???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2357
Tipo do documento: Tese
Título: Idade Materna, Desfechos Perinatais Adversos e Gravidez na Adolescência. Resultados da Coorte BRISA.
Título(s) alternativo(s): Maternal Age, Adverse Perinatal Outcomes and Adolescent Pregnancy. Results in a birth cohort (BRISA).
Autor: FIGUEIRÊDO, Eduardo Durans 
Primeiro orientador: LAMY FILHO, Fernando
Primeiro membro da banca: LAMY FILHO, Fernando
Segundo membro da banca: PACHECO, Marcos Antônio Barbosa
Terceiro membro da banca: NINA, Vinicius José da Silva
Quarto membro da banca: SIMÕES, Vanda Maria Ferreira
Quinto membro da banca: ALVES, Maria Teresa Seabra Soares De Britto e
Resumo: A importância da idade materna sobre os desfechos perinatais tem sido objeto de vários estudos ao longo do tempo. A gravidez na adolescência e a gravidez após 35 anos tem sido associadas a desfechos perinatais desfavoráveis. Gestações que acontecem nos extremos da vida reprodutiva merecem atenção especial. Objetivos – Verificar a associação entre diferentes faixas etárias maternas e os desfechos: nascimento pré-termo e restrição de crescimento intrauterino e verificar a mudança das características que podem influenciar a proporção de grávidas adolescentes em São Luís – MA. Metodologia – Estudo comparativo entre duas coortes de nascimentos em São Luís – MA, a primeira em 1997 e a segunda em 2010, onde foram estudadas características das gestações e dos nascimentos. Para descrição utilizou-se medidas de frequência e intervalo de confiança de 95%. Em modelo de regressão logística múltipla foi calculado o odds-ratio da idade materna em relação aos desfechos: nascimento pré-termo e restrição de crescimento intrauterino, ajustado para outras variáveis. As variações observadas entre as coortes foram avaliadas através de testes do qui-quadrado. Um p-valor <0.05 foi considerado significante estatisticamente. Resultados – Observou-se uma maior prevalência de parto pré-termo em mulheres de 12 a 15 anos (OR=1,65 p=0,044) quando comparadas àquelas entre 20 e 35 anos. Também verificou-se aumento entre as mulheres de 16 a 19 anos (OR=1,33 p=0,013). Entre as maiores de 35 anos, o aumento na prevalência de parto pré-termo apresentou significância limítrofe (OR=1,39 p=0,055). Não houve associação entre a faixa etária da mãe e o aumento da restrição de crescimento intrauterino. Observou-se diminuição no percentual de mães adolescentes, de 29,4% em 1997, para 18,7% em 2010. Esta diminuição aconteceu tanto na faixa etária de 12 a 15 anos, (3,6% para 2,2%), quanto na faixa de 16 a 19 anos, (25,8% para 16,4%). A proporção de mães adolescentes com escolaridade adequada para a idade aumentou de 14,0% em 1997 para 42,3% em 2010 (p<0,001), aumento observado tanto entre as adolescentes precoces quanto entre as adolescentes tardias. Conclusões – A prevalência de nascimento pré-termo foi maior entre as gestantes adolescentes. Não houve associação entre a idade materna e a restrição de crescimento intrauterino. De 1997 para 2010, diminuiu o percentual de grávidas adolescentes e aumentou a proporção de adolescentes com escolaridade adequada para a idade.
Abstract: The importance of maternal age on perinatal outcomes has been subject of several studies over the years. Teenage pregnancy and pregnancy after the age of 35 has been associated with adverse perinatal outcomes. Pregnancies that occur at the extremes of reproductive life deserve special attention. Objectives – To verify the association between different maternal ages and perinatal outcomes: preterm birth and intrauterine growth restriction and to verify the changing of characteristics which can influence the proportion of teenage pregnants in the city of São Luís – Maranhão - Brazil. Methodology – Comparative study of two birth cohorts held in the city of São Luís - MA, the first one in 1997 and second one in 2010, where pregnancy and birth characteristics were studied. Frequency and 95% confidence interval were used for description. Multiple logistic regression model was used to asses adjusted oddsratio of maternal age associated to outcomes: preterm birth and intrauterine growth restriction. Variations between cohorts were evaluated using chi-square test. A p-value <0.05 was considered statistically significant. Results - Multivariate analysis showed a statistically significant increase in the prevalence of preterm birth in early teenage mothers (OR=1.65 p=0.044) compared to those aged 20-35 years. Also an increased prevalence of preterm birth was observed among late teenage mothers (OR=1.33 p=0.013). Among those with advanced maternal age (over 35 years), despite the increase in the prevalence of preterm birth, there was borderline statistical significance (OR=1.39) (p=0.055). There was no association between maternal age and the increased prevalence of intrauterine growth restriction. There was a decrease in the percentage of adolescent mothers, from 29.4% in 1997 to 18.7% in 2010. This decrease occurred both in the age group 12-15 years, fell from 3.6% to 2, 2%, as in the range of 16 to 19, from 25.8% to 16.4%. Proportion of teenage mothers with adequate schooling to age had a significant increase from 14.0% in 1997 to 42.3% in 2010 (p<0.001). This increase was observed both among early and late adolescents. Conclusion – Prevalence of preterm birth was higher among early and late teenage mothers. Maternal age was not an independent associated factor for intrauterine growth restriction. From 1997 till 2010 there was a decrease in the percentage of teenage pregnants and an increase in the proportion of teenagers with adequate schooling to age.
Palavras-chave: idade materna; nascimento pré-termo; restrição de crescimento intrauterino; gravidez na adolescência; escolaridade
maternal age; preterm birth; intrauterine growth restriction; teenage pregnancy; adequate schooling to age
Área(s) do CNPq: Ginecologia e Obstetrícia.
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE MEDICINA III/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/CCBS
Citação: FIGUEIRÊDO, Eduardo Durans. Idade Materna, Desfechos Perinatais Adversos e Gravidez na Adolescência. Resultados da Coorte BRISA.. 2015. 80 folhas. Tese( Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva/CCBS) - Universidade Federal do Maranhão,São Luís.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2357
Data de defesa: 24-Mar-2015
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Eduardo Durans.pdfTese de Doutorado.2,67 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.