???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1579
Tipo do documento: Tese
Título: Análise de instrumentos de mensuração do estresse em gestantes: Escala de Estresse Percebido (PSS) e do Inventário de Eventos de Vida Produtores de Estresse (IEVPE)
Título(s) alternativo(s): Analysis of stress measurement instruments in pregnant women: Perceived Stress Scale (PSS) and Life Events Inventary Causing Stress (LEICS)
Autor: Rizzini, Marta 
Primeiro orientador: SANTOS, Alcione Miranda dos
Resumo: A identificação precoce do estresse por meio de instrumentos de aferição é uma estratégia simples e com baixo custo para o setor público, porém é necessário confirmar se realmente estamos medindo o que se propõe mensurar para uma população específica, ou seja, o estresse em mulheres no período gestacional. O objetivo deste estudo é a análise de dois instrumentos de mensuração do estresse em gestantes em duas cidades brasileiras: eventos de vida estressantes (EVE) e a escala de estresse percebido (Perceived Stress Scale - PSS). Foi conduzido um estudo transversal com gestantes em São Luís/MA e em Ribeirão Preto/SP (coorte BRISA). A validade de construto dos EVE foi realizada por meio da Análise Fatorial Exploratória e Confirmatória. Os parâmetros dos itens da PSS foram estimados utilizando o Modelo de Resposta Gradual de Samejima com base na Teoria de Resposta ao Item (TRI). Para análise do Funcionamento Diferencial dos Itens (DIF) foram empregados a Razão de Verossimilhança para DIF não-uniforme e diferenças entre os pesos das regressões (Δβ1) para DIF uniforme. Como estimativa da magnitude do DIF foi utilizado o Pseudo-R 2 . O modelo com três fatores então denominado Eventos de Vida Produtores de Estresse (EVPE) apresentou um bom ajuste (RMSEA <0.05; CFI/TLI >0.90) para as duas amostras. Para a PSS apenas a escala com 10 itens (PSS 10) apresentou o pré-requisito da unidimensionalidade. Os resultados mostraram boa variação dos limiares de resposta (bi) e discriminação (ai) de moderada a alta. A análise encontrou os itens 9 e 10 com provável DIF na PSS 10, porém não houve um efeito significativo do local de moradia nas respostas aos itens, sugerindo que as respostas não estão relacionadas a nenhum outro fator além do traço latente estresse percebido. Este estudo encontrou evidências que confirmam a validade de construto de uma lista com eventos estressores sendo intitulado de Inventário de Eventos de Vida Produtores de Estresse (IEVPE). Por meio da TRI e do DIF, conclui-se que a escala PSS 10 foi invariante quando aplicado em amostras de gestantes de duas cidades brasileiras.
Abstract: Early identification of stress by means of measuring instruments is a simple strategy and low cost to the public sector, but it is necessary to confirm that we are actually measuring what it purports to measure for a specific population, ie, stress in women during pregnancy. The objective of this study is the analysis of two stress measurement instruments in pregnant women in two cities: stressful life events (EVE) and the perceived stress scale (PSS). A crosssectional study was conducted with pregnant women in São Luis/MA and in Ribeirão Preto/SP (BRISA cohort). The construct validity of EVE was done by Exploratory Factor Analysis and Confirmatory. The parameters of PSS items were estimated using the Gradual Response Model Samejima based on Item Response Theory (IRT). For analysis of the items Differential Functioning (DIF) were used the likelihood ratio for non-uniform DIF and differences between the weights of the regressions (Δβ1) for uniform DIF. As an estimate of the magnitude of DIF was used Pseudo-R 2 . The model with three factors then called Life Events Causing Stress (LECS) showed a good fit (RMSEA <0.05; IFC / TLI> 0.90) for the two samples. For the PSS only the 10-item scale (PSS 10) presented the prerequisite of unidimensionality. The results showed good variation of the response thresholds (bi) and discrimination (ai) from moderate to high. The analysis found items 9 and 10 with probable DIF in the PSS 10, but there was no significant effect of residence location in the responses to items, suggesting that the answers are not related to any other factor beyond trace latent perceived stress. This study found evidence that confirms the construct validity of a list of stressor events being titled Life Events Inventary Causing Stress (LEICS). By TRI and DIF, it is concluded that the PSS 10 scale was invariant when applied to samples of pregnant women in two cities.
Palavras-chave: Estresse
Gestante
Análise fatorial
Teoria de Resposta ao Item
Instrumentos de Aferição
Stress
Pregnant
Factor Analysis
Item Response Theory
Measuring instruments
Área(s) do CNPq: Saúde Materno-Infantil
Saúde Coletiva
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE MEDICINA I/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/CCBS
Citação: RIZZINI, Marta. Análise de instrumentos de mensuração do estresse em gestantes: Escala de Estresse Percebido (PSS) e do Inventário de Eventos de Vida Produtores de Estresse (IEVPE). 2017. 101 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1579
Data de defesa: 24-Mar-2017
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MartaRizzini.pdfTese6,04 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.