???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2098
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeito in vitro do veneno do escorpião Tityus serrulatus na indução da polarização de macrófagos para o perfil M1
Título(s) alternativo(s): In vitro effect of Tityus serrulatus scorpion venom on induction of macrophage polarization to M1 profil
Autor: SOUSA, Kelly Portela 
Primeiro orientador: PEREIRA, Paulo Vitor Soeiro
Primeiro membro da banca: REIS, Aramys Silva dos
Segundo membro da banca: SILVA, Lucilene Amorim
Terceiro membro da banca: SANTOS, Ana Paula Silva de Azevedo dos
Resumo: A ativação de macrófagos por produtos naturais vem sendo estudada no desenvolvimento ou resolução de diferentes condições patológicas, como uma possibilidade terapêutica imunomoduladora. Uma vez que o veneno do escorpião Tityus serrulatus (vTs) apresenta potencial ativador e modulador das repostas desses fagócitos, o objetivo deste estudo foi avaliar a polarização de macrófagos murinos tratados com vTs. Para tanto, células de linhagem RAW 264.7 foram estimuladas com vTs (0,1; 1; 10 µg/mL) e/ou LPS (10 µg/mL) por 24 e 48 horas. Após esses tratamentos, foi avaliada: a capacidade fagocítica dessas células frente a partículas de Zymosan (10:1) e Escherichia coli-GFP (10:1); a produção de óxido nítrico (NO), peróxido de hidrogênio (H2O2), e citocinas (IL-6, TNF-α, MCP-1 e IL12); e a caracterização imunofenotípica (CD80, CD86 e iNOS). O tratamento com o vTs aumentou o potencial fagocítico das células RAW em relação ao Zymosan e E. coli. Apesar de ter induzido maior atividade microbicida das células RAW, o tratamento com vTs não induziu, por si só, a produção de NO. No entanto, os grupos estimulados com vTs e LPS, mostraram aumento de NO. Diferente da geração de NO, a produção de H2O2 aumentou em todos os grupos de tratamento com o vTs. O veneno induziu a produção de citocinas pró-inflamatórias, mostrando maiores índices para TNF-α e MCP-1. As células estimuladas com veneno, ou veneno e LPS, exibiram um aumento na expressão de CD86 e iNOS. E, de forma significativa, os tratamentos com o vTs apresentaram padrão de resposta semelhante ou superior ao mostrado pelos macrófagos M1, em todos os parâmetros avaliados. Desse modo, nossos dados nos permitem afirmar que o veneno de T. serrulatus apresenta ação ativadora sobre os macrófagos RAW 264.7. Ainda, sugerimos que o tratamento com o veneno de T. serrulatus mostra potencial indutor de polarização para o perfil M1 de resposta.
Abstract: Macrophage activation by natural products has been studied in development or resolution of several pathological conditions, as an immunomodulatory therapeutic possibility. Since Tityus serrulatus scorpion venom (vTs) showed potential to activate and modulate these phagocytes response, this study aimed to evaluate murine macrophages polarization after treatment with vTs. For this, RAW 264.7 lineage cells were stimulated with vTs (0.1; 1; 10 μg / mL) and / or LPS (10 μg / mL) for 24 and 48 hours. After these treatments, we evaluated Zymosan particles (10: 1) and Escherichia coli-GFP (10: 1) phagocytosis, nitric oxide (NO), hydrogen peroxide (H2O2) and Cytokines (IL-6, TNF-α, MCP-1 and IL-12) production, and immunophenotypic characterization (CD80, CD86 and iNOS). Treatment with vTs was increased RAW cells phagocytic potential to Zymosan and E. coli. Although RAW cells increased microbicidal activity, vTs, alone, treatment did not induce NO production. However, groups stimulated with vTs plus LPS showed increased NO. Different from NO generation, all groups treated with vTs showed a stimulation of H2O2 production. The venom induced proinflammatory cytokines production, showing higher release of TNF-α and MCP-1. RAW cells stimulated with venom, or venom and LPS, showed an increase in CD86 and iNOS expression. Significantly, vTs treatment presented a response pattern similar or superior to that showed by M1 macrophages, in all evaluated parameters. Thus, our data allow us to affirm that T. serrulatus scorpion venom can activate RAW 264.7 macrophages. Furthermore, we suggest that treatment with T. serrulatus venom induces polarization for a M1 response profile.
Palavras-chave: Modulação
E. coli
Fagocitose
Atividade microbicida
Citocinas
Modulation
Phagocytosis
Microbicidal activity
Cytokines
Área(s) do CNPq: Imunologia Celular
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE MEDICINA II/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE/CCBS
Citação: SOUSA, Kelly Portela. Efeito in vitro do veneno do escorpião Tityus serrulatus na indução da polarização de macrófagos para o perfil M1. 2017. 80 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2098
Data de defesa: 11-May-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KellyPortela.pdfDissertação3,73 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.