???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2613
Tipo do documento: Dissertação
Título: Influência do leite materno sobre a população de Lactobacillus spp. nas fezes de recém-nascidos
Título(s) alternativo(s): Influence of breast milk on the population of Lactobacillus spp. in newborn feces
Autor: ROCHA, Carla Cunha 
Primeiro orientador: MONTEIRO NETO, Valério
Primeiro membro da banca: MONTEIRO NETO, Valério
Segundo membro da banca: ABREU JUNIOR, Afonso Gomes
Terceiro membro da banca: MONTEIRO, Cristina de Andrade
Quarto membro da banca: SILVA, Lucilene Amorim
Resumo: Durante o aleitamento materno várias espécies de bactérias presentes no leite podem ser transmitidas ao recém-nascido. Entre estas bactérias, muitas espécies de Lactobacillus apresentam um papel relevante como probióticos e são consideradas importantes para a saúde da criança. Assim, este estudo teve como objetivo investigar a influência do aleitamento materno na população fecal de Lactobacillus de recém-nascidos nos três períodos de lactação (colostro, leite de transição e leite maduro), analisando o potencial probiótico de Lactobacillus. Dezoito mães e seus respectivos recém-nascidos foram selecionados para o estudo. Todos nasceram por parto normal e todas tiveram gestação a termo. Colônias bacterianas com características fenotípicas semelhantes à Lactobacillus tiveram o seu material genético extraído e submetido a Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) com iniciadores para a região 16S rRNA específico para o gênero. Adicionalmente, reações de PCR com iniciadores específicos para a identificação dos isolados em nível de espécie foram utilizadas. No processo de isolamento bacteriano, as amostras fecais apresentaram as maiores contagens de Lactobacillus em comparação às do leite materno, independentemente do estágio de lactação. Espécies bacterianas, incluindo Lactobacillus casei, Lactobacillus paracasei, Lactobacillus animalis, Lactobaciilus fermentum e Lactobacillus rhamnosus, oriundas de fezes dos recém-nascidos e amostras de leite materno mostraram perfis de tolerância, quando submetidos aos testes do pH ácido, ação da lisozima e de sais biliares. Essas espécies foram capazes de se ligar à mucina e também apresentaram atividade antagônica contra Escherichia coli enteropatogênica (EPEC). Os resultados obtidos mostraram que as espécies bacterianas exibiram potencial probiótico. Além disso, observou-se que ocorreu a manutenção de Lactobacillus spp., na microbiota intestinal durante todos os estágios da lactação. A maior quantidade de Lactobacillus nas amostras fecais sugere que o trato intestinal representa um ecossistema adequado para colonização por Lactobacillus. Os resultados do estudo mostraram que a amamentação exclusiva é um fator importante para a transferência de bactérias do gênero Lactobacillus para os recém-nascidos.
Abstract: During breastfeeding several species of bacteria present in milk can be transmitted to the newborn. Among these bacteria, many species of Lactobacillus play a relevant role as probiotics and are considered important for the child's health. The objective of this study was to investigate the influence of breastfeeding on the fecal population of Lactobacillus of newborns in the three lactation periods (colostrum, transitional milk and mature milk), analyzing the probiotic potential of Lactobacillus. Eighteen mothers and their respective newborns were selected for the study. All were born by normal birth and all had full term gestation. Bacterial colonies with phenotypic characteristics similar to Lactobacillus had their genetic material extracted and submitted to Polymerase Chain Reaction (PCR) with primers for the 16S rRNA region specific for the genus. In addition, PCR reactions with specific primers to identify species-level isolates were used. In the bacterial isolation process, the faecal samples had the highest Lactobacillus counts in comparison to the breast milk, regardless of the stage of lactation. Bacterial species, including Lactobacillus casei, Lactobacillus paracasei, Lactobacillus animalis, Lactobacillus fermentum and Lactobacillus rhamnosus, from faeces of the newborns and samples of breast milk showed tolerance profiles when submitted to acid pH, lysozyme and salts biliary. These species were able to bind to mucin and also presented antagonistic activity against Enteropathogenic Escherichia coli (EPEC). The results showed that the bacterial species exhibited probiotic potential. In addition, maintenance of Lactobacillus spp. Was observed in the intestinal microbiota during all stages of lactation. The greater amount of Lactobacillus in fecal samples suggests that the intestinal tract represents an ecosystem suitable for colonization by Lactobacillus. The results of the study showed that exclusive breastfeeding is an important factor for the transfer of bacteria of the genus Lactobacillus to the newborns.
Palavras-chave: Lactobacillus
Probióticos
Amamentação
Recém-nascido
Lactobacillus
Probiotics
Breast-feeding
Newborn
Área(s) do CNPq: Microbiologia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE/CCBS
Citação: ROCHA, Carla Cunha. Influência do leite materno sobre a população de Lactobacillus spp. nas fezes de recém-nascidos. 2018. 72 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2613
Data de defesa: 27-Dec-2018
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CarlaCunhaRocha.pdfDissertação de Mestrado1,46 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.