Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1156
Tipo do documento: Dissertação
Título: INQUÉRITO DOMICILIAR SOBRE A COBERTURA VACINAL DO ESQUEMA BÁSICO ATÉ O SEGUNDO ANO DE VIDA, SÃO LUIS, MARANHÃO
Título(s) alternativo(s): HOUSEHOLD SURVEY ON THE COVER VACCINE SCHEDULE OF BASIC TO THE SECOND YEAR LIFE, SÃO LUÍS, MARANHÃO
Autor: Queiroz, Lorena Lauren Chaves 
Primeiro orientador: Mochel, Elba Gomide
Primeiro membro da banca: Chein, Maria Bethânia da Costa
Resumo: A vacinação das crianças no primeiro ano de vida é fundamental para a prevenção de várias doenças transmissíveis e é um dos fatores associados à redução da taxa de mortalidade infantil. A identificação da cobertura vacinal e dos fatores responsáveis pelo retardo ou pela falta de imunização é fundamental para a adequada monitorização dos programas de vacinação e para se identificar e atingir as crianças que não são vacinadas corretamente. Este estudo teve como objetivo analisar a cobertura vacinal em crianças de 0 a 18 meses de idade residentes no município de São Luís - MA. O presente estudo descreve os resultados de um inquérito domiciliar para estimar a cobertura vacinal do esquema básico até o segundo ano de vida em São Luís - Ma, da coorte nascida em 2005. O estudo adotou a metodologia preconizada pela Organização Pan-Americana da Saúde para a realização de inquéritos de cobertura vacinal. Das 630 entrevistas previstas foram realizadas 561 (89%). Os resultados mostram maior proporção de meninas, havendo um predomínio de crianças brancas à medida que se elevam os níveis de escolaridade e renda da família. A distribuição da cobertura vacinal por setores censitários é heterogênea, encontrando-se as piores coberturas geralmente em estratos de menor nível socioeconômico. A BCG foi a vacina de melhor cobertura e observa-se uma diferença significativa entre os dados de produção e os dados obtidos através do inquérito, referentes a todas as vacinas. As coberturas vacinais aos 18 meses (doses válidas) encontram-se inferiores ao desejado, exceto para BCG (96% de cobertura). A Cobertura vacinal (doses válidas), esquema básico completo para o conjunto das vacinas é de apenas 51%. Os dados do inquérito tiveram um resultado muito aquém quando comparados com os dados administrativos. Os dados aqui coletados demonstram que aqueles registrados pelos órgãos oficiais, superestimam a cobertura desse segmento populacional sugerindo imunidade em massa, fator este errôneo gerando uma falsa proteção e que demonstra uma falha no sistema de avaliação do serviço, sendo então necessárias outras estratégias para monitorização das ações do Programa Nacional de Imunização.
Abstract: Vaccination of children in the first year of life is essential for the prevention of various diseases and is one of the factors associated with reduced infant mortality rate. The identification of coverage and the factors responsible for delay or lack of immunization is critical for proper monitoring of vaccination programs and to identify and reach children who are not vaccinated properly. This study aimed to assess vaccination coverage in children 0-18 months of age living in São Luís - MA. The present study describes the results of a household survey to estimate vaccination coverage of the basic scheme until the second year of life in St. Louis - Ma, the cohort born in 2005.The study adopted the methodology recommended by the Pan American Health Organization to conduct surveys of vaccination coverage. Of the 630 planned interviews were conducted 561 (89%). The results show a higher proportion of girls, with a predominance of white children as they raise their levels of education and family income. The distribution of coverage by census tracts is heterogeneous, being the poorest coverage was generally lower socioeconomic strata. The BCG vaccine was the best coverage and there is a significant difference between the production data and data obtained by the inquiry, referring to all vaccines. Vaccination at 18 months (valid doses) are lower than desired, except for BCG (96% coverage). The vaccination coverage (valid doses), complete basic scheme for all the vaccine is only 51%. The survey data were a result far short when compared with administrative data. The data collected show that those recorded by official agencies overestimate the coverage of this population segment suggesting immunity in mass, a factor causing an erroneous false protection and demonstrates a failure in the evaluation of the service, and then other necessary strategies for monitoring actions of the National Immunization Program
Palavras-chave: Vacinação
Cobertura vacinal
Programas de Imunização
Vaccination
Immunization coverage
Immunization Programs
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::SAUDE MATERNO-INFANTIL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: saúde da mulher e saúde materno-infantil
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL
Citação: QUEIROZ, Lorena Lauren Chaves. HOUSEHOLD SURVEY ON THE COVER VACCINE SCHEDULE OF BASIC TO THE SECOND YEAR LIFE, SÃO LUÍS, MARANHÃO. 2011. 51 f. Dissertação (Mestrado em saúde da mulher e saúde materno-infantil) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2:8080/tede/handle/tede/1156
Data de defesa: 7-Out-2011
Aparece nas coleções:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
INQUERITO DE COBETURA VACINAL.pdf843,41 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.