???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1183
Tipo do documento: Dissertação
Título: INVESTIGAÇÃO DE MODY 3 EM PACIENTES DO AMBULATÓRIO DE DM 1 DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO (HUUFMA)
Título(s) alternativo(s): INVESTIGATION OF MODY 3 IN PATIENTS OF THE AMBULATORY OF DM 1 OF UNIVERSITY HOSPITAL OF THE FEDERAL UNIVERSITY OF MARANHÃO (HUUFMA)
Autor: Almeida, Ana Gregória Ferreira Pereira de 
Primeiro orientador: MESQUITA, Emygdia Rosa do Rego Barros Pires Leal
Primeiro membro da banca: Costa, Maria do Rosário da Silva Ramos
Resumo: Maturity onset diabetes of young 3 (MODY 3)é o mais frequente diabetes mellitus (DM) monogênico autossômico dominante causado por mutações no gene HNF 1A e caracterizado por defeito na secreção de insulina, diminuição no limiar renal de glicose e sensibilidade a sulfonureia, na maioria das vezes. Com frequência é diagnosticado erroneamente como DM 1 ou DM 2. Frente a esta evidência este trabalho tem como objetivo a investigação das mutações do gene HNF 1A em pacientes atendidos no ambulatório de DM1 do Hospital Universitário da UFMA São Luís MA (HUUFMA), assim como caracterizar epidemiologicamente a população de estudo, além de identificar e descrever as mutações encontradas no gene, correlacionando-as com as complicações crônicas próprias do DM que estes pacientes possam apresentar. Foram avaliados por meio de questionário 60 pacientes com diagnóstico prévio de DM 1, destes, 20 pacientes foram selecionados por suas características clínicas sugestivas de MODY para análise molecular do gene HNF 1A pela técnica de sequenciamento. Onze pacientes foram do sexo feminino e nove do sexo masculino com uma média de idade de 24,35 ± 6,91 anos. Destes, 25% apresentavam retinopatia, 55%, nefropatia, 35% neuropatia e 15% cardiopatia isquêmica. Dentre as variações gênicas, foram encontradas 53 mutações, destas, uma deleção no promotor. Das 52 variações que ocorreram nos éxons, 15 eram silenciosas. Entre as não-silenciosas, observaram-se 29 missense, sete deleções e uma nonsense. Destas, 11 mutações encontraram-se na isoforma A, duas na isoforma AB e 24 na isoforma ABC. Em relação aos domínios da proteína, verificou-se: uma mutação missense no domínio de dimerização, nove mutações no domínio de ligação do DNA e 25 mutações no domínio de transativação. Ao se correlacionar os tipos de mutações, suas localizações no gene ou em seus respectivos domínios de proteína com as complicações crônicas típicas do DM, não se observou qualquer relação. Contudo, foi observado que pacientes apresentando associação de mutações frameshift com missense no domínio de transativação apresentavam um pior controle metabólico que pacientes com mutações missense no mesmo domínio. Com estes resultados concluímos que alterações no gene HNF 1A são muito frequentes entre os paciente com DM 1 com características típicas de MODY, sugerindo que o MODY 3 possa ser causa do DM de muitos destes pacientes e que o tipo de mutação e sua localização no domínio de proteína pode ter associação com o controle metabólico destes pacientes.
Abstract: Maturity onset diabetes of young 3 (MODY 3) is the most common monogenic autosomal dominant diabetes caused by mutations in the HNF 1A and characterized by a defect in insulin secretion, decreased renal threshold for glucose and sensitivity to sulfonureia. It is often misdiagnosed as DM 1 or DM 2. By this evidence, this study aims to investigate the HNF 1A gene mutations in patients treated at the outpatient clinic of the University Hospital of DM1 UFMA Sao Luis - MA (HUUFMA), characterize epidemiologically the study population, and identify and describe the mutations found in the gene, correlating them with the chronic complications of diabetes that these patients may have. We evaluated by questionnaire 60 patients with a previous diagnosis of DM 1. These, 20 patients were selected for their clinical features suggestive of MODY for molecular analysis of the HNF 1A gene by sequencing technique. Eleven patients were females and nine males with a mean age of 24.35 ± 6.91 years. Twenty five per cent had retinopathy, 55 %, nephropathy, neuropathy 35 % and 15 % ischemic heart disease. Among the gene variations were found 53 mutations, of these, a deletion in the promoter. Of the 52 variations that occurred in exons, 15 were silent. Among the non- silent, there were 29 missense mutations, seven deletions and one nonsense. Of these, 11 mutations were found in the A isoform, two in the AB isoform and 24 in the ABC isoform. Regarding the fields of protein, it was found: one missense mutation in the dimerization domain, nine mutations in the DNA-binding domain and 25 mutations in the transactivation domain. By correlating the types of mutations, their locations in their respective gene or protein domains with typical chronic complications of diabetes, there was no relationship. However, it was observed that patients with frameshift mutations associated with missense mutations in the transactivation domain had a worse metabolic control than patients with missense mutations in the same domain. With these results we conclude that changes in gene HNF 1A are very common among diabetic patients with a typical characteristics of MODY in this sample, suggesting that the MODY 3 can be cause of DM in many of these patients and the type of mutation and its location in the field protein may be associated with metabolic control in these patients.
Palavras-chave: Diabetes mellitus
HNF 1A
MODY 3
Diabetes mellitus
HNF 1A
MODY 3
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: saúde da mulher e saúde materno-infantil
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL
Citação: ALMEIDA, Ana Gregória Ferreira Pereira de. INVESTIGATION OF MODY 3 IN PATIENTS OF THE AMBULATORY OF DM 1 OF UNIVERSITY HOSPITAL OF THE FEDERAL UNIVERSITY OF MARANHÃO (HUUFMA). 2012. 156 f. Dissertação (Mestrado em saúde da mulher e saúde materno-infantil) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1183
Data de defesa: 16-Mar-2012
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL

Files in This Item:
File SizeFormat 
Dissertacao Ana Gregoria.pdf3,38 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.