???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1170
Tipo do documento: Dissertação
Título: INFLAMAÇÃO,SÍNDROME METABÓLICA E MARCADORES DE RISCO CARDIOVASCULAR EM MULHERES COM SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS
Título(s) alternativo(s): INFLAMMATION, METABOLIC SYNDROME AND MARKERS OF CARDIOVASCULAR RISK IN WOMEN WITH POLYCYSTIC OVARY SYNDROME
Autor: Araújo, Déborah Rocha de 
Primeiro orientador: BRITO, Luciane Maria Oliveira
Resumo: Introdução: A síndrome dos ovários policísticos tem sido correlacionada com a Síndrome Metabólica, ambas com características comuns quanto à alteração do perfil lipídico, obesidade, hipertensão e a ocorrência de doenças cardiovasculares. Objetivo: Identificar a prevalência de Síndrome Metabólica em mulheres com síndrome dos ovários policísticos e sua associação com marcadores de risco cardiovascular. Metodologia: Transversal. Foram avaliadas 191 mulheres entre 18 e 42 anos atendidas no Ambulatório de Ginecologia do Hospital Universitário Unidade Materno-Infantil da Universidade Federal do Maranhão, restando 82 pacientes com síndrome dos ovários policísticos. As pacientes foram submetidas a uma triagem com avaliação clínica e anamnese detalhada, realização de exames bioquímicos e ultrassonográficos. Para a coleta de dados, foram utilizadas duas fichas de protocolo, com questionários sobre identificação, peso, altura, dentre outras medidas, além de antecedentes pessoais, familiares e ginecológicos. Resultados: Nas portadoras de síndrome dos ovários policísticos, a presença de síndrome metabólica foi constatada em 21%. Neste grupo, as variáveis clínicas significativas foram a faixa etária de 26 a 32 anos (59%), obesidade (82%) e acantose nigricans (87%). Dentre os critérios diagnósticos para síndrome metabólica, os mais freqüentes foram HDL e circunferência da cintura alterados (65% e 39%, respectivamente). Em relação aos marcadores inflamatórios, somente a PCR-US elevada foi significante (p valor = 0,0030). Conclusão: O presente estudo evidenciou alta prevalência de mulheres com SM, em sua maioria jovens e obesas. O risco das mesmas para doença cardiovascular associou-se à PCR-US aumentada.
Abstract: BACKGROUND: Polycystic ovary syndrome (PCOS) has been correlated with metabolic syndrome (MS), both with common characteristics regarding the altered lipid profile, obesity, hypertension and the occurrence of cardiovascular diseases. OBJECTIVES: Identify the prevalence of Metabolic Syndrome in women with PCOS and its association with cardiovascular risk markers. METHODS: Cross-sectional, prospective. 191 women between 18 and 42 years were evaluated in the Clinic of Gynecology, University Hospital Maternal-Child Unit of the Federal University of Maranhão, leaving 82 patients with PCOS. The patients underwent a clinical evaluation and screening with detailed history, conducting biochemical and ultrasonographic examinations. To collect data, we used two sheets of protocol, with questionnaires containing identification, weight, height, among other measures, in addition to personal, family, and gynecological history. RESULTS: In women with PCOS, the presence of metabolic syndrome was observed in 21%. In this group, the significant clinical variables were age group from 26 to 32 years (59%), obesity (82%) and acanthosis nigricans (87%). Among the diagnostic criteria for MS, the most common were HDL and waist circumference change (65% and 39%, respectively). Regarding inflammatory markers, only elevated CRP was significant (p value = 0.0030). CONCLUSION: The present study showed a high prevalence of women with MS, mostly young and obese women. Their risk of cardiovascular disease was associated with increased CRP level.
Palavras-chave: Síndrome metabólica
Síndrome dos ovários policísticos
Sistema Cardiovascular
Fatores de risco
Metabolic syndrome
Polycystic ovary syndrome
Cardiovascular system
Risk factors
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: saúde da mulher e saúde materno-infantil
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL
Citação: ARAÚJO, Déborah Rocha de. INFLAMMATION, METABOLIC SYNDROME AND MARKERS OF CARDIOVASCULAR RISK IN WOMEN WITH POLYCYSTIC OVARY SYNDROME. 2012. 86 f. Dissertação (Mestrado em saúde da mulher e saúde materno-infantil) - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1170
Data de defesa: 30-Oct-2012
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL

Files in This Item:
File SizeFormat 
dissertacao Debora.pdf692,01 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.