???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2027
Tipo do documento: Dissertação
Título: A inflação como fenômeno real e monetário: distintas visões a partir da ortodoxia e heterodoxia econômica
Título(s) alternativo(s): Inflation as a real and monetary phenomenon: different views from orthodoxy and economic heterodoxy
Autor: PINTO JUNIOR, Erivam de Jesus Rabelo 
Primeiro orientador: PAULA, Ricardo Zimbrão Affonso de
Primeiro coorientador: BRITO, Alexsandro Sousa
Primeiro membro da banca: PAULA, Ricardo Zimbrão Affonso de
Segundo membro da banca: MOURA, João Gonsalo de
Terceiro membro da banca: SANTOS, Alan Vasconcelos
Resumo: As relações de causa e efeito entre as variações da demanda agregada e da inflação são distintas e dependem da abordagem teórica adotada para o exame do processo inflacionário. Nem sempre o excesso de demanda é a fonte primeira de inflação. Em determinados casos, a dinâmica inflacionária pode ser analisada a partir de algumas variáveis que, ao gerar aumentos de custos, causam aumento do nível geral de preços. A abordagem convencional admite que o equilíbrio no mercado de trabalho é essencialmente automático e que a inflação é sempre consequência do excesso de demanda. A partir desse diagnóstico, conclui que o papel da autoridade monetária é controlar a demanda para um nível que corresponda à taxa de desemprego não aceleradora da inflação, através da manipulação da taxa de juros. Para a abordagem Pós-Keynesiana, essa visão só pode ser construída a partir da ideia de que a moeda é endógena e não neutra, o que permite enxergar a inflação não como resultante do excesso de demanda, mas que o crescimento da moeda pode ter sido antecedido pelo crescimento dos custos da economia. Por outro lado, a abordagem do Conflito Distributivo busca entender o processo inflacionário a partir do ambiente social e político de uma economia, considerando quais são as ações e reações dos diversos grupos que a compõem e a maneira como cada grupo toma iniciativa na intenção de defender sua participação na renda. A formação do nível geral de preços ocorre de forma distinta daqueles que refletem a escassez de fatores de produção e a partir dessa análise, os elementos ortodoxos que associam o processo inflacionário a um ambiente de excesso de demanda não se faz presente. Esta pesquisa apresenta uma narrativa teórica de como a abordagem ortodoxa considera que o excesso ou a aceleração da demanda é capaz de causar inflação e, diante de tal diagnostico, como ela deve ser combatida, seguida da discussão intervencionista, que adiciona a endogeneidade da moeda na análise do processo inflacionário e que considera que a inflação pode ocorrer mesmo antes da demanda alcançar o nível de pleno emprego. Posteriormente, procura delinear o surgimento do pensamento Estruturalista, que se opôs às teorias dominantes e que buscou entender a dinâmica inflacionária nos países LatinoAmericanos a partir de suas especificidades. Tais teóricos ofereceram as bases para a abordagem que é analisada subsequentemente, a do Conflito Distributivo. Para isso, a pesquisa trata de expor as variáveis reais de custo que são utilizadas para analisar a dinâmica inflacionária de uma economia em determinado período temporal, depois uma comparação de como as abordagens expostas divergem e convergem em relação à análise da dinâmica inflacionária e os mecanismos que devem ser adotados em busca do equilíbrio do nível geral de preços.
Abstract: The cause and effect relationships between the variations in aggregate demand and inflation are distinct and depend on the theoretical approach adopted for the examination of the inflationary process. Excess demand is not always the prime source of inflation. In some cases, the inflation dynamics can be analyzed from some variables that, when generating cost increases, cause an increase in the general level of prices. The conventional approach admits that equilibrium in the labor market is essentially automatic and that inflation is always a consequence of excess demand. From this diagnosis, he concludes that the role of the monetary authority is to control the demand to a level that corresponds to the non-accelerating unemployment inflation rate, through the manipulation of the interest rate. For the Post-Keynesian approach, this view can only be constructed from the idea that money is endogenous and not neutral, which allows one to see inflation not as a result of excess demand, but that the growth of the currency may have been growth of economic costs. On the other hand, the Distributive Conflict approach seeks to understand the inflationary process from the social and political environment of an economy, considering what are the actions and reactions of the various groups that comprise it and the way in which each group takes initiative in the intention to defend income. The formation of the general level of prices occurs in a different way from those that reflect the scarcity of factors of production and from this analysis, the orthodox elements that associate the inflationary process with anenvironment of excess demand is not present. This research presents a theoretical narrative of how the orthodox approach considers that excess or acceleration of demand is capable of causing inflation and, in the face of such a diagnosis, how it should be combated, followed by interventionist discussion, which adds the endogeneity of money in the analysis of the inflationary process and which considers that inflation can occur even before demand reaches the level of full employment. Subsequently, it seeks to delineate the emergence of Structuralist thought, which opposed dominant theories and sought to understand the inflationary dynamics in Latin American countries from their specificities. Such theorists have provided the basis for the approach that is subsequently analyzed, that of Distributive Conflict. For this, the research tries to expose the real cost variables that are used to analyze the inflationary dynamics of an economy in a given time period, then a comparison of how the approaches exposed diverge and converge in relation to the analysis of inflationary dynamics and the mechanisms which must be adopted in pursuit of the equilibrium of the general level of prices.
Palavras-chave: Economia Monetária;
Inflação;
Inflação de Custos;
Monetary Economics;
Inflation;
Cost-Push Inflation.
Área(s) do CNPq: Economia Monetária e Fiscal
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE ECONOMIA/CCSO
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO SOCIOECONOMICO/CCSO
Citação: PINTO JUNIOR, Erivam de Jesus Rabelo. A inflação como fenômeno real e monetário: distintas visões a partir da ortodoxia e heterodoxia econômica. 2017. 119 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconomico/CCSO) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/2027
Data de defesa: 22-Jun-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE POS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO SOCIOECONOMICO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ErivamPintoJunior.pdfDissertação de Mestrado1,09 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.