???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1398
Tipo do documento: Tese
Título: Cárie dentária em mulheres no pós-parto imediato: aspectos de interesse
Título(s) alternativo(s): Dental caries in women in the immediate postpartum: aspects of interest
Autor: Vieira, Anna Clara Fontes 
Primeiro orientador: LOPES, Fernanda Ferreira
Resumo: Doenças bucais não tratadas podem comprometer a saúde da gestante e do seu bebê. Neste sentido, estudos voltados para a compreensão de todos os fatores que influenciam a prevalência da cárie dentária em gestantes, bem como os reflexos da doença na gestação são imprescindíveis para o planejamento de estratégias de promoção e prevenção em saúde bucal. Esta Tese estudou aspectos relacionados à cárie dentária em mulheres no pós-parto imediato, a partir dos dados provenientes do Projeto Multicêntrico Geravida, dando origem a dois artigos originais. O primeiro artigo consta no Capítulo I deste trabalho e tem por título: “Hiperglicemia e fatores associados à carie dentária na gestação”. O objetivo deste trabalho foi estudar, retrospectivamente, em mulheres no pós-parto imediato, os fatores associados à cárie dentária na gestação, e verificar se as puérperas com hiperglicemia apresentam mais cáries dentárias que as com glicemia normal. A amostra totalizou 297 mulheres. A cárie foi registrada como presente quando uma lesão de fóssula, fissura ou de superfície lisa tinha uma cavidade evidente, esmalte socavado, ou um amolecimento detectável do assoalho ou das paredes. Os dentes restaurados que tinham uma ou mais áreas com lesão de cárie foram considerados cariados. Registrou-se também os dentes restaurados e sem cárie e os perdidos por cárie. O biofilme oral foi avaliado por meio do índice de placa visível e a glicose no sangue, através do teste Hb A1c. Características socioeconômicas, de hábitos nocivos e de saúde bucal foram obtidas através de questionários estruturados. Também foram coletadas informações dos prontuários das mulheres. A análise dos resultados mostrou que mais da metade das puérperas (66%) apresentaram lesões de cárie e que esta não está associada à hiperglicemia na gravidez (p = 0,386). O modelo de regressão logística hierarquizado mostrou que as variáveis escolaridade materna ≤ 8 anos de estudo (OR ajustado = 2,40 [IC 1,19 – 4,82]), ter filhos anteriores (OR ajustado = 1,81 [IC 1,08 – 3,03]), uso do fio dental (OR ajustado = 048 [IC 0,27 – 0,86]) e índice de placa visível ≥ 30% (OR ajustado = 1,83 [IC 1,05 – 3,20]) estão associados à presença de cárie na gestação. O segundo trabalho consta no Capítulo II e tem por título: “Cárie dentária materna: existe associação com a prematuridade?” cujo objetivo foi averiguar a relação entre cárie dentária e prematuridade. A amostra foi composta por 279 puérperas, sendo que 91 tiveram partos prematuros e 188 partos a termo, respeitando a proporcionalidade de 1 caso para 2 controles. Os dados foram coletados por meio de questionários, informações dos prontuários e exame clínico intra-bucal, que abrangeu o registro de cárie dentária de acordo com os critérios da OMS e índice de placa visível. Os resultados deste estudo mostraram que a cárie dentária não está associada à prematuridade (OR = 1,08, p = 0,90). A presença de cárie foi identificada em 62,3% das mulheres com desfecho positivo e em 62,5% das mulheres com desfecho negativo. Além da cárie da dentária, este trabalho analisou outros fatores associados com o nascimento prematuro, encontrando associação da prematuridade com a escolaridade materna (OR = 2,56, p = 0,010), o baixo peso ao nascer (OR = 12,18 p ˂ 0,001), e a hipertensão arterial (OR = 2,32, p = 0,019). Os resultados deste trabalho de Tese chamam a atenção para a elevada prevalência de cárie dentária em grávidas e para a necessidade de compreensão dos fatores que influenciam os mecanismos responsáveis por este fenômeno.
Abstract: Untreated oral disease may compromise the health of the pregnant woman and her baby. Thus, studies aimed at understanding all the factors that influence the prevalence of tooth decay in pregnant women, as well as the reflection of the disease in pregnancy, are essential for planning strategies of health promotion and prevention in oral health. This Thesis studied aspects related to dental caries in women in the immediate postpartum period, based on data from the Multicenter Geravida Project, giving rise to two original articles. The first item is listed in Chapter I of this work and it is entitled: "Hyperglycemia and factors associated with dental caries during pregnancy." The objective of this work was to study, retrospectively, in women in the immediate postpartum period, the factors associated with dental caries in pregnancy, and verify if mothers with hyperglycemia have more tooth decay than those with normal blood glucose. The sample included 297 women. Caries was recorded as present when a lesion of fossa, fissure or smooth surface had an obvious cavity, undermined enamel, or a detectable softening of the floor or walls. The restored teeth that had one or more areas with carious lesions were considered decayed. It was recorded also the restored teeth without decay and lost by decay. The oral biofilm was assessed by visible plaque index, and blood glucose by HbA1c through test. Socioeconomic characteristics of harmful habits and oral health were obtained through structured questionnaires. Women also records the information was collected.The results showed that more than half of mothers (66%) had caries and that is not associated with hyperglycemia in pregnancy (p = 0.386). The model of hierarchical logistic regression showed that the variables maternal education ≤ 8 years of schooling (adjusted OR = 2.40 [CI 1.19 to 4.82]), have previous children (adjusted OR = 1.81 [CI 1, 08-3.03), flossing (adjusted OR = 048 [CI 0.27 to 0.86]) and visible plaque index ≥ 30% (adjusted OR = 1.83 [CI 1.05 to 3, 20]) are associated with the presence of caries in pregnancy. The second work is listed in Chapter II and is entitled, "Maternal dental caries: there is an association with prematurity?" and it aimed to investigate the relationship between dental caries and prematurity. The sample consisted of 279 women in the postpartum, and 91 had premature births and 188 births at term, respecting the proportionality of 1 case 2 controls. Data were collected through questionnaires, information from medical records and intra-oral clinical examination, which covered the dental caries record according to the WHO criteria and visible plaque indexThe results of this study showed that tooth decay is not associated with prematurity (OR = 1.08, p = 0.90). The presence of caries was identified in 62.3% of women with a positive outcome and 62.5% of women with a negative outcome. In addition, this study examined other factors associated with preterm birth, finding that prematurity is associated with maternal education (OR = 2.56, p = 0.010), low birth weight (OR = 12.18 p ˂ 0.001) and hypertension (OR = 2.32, p = 0.019). The results of this Thesis call attention to the high prevalence of tooth decay in pregnant women and the need to understand the factors that influence the mechanisms responsible for this phenomenon.
Palavras-chave: Cárie dentária
Nascimento prematuro
Hiperglicemia
Gravidez
Tooth decay
Preterm birth
Hyperglycemia
Pregnancy
Área(s) do CNPq: Odontologia
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA I/CCBS
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA/CCBS
Citação: VIEIRA, Anna Clara Fontes. Cárie dentária em mulheres no pós-parto imediato: aspectos de interesse. 2016. 94 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Odontologia) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1398
Data de defesa: 29-Mar-2016
Appears in Collections:TESE DE DOUTORADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnnaVieira.pdfTese2,76 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.