???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1959
Tipo do documento: Tese
Título: A obesidade e o advento da etnofarmacologia como base para o tratamento
Título(s) alternativo(s): OBESITY AND THE ADVENT OF ETHNOPHARMACOLOGY AS A BASIS FOR THE TREATMENT
Autor: FREITAS JUNIOR, Luciano Mamede de 
Primeiro orientador: ALMEIDA JUNIOR, Eduardo Bezerra de
Primeiro membro da banca: ALBUQUERQUE, Ulysses Paulino de
Segundo membro da banca: LIMA NETO, Lídio Gonçalves
Terceiro membro da banca: MORAES, Denise Fernandes Coutinho
Quarto membro da banca: MACIEL, Márcia Cristina Gonçalves
Resumo: Atualmente a obesidade representa uma epidemia global, com prevalência aumentando especialmente em países em desenvolvimento e na população jovem, exigindo tratamento eficaz e seguro no controle e combate, visando melhorar a qualidade de vida, minimizando a ocorrência das co-morbidades e letalidade. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária/Ministério da Saúde, mediante determinações normativas, tem restringido drasticamente a comercialização dos fármacos sintéticos, tendo como consequência o uso de diversas condutas como alternativas para a cura e/ou diminuição dos agravos da doença, com destaque ao uso de plantas. Embora o emprego popular de espécies vegetais para fins terapêuticos represente prática milenar, é fundamental o uso das abordagens etnobotânica e etnofarmacológica, importantes ferramentas na seleção de plantas para pesquisa e desenvolvimento de novas opções terapêuticas, assim evitando ou diminuindo os prováveis riscos e perigos do uso irracional das plantas para a saúde. Desta forma, esta proposta objetivou realizar estudo sobre as plantas utilizadas como antiobesidade e o advento da etnofarmacologia como base para o tratamento. A primeira parte do estudo consistiu na elaboração de um artigo de revisão para compilar as espécies mundialmente citadas o tratamento de obesidade e, paralelamente, foi realizado um inquérito local nas feiras e mercados de São Luís, Maranhão, Brasil, para avaliação das plantas utilizadas para o tratamento da obesidade indicadas pelos feirantes; a segunda etapa, resultou na coleta e identificação das espécies vegetais referenciadas no inquérito etnofarmacológico como utilizadas no tratamento da obesidade. Os dados obtidos foram apresentados em dois artigos científicos, como segue: o primeiro artigo trata-se de um levantamento bibliográfico das espécies vegetais utilizadas no tratamento da obesidade e teve seus resultados publicados no American Journal of Translational Research; o segundo artigo que trata dos resultados do inquérito etnofarmacológico realizado junto aos comerciantes de plantas medicinais que foi submetido ao American Journal of Translational Research. Com os resultados, foi possível realizar uma ampla revisão dos estudos que relatam plantas para o tratamento da obesidade, assim como destacar o perfil da população em estudo no inquérito etnofarmacológico; resgatar o conhecimento popular sobre espécies vegetais empregadas em obesidade; investigar a forma de utilização; identificar as espécies referidas; registrar e documentar aspectos etnobotânicos, etnofarmacológicos e de toxicidade; comparar a informação popular da propriedade terapêutica atribuída às espécies vegetais inventariadas aos dados científicos e registrados na literatura especializada.
Abstract: Currently, obesity represents a global epidemic, with prevalence increasing especially in developing countries and the young population, requiring effective and safe treatment and control in order to improve quality of life, minimizing the occurrence of comorbidities and lethality. The National Health Surveillance Agency / Ministry of Health, through normative determinations, has drastically restricted the commercialization of synthetic drugs, with the consequence of the use of several conduits as alternatives for curing and / or reducing the diseases, with emphasis on the use of plants. Although the popular use of plant species for therapeutic purposes represents a millennial practice, the use of ethnobotanical and ethnopharmacological approaches, important tools in the selection of plants for research and development of new therapeutic options, is essential, thus avoiding or diminishing the probable risks and dangers of the use of plants for health. In this way, this proposal aimed to study the plants used as antiobesity and the advent of ethnopharmacology as a basis for treatment. The first part of the study consisted in the elaboration of a review article to compile the world-known species the treatment of obesity and, in parallel, a local survey was carried out in the fairs and markets of São Luis, Maranhão, Brazil, to evaluate the plants used for the treatment of obesity indicated by the marketers; the second stage resulted in the collection and identification of the plant species referenced in the ethnopharmacological survey as used in the treatment of obesity. The data obtained were presented in 2 scientific articles, as follows: the first article is a bibliographical survey of the plant species used in the treatment of obesity and had its results published in the American Journal of Translational Research; The second article dealing with the results of the ethnopharmacological survey conducted with the traders of medicinal plants submitted to the American Journal of Translational Research. With the results, it was possible to carry out a broad review of the studies reporting plants for the treatment of obesity, as well as to highlight the profile of the study population in the ethnopharmacological survey; to rescue popular knowledge about plant species used in obesity; investigate the form of use; identify the species concerned; record and document ethnobotanical, ethnopharmacological and toxicity aspects; to compare the popular information on the therapeutic properties attributed to the vegetal species inventoried to the scientific data and registered in the specialized literature.
Palavras-chave: Obesidade
Uso popular
Etnofarmacologia
Toxicidade
Obesity
Popular use
Etnopharmacology
Toxicity
Área(s) do CNPq: Etnofarmacologia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE MEDICINA I/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE/CCBS
Citação: FREITAS JUNIOR, Luciano Mamede de. A obesidade e o advento da etnofarmacologia como base para o tratamento. 2017. 110 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1959
Data de defesa: 31-May-2017
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LucianoMamede.pdfTese4,32 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.