???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2679
Tipo do documento: Tese
Título: Violência psicológica contra adolescentes e Transtorno de Estresse Pós-traumático no Adolescente.
Título(s) alternativo(s): Psychological violence against adolescents and Posttraumatic Stress Disorder in Adolescents.
Autor: ÁLVARES, Livia Goreth Galvão Serejo 
Primeiro orientador: ALVES, Maria Teresa Seabra Soares de Britto e
Primeiro membro da banca: ALVES, Maria Teresa Seabra Soares de Britto e
Segundo membro da banca: DEL-BEN, Cristina Marta
Terceiro membro da banca: BRITO, Maria Helena Seabra Soares de
Quarto membro da banca: BATISTA, Rosângela Fernandes Lucena
Quinto membro da banca: SANTOS, Alcione Miranda dos
Resumo: Introdução: A violência psicológica é uma forma de abuso que nomeia agressões verbais ou gestuais com o objetivo de aterrorizar, rejeitar, humilhar a vítima, isolando-a do convívio social. É considerada como risco para o desenvolvimento de transtornos mentais, entre eles o Transtorno de Estresse Pós-Traumático. Contudo, ainda existe uma lacuna acerca dessa forma de violência, de maneira isolada, sobretudo na população de adolescentes. Objetivo: Analisar a ocorrência da violência psicológica contra adolescentes de uma coorte, associada ao desenvolvimento de Transtorno de Estresse Pós-Traumático. Métodos: Estudo transversal que utilizou dados de uma coorte, cujo seguimento, foi realizado em 2016. Com uma amostra de 2.515 adolescentes (18/19 anos) que responderam ao questionário autoaplicado onde foram abordados aspectos individuais, familiares, sociais e presença de eventos estressores, além do instrumento validado para ocorrência de violência psicológica. Foi utilizada a modelagem hierarquizada para analisar os fatores associados à violência psicológica em três blocos (fatores socioeconômicos e demográficos, fatores estruturais da família e do adolescente, além de fatores comportamentais). O Gráfico Acíclico Direcionado foi utilizado para construção do modelo teórico, controle dos fatores de confundimento e seleção das variáveis de ajuste. Para se obter a homogeneidade dos grupos de comparação em relação às variáveis, foi utilizado o Escore de Propensão como método para inferência causal, estimado pela regressão logística binária com o método de verossimilhança. Resultados: ARTIGO 1: Adolescentes do sexo feminino sofreram mais violência psicológica severa (OR: 1,38; IC 95%: 1,12-1,71). Possuir atividade laboral, uso de álcool e drogas ilícitas, além de insegurança no local onde reside, estiveram associados às duas formas de violência psicológica (moderada e severa). ARTIGO 2: A prevalencia de violência psicológica severa foi 30,3%. Observou-se associação da violência severa com o Transtorno de Estresse Pós-traumático nas duas análises realizadas, porém, a magnitude no modelo estruturado pelo Escore de Propensão (OR:1,97; IC95%: 1,08-3,56) indicou ajuste da medida de associação da análise bruta (OR:3,40; IC95%: 2,03-5,69). Conclusão: A ocorrência de violência psicológica entre os adolescentes foi elevada. Em sua forma mais severa, as mulheres inseridas no mercado de trabalho, com hábitos de vida não saudáveis são as principais vítimas. A violência psicológica severa é um importante fator associado ao desenvolvimento de Transtorno de Estresse Pós-traumático.
Abstract: Introduction: Psychological violence is a form of abuse that names verbal or gestural aggressions in order to terrorize, reject, humiliate the victim, and isolate them from social interaction. It is considered as a risk for the development of mental disorders, among them the Post Traumatic Stress Disorder. However, there is still a gap on this form of violence, in isolation, especially in the adolescent population. Objective: To analyze the occurrence of psychological violence against adolescents in a cohort associated with the development of Posttraumatic Stress Disorder. Methods: A cross-sectional study using data from a cohort, followed up in 2016. With a sample of 2,515 adolescents (18/19 years old) who answered the self-administered questionnaire, where individual, family, social and presence aspects were addressed stressors, in addition to the instrument validated for the occurrence of psychological violence. Hierarchical modeling was used to analyze the factors associated with psychological violence in three blocks (socioeconomic and demographic factors, family and adolescent structural factors, as well as behavioral factors). The Directed Acyclic Graph was used to construct the theoretical model, control of confounding factors and selection of adjustment variables. In order to obtain the homogeneity of the comparison groups in relation to the variables, the Propensity Score was used as a method for causal inference, estimated by binary logistic regression with the likelihood method. Results: ARTICLE 1: Female adolescents suffered more severe psychological violence (OR: 1.38, 95% CI: 1.12-1.71). Possessing work, alcohol and illicit drug use, and insecurity in the place where he / she lives were associated with both forms of psychological violence (moderate and severe). ARTICLE 2: The prevalence of severe psychological violence was 30.3%. Severe violence was associated with Posttraumatic Stress Disorder in both analyzes, but the magnitude in the model structured by the Propensity Score (OR: 1.97; 95% CI: 1.08-3.56) indicated adjustment of the association measure of the crude analysis (OR: 3.40; 95% CI: 2.03-5.69). Conclusion: The occurrence of psychological violence among adolescents was high. In their most severe form, women ntering the labor market with unhealthy living habits are the main victims. Severe psychological violence is an important factor associated with the development of Posttraumatic Stress Disorder.
Palavras-chave: Adolescentes; Violência psicológica; Transtorno de Estresse Pós-Traumático
Adolescents; Psychological violence; Post-Traumatic Stress Disorder
Área(s) do CNPq: Saúde Publica.
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE SAÚDE PÚBLICA/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/CCBS
Citação: ÁLVARES, Livia Goreth Galvão Serejo. Violência psicológica contra adolescentes e Transtorno de Estresse Pós-traumático no Adolescente.. 2019. 138 folhas. Tese( Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2679
Data de defesa: 25-Feb-2019
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Livia Goreth Galvão S. Alves.pdfTese de Doutorado.6,48 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.