Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1131
Tipo do documento: Dissertação
Título: AVALIAÇÃO DA HISTÓRIA FAMÍLIAR POR HEREDOGRAMA EM CÂNCER DE MAMA
Título(s) alternativo(s): EVALUATION OF FAMILY HISTORY BY HEREDOGRAM IN BREAST CANCER
Autor: Ribeiro, Maria Hilda Araujo 
Primeiro orientador: Nascimento, Maria do Desterro Soares Brandão
Primeiro membro da banca: Silva, Raimundo Antonio da
Segundo membro da banca: Brito, Luciane Maria Oliveira
Resumo: O câncer familial compreende a agregação de alguns tipos de câncer sem um padrão de herança bem definido. A genética do câncer é um componente essencial da prática clínica em oncologia. No Brasil, o câncer de mama é a principal causa de morte em mulheres. No Maranhão, estudos sobre predisposição genética são necessários para investigar os índices de incidência e mortalidade. Avaliou-se o câncer familial, a partir dos antecedentes familiares de mulheres falecidas por câncer de mama, visando à construção de heredograma para identificar famílias com predisposição hereditária, aspecto de relevância no diagnóstico precoce de tumores. Foi realizado um estudo descritivo, observacional de uma amostra de conveniência a partir de 54 prontuários de mulheres falecidas por câncer de mama do Instituto Maranhense de Oncologia Aldenora Bello (IMOAB), no período de 2000 a 2007 em São Luís-MA. Investigou-se 54 prontuários de mulheres que foram a óbito por câncer de mama, com idade inferior a 60 anos e os respectivos parentes de primeiro e segundo graus. Demonstrou-se as características de distribuição das variáveis selecionadas sobre dados sócio-demográficos, tipos histopatológicos, estadiamento, sobrevida e heredogramas. Construiu-se heredogramas, tendo sido identificadas 18 famílias com relatos de casos de câncer. Esta pesquisa foi aprovada pelo CEP do Hospital Universitário da UFMA. Os dados foram analisados no Epi Info 2007. A idade média das pacientes ao diagnóstico foi 39,55 e ao óbito, 41,98 anos. A sobrevida global variou de 1 a 240 meses. Foi observado apenas um caso de parente acometido em 13 famílias e dois casos em três. Onze pacientes referiram casos em parentes de primeiro grau e quatro, de segundo grau. Onze pacientes com história familiar foram diagnosticadas em idade inferior a 39 anos e 4 tinham 50 anos ou mais. Os tumores identificados nas famílias compreenderam: câncer de pulmão, de próstata e melanoma. Dez famílias apresentaram dois ou mais casos ao longo de duas gerações, três tiveram dois ou mais casos na mesma geração e uma referiu três casos em três gerações. Dez famílias referiram acometimento somente em parentes de primeiro grau, três apenas em parentes de segundo grau e uma em ambos. Verificou-se 33,33% das pacientes estudadas apresentaram história familiar de câncer. Destas, mais da metade teve o diagnóstico em idade igual ou inferior a 39 anos, sugerindo possível relação entre idade precoce ao diagnóstico e frequência aumentada de casos na família, o que subsidia o estudo de câncer hereditário, favorecendo a implantação de biorepositório de amostras no Estado do Maranhão.
Abstract: Cancer familial includes some types of cancer aggregation without a well defined inheritance pattern. Cancer genetics is an essential component of clinical practice in oncology. In Brazil, breast cancer is the leading cause of death in women. In Maranhão, studies on genetic predisposition are needed to investigate the incidence and mortality rates. To evaluate the familial cancer from family history of women who died of breast cancer, the purpose of constructing pedigree to identify families with hereditary predisposition, relevant aspect in the early tumors diagnosis. This is a descriptive and observational study of a convenience sample from 54 medical records of the Instituto Maranhense de Oncologia Aldenora Bello on women who died of cancer, from 2000 to 2007 in São Luis, MA, Brazil. The data were analyzed using Epi Info 2007. It was investigated medical records of 54 women who died of breast cancer under the age of 60 years and their relatives of first and second grade. It was demonstrated the distribution characteristics of selected variables on socio-demographic data, histopathological type, stage, survival and pedigree. It was constructed pedigrees, have been identified 18 families with cancer cases reports. This study was approved by the UFMA Teaching Hospital s Research Ethics Committee. The patients average age at diagnosis and at the death was 39.55 and 41.98 years, respectively. Overall survival ranged from 1 to 240 months. We observed only one case of affected relatives in 13 families and two in three cases. Eleven patients reported cases in first degree relatives and four, in second degree relatives. Eleven patients with family history were diagnosed at the age of 39 years and 4 were 50 years or more. Tumors identified in families included: lung cancer, prostate cancer and melanoma. Ten families had two or more cases over two generations, three had two or more cases in the same generation, and one reported three cases in three generations. Ten families reported involvement only in first-degree relatives, only three second-degree relatives and one in both. It was verified that 33.33% of the patients studied had a cancer family history. Of these, more than half were diagnosed at age less than 39 years, suggesting a possible relationship between early age of cancer onset and increased frequency of cases in the family, which subsidizes the hereditary cancer study, promoting samples biorepositories implantation in the Maranhão State, Brazil.
Palavras-chave: Neoplasias da Mama
Genética
Epidemiologia
Breast Neoplasms
Genetics
Epidemiology
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::SAUDE MATERNO-INFANTIL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: saúde da mulher e saúde materno-infantil
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL
Citação: RIBEIRO, Maria Hilda Araujo. EVALUATION OF FAMILY HISTORY BY HEREDOGRAM IN BREAST CANCER. 2009. 97 f. Dissertação (Mestrado em saúde da mulher e saúde materno-infantil) - Universidade Federal do Maranhão, São Luis, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1131
Data de defesa: 18-Nov-2009
Aparece nas coleções:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
MARIA HILDA ARAUJO RIBEIRO.pdf866,2 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.