Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1150
Tipo do documento: Dissertação
Título: PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS À DOR PÉLVICA CRÔNICA EM MULHERES DE SÃO LUÍS - MA
Título(s) alternativo(s): PREVALENCE AND FACTORS ASSOCIATED WITH CHRONIC PELVIC PAIN IN WOMEN OF SAO LUIS - MA
Autor: Coelho, Leidyane Silva Caldas 
Primeiro orientador: Brito, Luciane Maria Oliveira
Primeiro membro da banca: Garcia, João Batista Santos
Segundo membro da banca: Chein, Maria Bethânia da Costa
Resumo: INTRODUÇÃO: A dor pélvica crônica (DPC) é uma doença debilitante e de alta prevalência, com grande impacto na qualidade de vida e produtividade, além de custos significantes para os serviços de saúde. OBJETIVOS: Estimar a prevalência de DPC e os fatores associados às mulheres em São Luís-MA. METODOLOGIA: Foi realizado um estudo transversal durante 1 ano em São Luís com 1.470 mulheres acima de 14 anos e que já haviam tido a menarca. Utilizou-se um processo de amostragem sistemática. Foram tomadas mulheres das residências de ordem 3, o que correspondeu a entrevistar as mulheres da casa 1, pular duas casas novamente, e entrevistar as mulheres da casa seguinte, e assim por diante até obtermos o número de entrevistas suficientes e pré-definidas no dimensionamento amostral. A escolha dos bairros estudados foi realizada por meio de sorteio aleatório dos mapas dos bairros. O instrumento de coleta de dados foi um questionário preenchido pelo entrevistador. As variáveis quantitativas foram comparadas pelo teste t não pareado após a confirmação da distribuição de normalidade pelo teste Kolmogorov-Smirnov, enquanto o teste exato de Fisher ou teste do qui-quadrado foram utilizados para analisar as variáveis qualitativas. Inicialmente, foram selecionadas apenas as variáveis significativas identificadas com p < 0,10. Depois disso, os valores de 0 ou 1 foram dadas para a ausência ou presença de DPC. A regressão logística foi utilizada para identificar as variáveis significativas e independentes para estimar o impacto simultâneo destes fatores na avaliação de dor pélvica crônica e os resultados foram expressos por OR e IC 95%, considerando p <0,05. RESULTADOS: A prevalência de DPC foi de 19.3%. Na regressão logística, os fatores independentes associados com a DPC foram: cirurgia abdominal (OR 33.02; IC95% [16.8-64.7]); dispareunia (OR 5.0;IC95% [3.0 8.3]); dismenorréia (OR 2.6; IC95% [2.0 3.5]); etilismo (OR 1.7; IC95% [1.3 2.2]); cefaléia (OR 2.2; IC95% [1.7 2.9]; lombalgia (OR 2.2; IC95% [1.7 2.9]); ingestão de café (OR 0.18; IC95% [0.13 0.25]); incisão longitudinal (OR 200; IC95% [110-350]); incisão transversal (OR 18; IC95% [12- 28]); cesárea (OR 160; IC95% [96 270]); tabagismo (OR 1.7; IC95% [1.2 2.5]); doença inflamatória pélvica (OR 2.7; IC95% [1.9-3.8]); distensão abdominal (OR 1.5; IC95% [1.0-2.3]); sintomas urinários (OR 0.77; IC95% [0.59-1.0]) e drogas ilícitas (OR 3.4; IC95% [0.90-13]). CONCLUSÃO: A prevalência de DPC é alta e está associada à cirurgia abdominal, cesárea, incisões cirúrgicas longitudinal e transversal, dispareunia, dismenorréia, alcoolismo, tabagismo, cefaléia e lombalgia.
Abstract: BACKGROUND: Chronic pelvic pain (CPP) is a debilitating disease and highly prevalent, with great impact on quality of life and productivity, and significant costs to health services. OBJECTIVE: To estimate the prevalence of CPP and the factors associated with women in Sao Luís- MA. METHODS: A study cross-sectional was conducted during one year in São Luís with 1.470 women over 14 years and had already had menarche. We used a systematic sampling process. Women were taken from homes of order 3, which corresponded to interview women in a house, jumping two places again, and interview the women of the next house, and so on until we get the sufficient number of interviews, pre-written in the sizing sample. The choice of the neighborhoods studied was conducted by random drawing of maps of the neighborhoods. The instrument of data collect was a questionnaire completed by the interviewer. The quantitative variables were compared using unpaired t test after confirmation of normal distribution by Kolmogorov-Smirnov test, while Fisher's exact test or chi-square tests were used to analyze qualitative variables. We selected the significant variables identified (P<0.10). After that, values of 0 or 1 were given for the absence or presence of CPP. A logistic regression was used to identify the significant independent variables and to estimate the simultaneous impact of these factors on assessment of CPP and the results were expressed by OR and 95%IC, considering P<0.05. RESULTS: CPP prevalence was 19.3%. On logistic regression, the factors independently associated with CPP were: abdominal surgery (OR 33.02, 95%CI [16.8-64.7]), dyspareunia (OR 5.0, 95%CI [3.0-8.3]), dysmenorrhea (OR 2.6, 95%CI [ 2.0-3.5]), alcoholism (OR 1.7, 95%CI [1.3-2.2]), headache (OR 2.2, 95%CI [1.7-2.9], low back pain (OR 2.2, 95%CI [1.7-2.9]), coffee intake (OR 0.18; 95%CI [0:13 to 0:25]); incision (OR 200, 95%CI [110-350]), transverse incision (OR 18, 95%CI [12-28]), section (OR 160, 95%CI [96-270]), smoking (OR 1.7, 95%CI [1.2-2.5]), pelvic inflammatory disease (OR 2.7, 95%CI [1.9-3.8]), abdominal distension (OR 1.5, 95%CI [1.0-2.3] ) symptoms of bladder irritation (OR 0.77, 95%CI [0.59-1.0]) and illicit drugs (OR 3.4, 95%CI [0.90-13]). CONCLUSION: The prevalence of CPP is high and is associated with abdominal surgery, cesarean section, longitudinal and transverse incisions, dyspareunia, dysmenorrhea, alcoholism, headache and back pain.
Palavras-chave: dor pélvica
doença crônica
prevalência
pelvic pain
chronic disease
prevalence
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::SAUDE MATERNO-INFANTIL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: saúde da mulher e saúde materno-infantil
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL
Citação: COELHO, Leidyane Silva Caldas. PREVALENCE AND FACTORS ASSOCIATED WITH CHRONIC PELVIC PAIN IN WOMEN OF SAO LUIS - MA. 2010. 52 f. Dissertação (Mestrado em saúde da mulher e saúde materno-infantil) - Universidade Federal do Maranhão, São Luis, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2:8080/tede/handle/tede/1150
Data de defesa: 20-Dez-2010
Aparece nas coleções:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
LEIDYANE SILVA CALDAS COELHO.pdf546,28 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.