???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/961
Tipo do documento: Dissertação
Título: PALHA DA CARNAÚBA (Copernicia cerifera) COMO REMOVEDOR DOS CORANTES AZUL DE METILENO E CRISTAL VIOLETA
Título(s) alternativo(s): STRAW OF CARNAÚBA (Copernicia cerifera) AS REMOVAL OF DYES METHYLENE BLUE AND CRYSTAL VIOLET
Autor: Góes, Mauro Cosme de Carvalho 
Primeiro orientador: BEZERRA, Cícero Wellington Brito
Primeiro membro da banca: Marques, Aldaléa Lopes Brandes
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo avaliar a capacidade de adsorção da palha da carnaúba in natura para remoção dos corantes têxteis azul de metileno e cristal violeta, em de soluções aquosas. Inicialmente o adsorvente foi triturado, lavado, seco a 50ºC e peneirado, de modo que o tamanho dos grãos ficasse entre 0,088 0,177 mm. O estudo termogravimétrico mostrou que o material começa a sofrer degradação a partir de 150ºC. A difratometria de raio-x identificou que a matriz em estudo apresenta caráter amorfo com um índice de cristalinidade de 31,80 % e a espectroscopia na região do infravermelho revelou picos peculiares de materiais lignocelulósicos. Para o pHzpc obteve-se um valor próximo de 5,5. Observou-se que o pH interfere na adsorção dos dois corantes estudados. No estudo cinético, realizado a 25ºC, foi observado para os dois corantes o tempo de equilíbrio próximo de 120 min e um mecanismo compatível com a equação linearizada de segunda ordem (R2 = 0,999). O modelo intrapartícula também foi aplicado e três etapas foram notadas indicando a difusão e o equilíbrio dos corantes com o adsorvente. As isotermas foram construídas nas temperaturas de 25 a 55ºC. O aumento da temperatura proporcionou um aumento na quantidade adsorvida do cristal violeta e uma diminuição na quantidade adsorvida do azul de metileno. Os resultados revelaram uma quantidade máxima adsorvida igual a 0,294 mmol g-1 para o azul de metileno a 25ºC e 0,399 mmol g-1 para o cristal violeta a 55ºC. Os modelos de isotermas de Langmuir, Freundlich e Sips foram aplicados na avaliação dos resultados experimentais, sendo mais bem descritos pelo modelo de Sips (R2 = 1,000) para os dois corantes. Finalmente, os parâmetros termodinâmicos mostraram variação de entalpia negativa para o azul de metileno (H = - 1,929.10-2 kJ mol-1) e positiva para o cristal violeta (H = 2,259.10-2 kJ mol-1), aumento de entropia e diminuição de energia livre com o aumento da temperatura, tanto para o azul de metileno como para o cristal violeta.
Abstract: The aim of the present work was to evaluate the adsorptive capacity of carnauba straw in natura for removal of the textile dyes methylene blue and crystal violet, in aqueous solutions. Initially, the adsorbent was crushed, washed, dried at 50 ° C and sieved, so that the size of the grains come between 0.088 0.177 mm. The thermogravimetric study showed that the material begins to suffer from degradation at 150° C. The x-ray diffraction identified in the matrix and presents the amorphous with an index of crystallinity 31,80 % character study with infrared spectroscopy reveals peculiar peaks of lignocellulosic materials. For pHzpc obtained a value close to 5.5. It was observed that the pH interferes with adsorption of both dyes studied. In kinetic study, performed at 25 ° C was observed for the two dyes close to the equilibrium time of 120 min and a mechanism compatible with the linearized equation of second order (R2 = 0.9999). The model was also applied and intraparticle three stages were noted indicating that the diffusion and equilibration of the dyes with the adsorbent. The isotherms were constructed at temperatures from 25 to 55 ° C. The increase in temperature caused an increase in the adsorbed amount of crystal violet and a decrease in adsorbed amount of methylene blue. The isotherms models of Langmuir, Freundlich and Sips were applied in the evaluation of experimental results, and are best described by the Sips model (R2 = 1.0000) for the two dyes. Finally, the thermodynamic parameters showed negative enthalpy change for methylene blue (H = - 1,929.10-2 kJ mol-1), and positive for the crystal violet (H = 2,259.10-2 kJ mol-1), entropy increase and the free energy decrease with increasing temperature, for both the methylene blue as for the crystal violet.
Palavras-chave: Adsorção
Azul de metileno
Cristal violeta
Carnaúba
Adsorption
Methylene blue
Crystal violet
Carnauba
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: QUIMICA
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA/CCET
Citação: GÓES, Mauro Cosme de Carvalho. STRAW OF CARNAÚBA (Copernicia cerifera) AS REMOVAL OF DYES METHYLENE BLUE AND CRYSTAL VIOLET. 2013. 104 f. Dissertação (Mestrado em QUIMICA) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/961
Data de defesa: 13-Mar-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUIMICA

Files in This Item:
File SizeFormat 
Dissertacao Mauro.pdf1,8 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.