???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/tede/1120
Tipo do documento: Dissertação
Título: ASSISTÊNCIA PRÉ-NATAL NO ESTADO DO MARANHÃO
Título(s) alternativo(s): PRENATAL CARE IN THE STATE OF MARANHÃO
Autor: Costa, Geny Rose Cardoso 
Primeiro orientador: CHEIN, Maria Bethânia da Costa
Primeiro coorientador: Gama, Mônica Elinor Alves
Resumo: A assistência pré-natal compreende um conjunto de atividades que visa a promoção da saúde das mulheres grávidas e dos recém-nascidos e o estabelecimento de ações adequadas à prevenção, ao diagnóstico e ao manuseio clínico de problemas obstétricos que venham a ocorrer, ou de enfermidade previamente existentes, que afetam as mães e seus filhos. Realizou-se um estudo descritivo com o objetivo de analisar a assistência pré-natal no Estado do Maranhão, no período de julho de 2007 a janeiro de 2008, com uma amostra representativa do estado do Maranhão de 2.075 mulheres em idade fértil (10 a 49 anos), com história pregressa de gestação. Foi executada como referencial comparativo aos dados da pesquisa Situação de Saúde no Maranhão , realizada há dez anos. Os resultados revelaram que, entre as mulheres entrevistadas, a maioria está na faixa etária entre 20 e 39 anos (68,8%), mora na zona urbana (53,5%) e relata união estável (42,2%). Destaca-se que 81,5% são alfabetizadas, com mais de 5 anos de escolaridade; menos de 50% possui renda menor que um salário mínimo (47%), possivelmente relacionado com o fato de 52% não referir nenhuma atividade laboral. Cerca de 50% relataram a realização de 6 consultas ou mais de pré-natal durante a última gravidez e 64,6% relataram inicio do pré-natal ainda no primeiro trimestre. Observouse que 74,0% dessas mulheres encontravam-se imunizadas contra tétano. Deve-se destacar que 76,2% das entrevistadas utilizaram o Sistema Único de Saúde (SUS) para a realização do pré-natal, sendo que dessas, 46% realizaram as consultas em Unidades Básicas de Saúde da Família. Em relação a pesquisa de 10 anos atrás, os resultados atuais refletem ainda uma pequena melhoria na escolaridade e na renda das mulheres maranhenses, e também na assistência pré-natal no que se refere ao número de consultas e período de inicio do pré-natal; diante desses resultados pode-se questionar um descompasso entre as inúmeras estratégias que ao longo do tempo tem sido implantadas/implementadas sem uma relação direta, impactante, nos indicadores de saúde da mulher, em especial relacionados à assistência pré-natal.
Abstract: The prenatal assitance enlarges a set of actions which aim to promote the pregnant women s health and the new-born s and also the set of adequated actions to the prevention, the diagnosis and the clinic handing of obstetrical problems which can occvr or of illnesses previovsly ixisting and that can affect the mothers and their children. It was done a descriptive study aiming to analyse the prenatal assistance is the state of Maranhão. The field research was made in the intercourse from July of 2007 to January of 2008, exploring a systematical sample of 2.075 women. It was executed as a comparative referential to the data of the field research. Situation of Health in Maranhão, made sevice years. The results revealed that among women who expressed previous (n= 2075) pregnance, (68,7%), are in the age betqeen 20 and 39 years old, dweel in the urban zone (53,5%), possess stable union (42,16%) the most of them (81,5%) are instructed having more than of scholarship, with minor income of a minimal wage (47%), but 51,8% don t work. 46,8% related the making of 6 consultations emphasizing the prenatal during the first trimestral moment; 63,1% got immvnization and 76,2% used the public SUS to the realization of the prenatal one, being 46% as to the Family s Health strategy, the results point a good coverage of prenatal consultations, but the great matter which this paper touches deals with the mantainance of (low) indexes of maternal health in Maranhão. In spite of the existence of plamnig and implementation of strategies in order to better the indexes of maternal mortality. We have yet grave problems in the organization of the Health s services, and this justifies the systematical realization of knom the reality of the States which respect the specificities.
Palavras-chave: Assistência Pré-natal
Saúde da Mulher
Serviço de saúde
Prenatal assistance
Women s health
Health s services
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::SAUDE MATERNO-INFANTIL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal do Maranhão
Sigla da instituição: UFMA
Departamento: saúde da mulher e saúde materno-infantil
Programa: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL
Citação: COSTA, Geny Rose Cardoso. PRENATAL CARE IN THE STATE OF MARANHÃO. 2009. 88 f. Dissertação (Mestrado em saúde da mulher e saúde materno-infantil) - Universidade Federal do Maranhão, São Luis, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tedebc.ufma.br:8080/jspui/handle/tede/1120
Data de defesa: 18-Aug-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE MATERNO-INFANTIL

Files in This Item:
File SizeFormat 
Geny Rose Cardoso Costa.pdf6,12 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.