, menor os valores de Ângulo de Cifose (p=0,042). Conclusão: As avaliações posturais nessas camponesas evidenciaram que a dor prevalecia nas regiões da paravertebral e mostraram uma associação entre a sintomatologia e as alterações posturais.
Abstract: Introduction: The health of rural workers is conditioned by social, economic, technological and organizational factors related to the profile of production and consumption. Besides physical, chemical, biological, mechanical and ergonomic risks, the babassu coconut breakers show postural changes that affect the vertebral column and may cause pain in this body segment and compromise the entire comfort of these women. Aim: To evaluate the rural work of the babassu coconut breakers through the ergonomic effect of spinal curvature in the community of the city of Lima Campos - Maranhão. Method: It is a quantitative and cross-sectional study of 30 babassu-coconut-breaker women that live in São José dos Mouras community, in the city of Lima Campos, state of Maranhão. In order to collect the data, it has been used: identification form, Computerized Biophotogrammetry and the Nordic Musculosketal Questionnaire. The data has been analyzed by SPSS software. Results: The women who took part in the studies have shown 93, 3 % pain in the region of the column and it has been evident that the greater the age of the participants, the smaller the angle of the vertebral line (p=0.015) and the smaller the gap angle of the shoulders (p=0,026). There has also been a difference regarding education, presenting average vertebral line angle with p=0.025 and shoulder deviation angle with p=0.003. Regarding the pain, significant values have been seen in the shoulders divert angle, kyphosis angles and Lordosis angle (p<0.05). As for the marital status, married participants or widowed ones have shown an average value of kyphosis angle smaller than the single ones (p=0,041), taking into consideration that the higher the body mass index values, the lower the kyphosis angle values (p=0.042). Conclusion: The postural evaluation in these rural-worker women have shown that the pain has been prevalent in the regions of paraspinal and have shown an association between symptoms and postural changes.
Palavras-chave: Saúde do trabalhador
Agricultura
Babaçu
Dor
Postura
Osteomuscular
Worker health
Agriculture
Babassu
Pain
Posture
Osteomuscular
Área(s) do CNPq: Ortopedia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE MEDICINA I/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DO ADULTO E DA CRIANÇA/CCBS
Citação: PAZ, Adriana Maria de Araújo Lacerda. Distúrbios osteomusculares nas quebradeiras de coco babaçu no Estado do Maranhão. 2016. 113 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto e da Criança) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1428
Data de defesa: 28-Jul-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DO ADULTO E DA CRIANÇA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AdrianaPaz.pdfDissertação1,91 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.