???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2599
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo da prevalência de alterações estomatológicas e o perfil da condição de saúde bucal dos pacientes que vivem com HIV/AIDS, atendidos nas unidades de referência em São Luís – MA
Título(s) alternativo(s): Study of the prevalence of stomatological alterations and the profile of the oral health condition of patients living with HIV / AIDS, attended at the reference units in.
Autor: CARVALHO, Célia Cristina Vieira 
Primeiro orientador: ALVES, Maria Teresa Seabra Soares de Britto e
Primeiro membro da banca: ALVES, Maria Teresa Seabra Soares de Britto e
Segundo membro da banca: THOMAZ, Érika Bárbara Abreu Fonseca
Terceiro membro da banca: SILVA, Raimundo Antônio da
Quarto membro da banca: RIBEIRO, Cecília Cláudia Costa
Resumo: Este estudo tem por objetivo estimar a prevalência das alterações bucais em pessoas que estão vivendo com HIV/aids que foram atendidas nas unidades de referência do município de São Luís do Maranhão, no período de abril a agosto de 2007, além disso, traçar o perfil da condição de saúde bucal dessas pessoas, testando a associação entre a freqüência da manifestação de alteração estomatológica ou bucal com as variáveis sócio-demográfica e a condição de saúde bucal, bem como o uso da terapia anti-retroviral. Foram analisados dados de uma amostra constituída por 128 pessoas. O maior percentual de pessoas que vivem com HIV/aids entrevistadas e examinadas neste estudo foram do sexo masculino numa freqüência de 58,6%, e a maioria (52,3%), está vivendo com a doença a um e cinco anos. Estão em primeira consulta ou em seguimento 97,7% das pessoas, recebendo medicação anti-retroviral (80,5%) tripla (47,5%). Das pessoas ouvidas 36,7%, relataram ter observado algum tipo de alteração bucal, sendo que o maior percentual (36,2%), de alteração citado foi em forma de lesões vésico-bolhosas, 61,7%, consideraram as alterações observadas, pequenas, que não provocaram dor em 53,2% das vezes. O maior percentual de examinados relatou ter necessidade de algum tratamento odontológico (54,6%), embora 98,4% das pessoas quando questionadas, disseram escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia. Ficou constatado que o maior número de pessoas que vivem com HIV e aids por estarem em consulta médica de primeiro atendimento ou em seguimento, mostra menor prevalência em alterações bucais. Das lesões encontradas no momento do exame clínico, a mais freqüente foi mancha hipercromática ou hipermelânica na borda lateral da língua em 33,3% das vezes.
Abstract: This study proposes to show the prevalence of oral changes in people who are living with HIV / aids who have been attending the unit of reference in Sao Luis do Maranhão, in the period April to August 2007. Furthermore, the profile was also checked the condition of oral health of these people. The main results showed that the largest number of people living with HIV / aids is male (58.6%), and most are living with the disease between one and five years. Also the majority is being followed (97.7%), receiving anti-retroviral (80.5%) three (47.5%). Only 36.7% of people who are living with HIV / aids discussed at two units of reference where the research was conducted, showed at some point some type of oral amendment, which 36.2% represents the largest number of change in form bubbles, small (61.7%), the largest percentage (53.2%) reported not feel pain. The largest percentage of examined showed need of some devzntal treatment (54.6%), while 98.4% of people examined when questioned, said brushing your teeth at least three times a day. It was found that the largest number of people living with HIV and aids by being in ambulatory monitoring shows lower prevalence in oral amendments. Those who had any injury was the biggest percentage hipercromática spots at the edge side of the tongue (33.3%) and its profile of oral health is therefore similar to that of the population that does not live with HIV and aids.
Palavras-chave: Aids
Alterações estomatológicas
Lesões orais
Saúde bucal
Aids
Changes stomatologic
Oral lesions
Oral health
Área(s) do CNPq: Odontologia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE MEDICINA I/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE/CCBS
Citação: CARVALHO, Célia Cristina Vieira. Estudo da prevalência de alterações estomatológicas e o perfil da condição de saúde bucal dos pacientes que vivem com HIV/AIDS, atendidos nas unidades de referência em São Luís – MA. 2008. 85 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2599
Data de defesa: 26-Mar-2008
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CéliaCarvalho.pdfDissertação de Mestrado2,91 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.